Violino

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Experimente também: Esfregar a vareta. Cquote2.png
Sugestão do Google para Violino

Expressão que deve ser feita ao tocar.

Violino é classificado como um dos dez instrumentos mais irritantes, e portanto foi banido de todos os mundos civilizados em todas as galáxias. Foi inventado por um surdo de um ouvido, que o tocava sempre que era corneado por sua esposa, pela qual ele era perdidamente apaixonado, mas ela nem tanto assim, a sem vergonha se aproveitava disso. O som que esse infeliz desenvolveu para o violino foi totalmente inspirado em sua voz, sempre que estava chorando e gemendo de dor emocional. Agora já sabe porque o som do violino é aquilo que é.

Origem estranha[editar]

Já disse pra não falar que o violino é um instrumento abichalhado.

Os violinos, além de algo que parece que não deveria estar alí(ombro se não me engano), possuem um toque abichalhado por influência dos gregos, que amavam instrumentos abichalhados. Não ache, porém, que a maioria dos que se atrevem a tocar o violino são veados, nada disso. O que ocorre é que os violinos acabam entrando na vida do violinista por acidente, nem ele mesmo sabe depois como foi que se passou a tocar aquilo, preferindo nem pensar muito sobre.

O estrago milagre feito pelo violino.

Os violinistas, numa orquestra, por exemplo não se sentem uma parte de um todo porque, se assim o fosse, eles não precisariam ser os que mais fecham os olhos para nem ter que admitir a vergonha de tocar violino. Como todos eles, mesmo os mais novos parecem mais um veinho tremendo ao tocar o dito, pensa-se que quem melhor toca isso são mesmo os velhinhos, mas bem pelo contrário: Para não perder o compasso é preciso estar com as mãos firmes. Isso é melhor que assim o seja, em todos os instrumentos, mas o violino, dizem, é dos que mais precisa firmeza... Eu também não acredito, malgrado já tenham oferecido para que eu pegasse no arco, porra, nem quis, agradeci educadamente e fui embora, nunca mais querendo saber desse violão desnutrido, que precisa de uma bengala para se manifestar.

Violino e mais uma de suas vítimas.

O inventor do violino, não foi aquele italiano, na verdade o mama-mia apenas o aperfeiçoou, ainda estava com resquícios do abichalhado império romano que, como não podia deixar de ser, tem influência grega total e absoluta. O pobre e apaixonado corno que o inventou, já entregue na introdução, foi quem criou a essência do instrumento. Ele ia com aquela cara de cachorro abandonado, até onde ao lobos costumavam uivar, até mesmo os lobídeos ficavam com pena da figura do primata que, além de tudo, estava trêbado, na maioria das vezes em que fazia isso para aliviar sua mágoas. Não o atacavam, e ele começava seu choro que era tão desafinado e estranho, que nenhum uivo de um lobo iniciante podia ser pior.

Pior mesmo quando ele foi com um instrumento para acompanhar seus gemidos de lamento, e assim nascia berrando estranhamente, o violino. Se o objetivo do corno cantante era que sua amada sentisse pena dele e parasse com a vagabundagem, ele se enganou: Isso ainda piorou a situação, pois ela não tinha lá muita imaginação para reconhecer uma engenhosidade ou um dote artístico, por melhor ou pior que fosse.

Atritando[editar]

Um violinista brasileiro.
Violino folgado, tocando piano sobre o piano.

A porcaria do som se faz mesmo por via do atrito, sim também existe a parte de segurar as cordas, mas é muito mais do atrito que sai aquele som estranho.

Quando você escuta não consegue encontrar a tal semelhança com a voz soprano que dizem ser correspondente ao violino, muito menos diga à uma guria que ouviu soprano no violino, porra, claro que ela vai se ofender, mesmo que seja das mais tagarelas daquelas que tu só pensa em por uma trava na língua quando destampam a falar. Daí sim, algumas lembram um violino, que não tem nada de som inebriante , nem arrebatador, parece sim uma poluição sonora, daquela de liberar radicais livres loucamente.

Violino, para não deixar mentir que é mesmo um instrumento abichalhado, embora os músicos que o tocam, em maioria não o sejam, os violinos amam um pau se esfregando neles, e gritam espavoridos quando isso ocorre, ao fim de uma apresentação estão em brasa. Se pensa que é mais uma das piadinhas sem graça sobre coisas de veado, veja se não é bem assim mesmo que ocorre quando o violino é manuseado.