Vera (Mato Grosso)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Cquote1.svg Eu queria mesmo era ser sinopense Cquote2.svg
Verense
Cquote1.svg Pai como chegamos aqui?? Cquote2.svg
Filho desconsolado sobre Vera
Cquote1.svg Esse ano vamos chegar aos 10.000 habitantes Cquote2.svg
Prefeito da cidade sobre Vera
Cquote1.svg Não! Não precisa trancar a porta do carro aqui não Cquote2.svg
Qualquer cidadão à qualquer visitante
Cquote1.svg ...E vamos pra mais uma notícia regional!! Cquote2.svg
Apresentador televisivo local sobre pouca notícia em Vera
Cquote1.svg Mas é maior que Feliz Natal! Cquote2.svg
Verense se achando de cidade grande
Cquote1.svg O que foi que nós fizemos!? Cquote2.svg
Atônitos colonizadores de Vera

Vera pode ser um ser do sexo feminino que verá ainda muitas coisas, mas esse artigo é sobre uma cidade do Pantanal Mato Grosso, bem isolada no centro do estado, sem chances de escapatória dali. Vera até hoje é um mistério para a ciência. Nem tente perguntar o que são aquelas coisas prateadas esvoaçando junto aos tuiuius... mas, se perguntarem a você, diga que são peixes em flagrante piracema, ainda que estejam numa altura impossível para isso.

História[editar]

Alguns chamam este inóspito centro de pacato, mas como tudo é questão de ponto de vista, Vera está mais para tediosa mesmo.

Apenas um mato abandonado qualquer onde viviam 40 índios que foram subornados por algumas bermudas genéricas da Nike a se mudarem para o Parque Nacional do Xingu. No lugar de sua aldeia, alguns paulistas falidos criaram uma cidade onde eles juraram que nada aconteceria.

O nome Vera foi uma homenagem à primeira prostituta da cidade que morreu de fadiga após uma suruba com os caminhoneiros que por ali param.

Geografia[editar]

Localizado no meio do estado, é um vilarejo ao norte da ilha do lost de Cuiabá, mas muito à norte. Localizada nas proximidades de OndeJudasPerdeuAsBotasCity, diz a lenda que Judas encontrou sua tão estimada bota quando procurava por Vera, para dar uma bem dada, mas não obteve exito.

População[editar]

Os habitantes desta cidade são denominados os que gostam de verão verenses. A maioria dos habitantes desta peculiar cidade são imigrantes da região sul do país, isso causa uma grande incidência de gays gaúchos no local, tomando seu chimarrão quente em pleno sábado de 45°C. A NASA enviou diversas sondas espaciais robóticas para verificar se há, em Vera, alguma vida inteligente, porém não obteve êxito em sua busca, direcionando assim, seu foco, em um lugar mais cotado, como Marte. Os extraterrestres, aliás, costumam assediar lugares como Vera, onde os habitantes confiam até no capeta, sim, muito bobinhos inocentes.

Costumam se alimentar de jacarés, antes que estes se alimentem deles, quer dizer, apenas quando estão em risco de se reproduzir demais. Assim mesmo ninguém vacila em Vera, não são afinal, tão bobinhos inocentes assim. Outra comida apreciada pelos verenses, é o lombo, mas isso não se come, se dá. Um prato tipicamente gaúcho.