Umaro

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Soule.JPG Este artigo é GELAAAAAADO!

Mamutes vigiam o artigo, então vá pra casa, coloque um casaco e beba um chocolate-quente. Cuidado com o Yeti e não lute contra Kula Diamond!

Umaro


Umarocosplay.jpg
Nome Completo Umaro e só isso mesmo
Classe Poliglota, daqueles das cavernas
Terra Natal Everest
Parceiros Mog
Parentes Matou todos na mão
Inimigos Todos
Equipamento Preferido Não precisa disso, mata na mão mesmo
Habilidades Tacar seus companheiros nos inimigos, matando ambos

Umaro é uma espécie de cachorro branco bípede com inteligência pífia presente em Final Fantasy VI. Difere dos outros personagens por não possuir uma história bem trabalhada e desenvolvida, na verdade, esse bicho não possui história alguma, ele foi criado apenas para encher linguiça e dar aos jogadores a possibilidade de controlar um personagem berserker, daqueles cuja única utilidade é meter porrada em geral. Sem perguntas, sem questionamentos, apenas porrada.

Origem[editar]

Umaro e Mog possuem uma estreita relação de amizade, conforme mostra esta pintura de Rafael Sanzio.

Filho primogênito do Abominável Homem das Neves com a Carla Perez, Umaro nasceu nas profundezas abissais das minas de Narshe, um buraco onde nem as baratas sobreviveriam por mais de 28 segundos. Herdando a aparência exata do pai e a grandiosa inteligência de tua mãe, ou seja, sendo feio e burro, Umaro decidiu tornar-se um guerreiro berserker, já que os mesmos não precisam perder tempo estudando grimórios complicados para aprender magias difíceis, quando eles querem destruir seus inimigos, apenas chegam, gritam "BIIIIRL" e sentam a porrada em quem ficar em seu caminho.

Para aprender os macetes desta lendária tática viking, Umaro começou a estudar na Escolinha Acarajé Feliz, onde teve como mentor Mog, uma espécie de pokémon lendário que habita todos os jogos da série Final Fantasy. A princípio, Mog buscou explicar para seu pupilo que, para derrotar seus oponentes, mesmo os guerreiros mais burros podem usar armas, brancas ou de fogo, para potencializar sua força, mas nem esta informação simples Umaro conseguiu captar, pois acha que a melhor e única forma de matar os inimigos é tacando seus amigos neles, uma estratégia super segura.

Vida[editar]

Apesar de gostar de viver nas minas de Narshe, já que por lá de vez em quando aparecem alguns ratos deliciosos para fazer um lanchinho, Umaro realizou a maior parte de seu treinamento em ambiente externo, já que os monstros em formato fálico naturais de FFVI possuem uma predisposição maior a aparecer em ambiente aberto, e o protagonista deste artigo precisava de aulas práticas de genocídio. Após alguns bons anos de treinamento, Umaro potencializou suas habilidades de animal, e fazendo um bom duo com Mog, que dava suporte com suas habilidades de ballet, tornou-se um dos mais poderosos habitantes do planeta, ficando atrás apenas do resto do mundo.

Agora na vida adulta, Umaro, agora um verdadeiro monstro fora da jaula, resolveu sossegar, arrumando um lugarzinho para descansar e poder levar algumas minas. Após uma pequena pesquisa de mercado, Umaro assustou-se com os preços dos alugueis, e resolveu, junto de seu mentor Mog, morar em um cantinho escuro das minas de Narshe mesmo, tão ruim que qualquer um idiota o suficiente poderia morar lá de graça. O único custo que Umaro teve foi a contratação de um decorador adorador de Satã, que decorou a caverna com alguns ossos de galinha angolana e colocou uma cabeça desossada de animal no centro do local.

Depois de muitos anos, agora já um idoso, Umaro continuava fazendo vários nadas da vida, passando seus dias vendo revistas playboy antigas da Cláudia Ohana. Tudo ia bem, até que um grupo de idiotas pixelados invadiu as minas, e com seus palavras doces, convenceram o amigão de Umaro, Mog, a seguí-los em uma jornada suicida com o objetivo de derrotar um Deus e salvar o mundo. Umaro não entendeu a motivação de Mog sair da caverna para acompanhar um monte de estranhos, mas não se opôs, até porque não sabe falar mesmo.

História[editar]

Umaro e seu sorriso discreto, após jogar nos inimigos o último personagem controlável do jogador e causar um game over.

Depois de algum dos milhares de fins de mundo que ocorreram entre os anos de 2000 e 2020, Umaro continuou vivendo nas minas de Narshe, já que era o único lugar onde alguém com sua cara poderia viver pacificamente. Apesar do mundo estar uma merda, e um palhaço satânico estar controlando toda a população através do medo, Umaro não estava nem aí, ele apenas se importa em comer as tripas e as cabeças dos monstros de lv5 que se perdiam por ali. O único ser inteligente que entrou naquelas minas, em mais de 50 anos, foi um ladrão com cara de cachorro, que estava atrás dos tesouros que estavam escondidos nas cavernas.

Apesar de idoso, Umaro ainda conhece as técnicas berserker, entra em modo de frenesi e bota o ladrão pra correr de mãos vazias, tendo que se contentar com os tesouros da vila ao lado das cavernas mesmo. Mas este teve sorte de ter escapado das minas vivo e inteiro, já que Umaro já estava considerando variar a sua dieta, pois tinha ouvido falar que a carne de cachorro é um prato delicioso muito apreciado em algumas partes do mundo.

Logo após este fato, Umaro foi visitado em sua caverna por um grupo de idiotas, e como qualquer RPG é cheio de coincidências, este grupo era o mesmo que, alguns anos atrás, tinham levado embora seu querido amigo e única companhia Mog. Ao vê-los, Umaro entrou imediatamente no modo animal, ficando vermelho e pronto para despachar a galera pro inferno, mas no meio do confronto, Mog chamou a atenção de seu velho amigo, convidando-o a fazer parte do grupo. Como não tinha nada melhor pra fazer mesmo, e a comida estava ficando escassa, Umaro aceitou juntar-se aos idiotas, desde que pudesse fazer as coisas de seu próprio jeito burro, não recebendo ordens de ninguém.

Estratégias[editar]

Umaro é um guerreiro berserker permanente, ou seja, não é possível controlá-lo em nenhum momento. Apesar de ser um jumento que não é capaz de usar magias antigas babilônicas, nem de participar de estratégias específicas, Umaro compensa sua falta de inteligência com uma força física enorme, sendo o único capaz de levantar o peso do trapézio descendente sem maiores complicações.

Porém, apesar de não seguir as estratégias boladas pelo jogador, Umaro, de vez em quando, quando cansa os punhos depois de bater muito em alguns inimigos resistentes, começa a bolar alguns planos infalíveis de eficácia questionável, como por exemplo, pegar seus companheiros, mesmo os maguinhos papel, e tacá-los nos inimigos como se fossem bolinhas de papel, o que geralmente acaba matando tanto o inimigo quanto o aliado. Uma estratégia genial, que em algumas situações acaba fodendo seu jogo e te fazendo perder uma batalha ganha.