Usuário:Guilhermecalango/sandbox

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

As aventuras de poliana

Guilhermecalango/sandbox
Sbt.jpg
Logotipo da Abertura
Origem Bandeira do Brasil Brasil
Emissora SBT
Autor Íris Abravanel
Tema Tutorial de como ser babaca
PROTAGONISTAS
Artistas
  • Igor Já Sem
  • Sophia Vá Verde
  • Especiais
    Outros Ninguém
    PERSONAGENS
    Vilões Sara, a robô que foi arrancada de um testículo, não definido
    Bonzinhos Napolitana, João
    Mais Idiota Mário
    Mais Esperto João
    NOVELA
    Maior Drama Poliana se sente feliz com tudo
    Mistério(s) Poliana: O que come? Onde vive?
    Moral Finja que está feliz.
    Influência
    Inspiração Pollyana


    {{gay}} {{Nanny}} {{sbt}}

    Cquote1.png Você quis dizer: Cópia de Pollyanna Cquote2.png
    Google sobre As Aventuras de Poliana
    Cquote1.png Experimente também: Cúmplices de um Resgate Cquote2.png
    Sugestão do Google para As Aventuras de Poliana

    As Aventuras de Poliana é uma novela completamente gay idiota do SBTrouxa que foi criada enquanto Silvio Santos batia punheta estava entediado editando a Wikipédia.

    A novela é um plágio de inspirada na clássica literatura Pollyanna, a menina que via o lado bom de qualquer merda. Íris Abravanel achou seu plágio incrível, e resolveu mudar um pouco a história para não ser processada.

    A história[editar]

    Poliana era o capeta uma menina feliz e contente, que aprendeu com seus pais o jogo do tristente contente, que consiste em ser babaca e ficar feliz com tudo. Seus pais eram da trupe Vaporub, que cantava em todo canto.

    Poliana conheceu João no Ceará e teve relações amizade com ele. Sua mãe, Dercy, morreu e depois seu pai, Celso Portiolli, morreu também. Ela tentou, sem sucesso, jogar o jogo do contente.

    Enquanto isso João sofria com seu pai, Cuca Beludo, e quando apanhava chorava para sua mãe. Chateado foi para São Paulo. Poliana sem lugar pra ficar também foi a São Paulo. Lá conheceu sua tia, Luísa, que era uma chata do caralho (e ainda é).

    João foi adotado por Marcelo, um professor que ganha menos que um salário mínimo, que trabalha na escola de Poliana.

    Poliana queria entrar na escola Ruth Goulart, mas sua tia vagabunda não deixou, porém Poliana drogou sua tia com LSD e a convenceu.

    Personagens principais[editar]

    • Poliana: Uma babaca qualquer que joga o Jogo do Contente e fica feliz com que seus pais morram.
    • João: Um cearense que tem alimentação baseada em rapadura.
    • Luísa: A pior pessoa do mundo, usa drogas para dormir.

    Ver também[editar]