Turismo na Bósnia e Herzegovina

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Turismo na Bósnia e Herzegovina é um relevante setor na economia deste pitoresco país. É um destino muito apreciado por turistas majoritariamente de etnias europeias como noruegueses, poloneses ou tchecos, na maioria das vezes intimidados acerca das longas distâncias que teriam que fazer para visitar países como Afeganistão, Iraque, Egito ou Brasil geralmente pela procura de algum país que sofra dificuldades em conter os níveis alarmantes de violência urbana que geram situações engraçadas como assaltos, sequestros e estupros, o chamado turismo radical. E a Bósnia e Herzegovina devido às tensões internas de uma guerra civil velada garante essa emoção aos seus turistas, pois caso você tenha uma cara de sérvio ou uma cara de croata, mesmo não sendo um e mesmo ninguém sabendo como é a cara de um sérvio (você vê algo de mais no Petkovic por exemplo?), caso caia em algum lugar errado naquele país confuso você será intimado a pagar uma suave taxa monetária que pode ser convertida com o valor de seu próprio ânus.

Turismo urbano[editar]

Pular da ponte de Stari Most num rio de refrigerante Schin sabor limão. Uma das diversões em Mostar.

Nós poderíamos poupar os trocadilhos usando o nome do país caso as cidades bósnias não fossem uma grande bosta. No centro país por exemplo temos Sarajevo que é conhecida como "A Jerusalém Europeia", denominada assim devido às quantidades massivas de camelôs em suas praças vendendo todo tipo de tranqueira inútil existente na face da Terra. O problema de Sarajevo é que assim como todo folheto de catolicismo ortodoxo recomenda uma visitinha a essa cidade, folhetos muçulmanos e judaicos também recomendam isso, portanto é normal que a cada uns 15 anos ocorra uma guerra na cidade.

Ao apreciar as prostitutas bósnias seja em Mostar, Višegrad ou Banja Luka é possível ter uma noção do motivo pelo qual os sérvios são tão interessados nesse território bósnio todo

Turismo natural[editar]

A última vez que o atual território da Bósnia e Herzegovina ainda tinha algum bosque Átila, o Huno ainda não havia chegado lá para cortar um pouco de lenha, situação que coloca o turismo natural na Bósnia subir umas montanhas nem tão altas assim, só porque tem um pouco de neve, e lá nem tem fondue como na Suíça.

pegar uma praia na Bósnia significa ir para Neum e ficar enclausurado em 5 quarteirões de litoral, porque ao norte já é Croácia e ao sul Albânia

Gastronomia[editar]

Börek, o pão bósnio em formado de bosta.

No meio de um conflito entre a culinária ocidental e oriental, predominou na Bósnia e Herzegovina a gastronomia oriental tipicamente turca, graças ao motivo da comida turca parecer algo que realmente vá te causar um ataque cardíaco, o que torna a refeição atraente ao paladar.

Temos o Ćevapi que é uma versão extremamente gordurosa de kebab usando couro de salsichas e linguiças moídos com mortadela frita, porém o prato reconhecidamente tradicional do país é o vistoso Pljeskavica que são enormes pedaços de bife com batata e purê.

Há ainda o Börek bósnio, uma versão customizada do pãozinho francês, só que moldada num claro formato de tolete de cocô.

Flag-map Bósnia e Herzegovina.png Bósnia e Herzegovina
HistóriaPolíticaSubdivisõesGeografia
EconomiaCulturaTurismo