Vargem Bonita

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Pao-de-Queijo-1.jpg Uai sô, ocê num intendeu?
Este artigo é humor mineiro, uai, e foi inscrito pur um minerim! Se ele inda num tá completo é por causo de que o disgramado deve tá comeno um pão de quêjo, um paster de milho ou a vaca atolada da tua mãe purque minêro come quéto!
Gnome-searchtool blue.png Vargem Bonita é uma pequena cidade desconhecida.
Você pode estar perdendo seu tempo à-toa ao ler sobre essa joça.
A única rua asfaltada é uma rodovia estadual (provavelmente esburacada).

Sciences de la terre.svg.png


Cquote1.svg Você quis dizer: Virgem Bonita Cquote2.svg
Google sobre Vargem Bonita
Cquote1.svg Você quis dizer: Ex-São Roque de Minas Cquote2.svg
Google sobre Vargem Bonita

Vargem Bonita é um município que fica la no fundo do borel do catereté de Minas Gerais.

Hisrória[editar]

Segundo fontes de maconheiros confiáveis de lá, a região foi povoada por Índios e quilombos que procuravam abrigo dos Ditadores do Brasil na época: os Porugueses. Assim surgiram os primeiros habitantes da cidade, que ficaram lá por um bom tempo até que a Princesa Isabel escreveu a Lei do Mano Preto. Em 1943 a cidade se separou de São Roque de Minas e só isso de interesante nessa história, o resto é a mesma encheção de linguiça que tem nas outras cidades.

População[editar]

Vargem Bonita e suas Virgems Bonitas.

Sua população é de 2.158 habitantes, uma marca tão grande que nem lota o Estádio Independência, muito menos o Mineirão. Esse GRANDIOSO número foi descoberto em 2004 pela Desciclofolha e DECIBOPÉDIA, podendo não dar um número exato pois a cada ano umas 100 crianças morrem engasgadas por pães de queijos na guéla.

Economia[editar]

A economia da cidade é muito precária, pois ninguém sabe se essa cidade existe mas o único fato de pelo menos ser um município é por ser localizado na Bacia do Rio São Francisco. Como o Velho Chico pode deixar a cidade muito visada, o prefeito está fazendo a campanha "Dilma em Vargem Bonita 3014 depois do apocalipse". Uma outra forma de economia muito tradicional é o Pão de Queijo (possivelmente a única fonte de alimento do município), a cada esquina sempre tem uma padaria vendendo pão de queijo, pela lei mineira, todas as cidades de Minas Gerais devem ter pelo menos 3000 pães de queijo para a população, sendo assim uma grande conquista para a cidade. Desde que se separou de São Roque de Minas a cidade vive em uma LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOONGA queda na economia.