O Morro dos Ventos Uivantes

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Wuthering Heights)
Ir para: navegação, pesquisa
Wuthering Heights
Wuthering Heights.png
Autor Emily Brontë
País Bandeira da Inglaterra Inglaterra
Gênero Casos de família
Editora ???
Lançamento 1847


O Morro dos Ventos Uivantes ou então Wuthering Heights é um livro de romance sadomasoquista de Emily Brontë, que por sinal morreu (na vida real mesmo) da mesma forma de que seus personagens: na cama transando até morrer cagada de febre chamando por um médico, o que é bastante sarcástico... A trama conta duas histórias, ou séria uma? Bem, de qualquer forma o livro fala a respeito do amor doentio entre Heathcliff, um sociopata 100%, e Catherine Earnshaw, que era pra ser a personagem principal mas morre no meio do livro... Só com essa belíssima descrição de alta qualidade que só a Desciclopédia pode lhe oferecer, já dá para perceber que este livro é um tanto quanto perturbado.

Enredo[editar]

O livro começa com o Sr. Lockwood indo visitar o "O Morro dos Ventos Uivantes", que é uma mansão/casa grande onde o tal Heathcliff ajuda-o em entrar dentro da tal casa. Desde o início os moradores local são extremamente rudes por motivos aparentemente nulos, o que deixa o Sr. Lockwood igualmente puto, à princípio. É incompreensível como o carinha realmente quis continuar por lá, primeiro que o povo de lá não dá a mínima pros outros, depois ele foi atacado por um bando de buldogues e o Heathcliff, juntamento com seu mordomo Joseph ficaram olhando numa boa o cara morrer, mas ele só não morre pela ajuda de uma velha que surge do quinto dos infernos para salvar o pobre coitado...

Depois dessa visita conturba, Sr. Lockwood decide ir embora, contudo parece que ele ficou muito curioso da respeito da rudeza dos moradores, e preferiu voltar para lá, por pura burrice mesmo... Lá ele chega do nada, e se depara com uma garota jovem e muito bonita, contudo ela é outra brutamontes, e logo dá umas patadas que até um pato sentiria inveja. Resumindo: ele só foi lá para ficar sendo ofendido, e para piorar ele ainda pegou uma nevasca gigante, que o fez resfriar. Quando chegou em casa ele se deparou com Ellen Dean, mais conhecida como Nelly. Ela era a 'babá" dos tais moradores esquisitões daquela casa, então muito intrigado com os fatos que se passaram por lá, ele perguntou se ela poderia contar a história de seus habitantes, e ela disse que sim. E quase 80% do livro é só ela contando tais histórias...

Beto lendo as cenas de briga do livro.

A história começa dizendo a respeito da chegada de Nelly à família de Heathcliff, ou melhor dizendo, à família Earnshaw. Lá o Sr. Earnshaw saí para uma viagem, e promete para seus filhos, Hindley e Catherine que iria trazer algo de presente. Contudo, o velho trollou geral, e nem trouxe porra nenhuma de presente, o que ele trouxe foi um mendigo criança, o que deixou geral puto, inclusive Catherine que abriu o berreiro... E esta criança era Heathcliff.

De qualquer forma, por mais que ele tenha sido recebido com bastante antipatia no início, logo depois Catherine começou a ficar amiga dele, entretanto seu irmão Hindley nunca gostava dele, e sempre batia nele, quebrava as coisas dele, humilhava ele dizendo que ele jogava Free Fire, e outras desumanidades... Não só ele, mas também os Lintons, que era uma família que morava perto deles, também falavam mal dele, dizendo que um peido era mais civilizado do que o guri.

Porém, as violências contra Heathcliff só pioraram depois da morte do doente que salvou ele durante a viagem, e pioraram mais ainda quando a esposa de Hindley morreu, deixando para trás Hareton, seu filho, uma espécie de Frankenstein, pois ele era forte, mas extremamente burro. Porém a gota d'água foi quando sua tão amada Catherine literalmente o traiu com Edgar Linton, uns dos tais Lintons que tanto detestavam o Heathcliff, isso só porque ele era rico e o outro mais pobre do que a Somália...

Depois disso ele decidiu se vingar, primeiramente ele fugiu do local, e só voltou quando estava podre de rico. Enquanto isso, Hindley virou um bêbado doidão, e Isabella Linton, irmã de Edgar Linton, bate a cabeça na pia e decide se casar com Heathcliff, e ele só aceita porque queria se vingar das pessoas que ele odiava. De qualquer forma ela desiste de ficar com ele, e foge para a casa do caralho. Ao mesmo tempo, de tantas e tantas brigas acontecendo, Catherine fica tão pirada da cabeça que morre no meio do livro, o que não faz o pingo de sentido, já que era para ela ser a personagem principal, depois de Heathcliff. Mas em compensação ela deixa uma filha, que tem o mesmo nome da mãe, Catherine. Não demora muito e Isabella também bate as botas, do jeito mais aleatório possível, e para variar ela morre e deixa um filho.

O filho de Isabella com Heathcliff se chama Linton, um guri mimado, frágil e puto que nem o pai, só que frágil e por isso não saí batendo nos outros. Já Catherine, filha de Catherine, é uma garota feliz e vivaz. Primeiramente eles não se conheciam, mas como a mãe morreu, e ela cagou pra vida de seu segundo marido, ele foi transferido para a casa dos Lintons. Entretanto, Heathcliff pede para que ele vá para o Morro dos Ventos Uivantes, ele obedece com medo de morrer. E justamente por ter sido levado para lá, Catherine e ele são obrigados a se comunicarem apenas por cartas, já que o pai de cada um se odeiam, depois por pequenos encontros, até por fim, um belo dia (nem tanto), Linton pela milésima vez atraí Catherine e sua babá Nelly para sua casa, contudo Heathcliff estava lá, e prende a guria na casa por meio de carcere privado, obrigando-a se casar com seu filhote. Ela aceita, e dentro alguns dias ela é liberada para poder se casar com ele.

Nelly Deam pistola com os acontecimentos de sempre...

Entretanto tudo dá errado, pois o pai de Catherine morre, e o casamento é um lixo, pois ela vai morar lá no Morro dos Ventos Uivantes, e ninguém gosta dela e de seu marido, e o próprio Heathcliff, só a obrigou pois queria que ele herdasse a propriedade da casa dos Lintons. Para piorar uma mais uma morte super original com alguém torrando de febra na cama acontece: que é o de Linton, seu marido. Assim, aos poucos Catherine vai se tornando rabugenta como seus antigos moradores. A história acaba, e Sr. Lockwood decide dar sua visita final, para "acertar as contas". Óbvio que isso não acontece, e o que acontece é que ele é mais uma vez mal tratado, mini brigas acontecem, e tudo que o leitor já está acostumado a ler. Por isso ele dá a louca e foge para a casa da porra, pois já não aguentava mais...

Contudo, como Sr. Lockwood é um troll nato, ele volta, e quando ele volta grandes mudanças acontecem. Primeiramente ele se depara com Nelly Dean, e pergunta se Heathcliff está, porém ela fala de boas, sem nem ter explicações, de que ele morreu, como todo mundo neste livro bisonho. Segundo ela, o doente teria ficado ainda mais doente, dando a louca, dizendo que não quer comer, dormir, diz ver espíritos de Catherine, sua amada que morreu faz anos, também vê rostos dela em todos os cantos. Nelly Dean disse que achou que seu patrão tenha exagerado na dose de maconha com licor de LSD e pó de cocaína por cima. As coisas ficam ainda mais estranhas quando ela conta que Catherine e Hareton, que tanto se odiavam fizeram as pazes, e até planejavam se casar em 1 de Janeiro. Já Heathcliff, esse aí morreu na brisa total, até porque ele se esqueceu de fechar a janela enquanto chovia, e talvez tenha morrido de hipotermia. Depois de ouvir esta história, Sr. Lockwood ativa seu poder de troll nível máximo full total e saí nas carreiras de lá. Por fim ele vai visitar os túmulos de Catherine e Heathcliff, e o livro acaba sem mais nem menos, mas pelo menos a paz foi restabelecida, mas eu tenho certeza que o restante dos sobreviventes morreram com febre na cama que nem o restante...

Personagens[editar]

  • Heathcliff: Personagem principal do livro. Origem desconhecida, nome original não descoberto, nem mesmo sua idade, só sabe que era originalmente um pobretão de primeira. Depois de ser salvo por motivos ainda não esclarecidos, começa um romance com o que supostamente era pra ser sua irmã, mas como o pessoal daquela época não se importava com incesto, não é algo nade demais... Contudo, ele vivia sendo maltratado, por todos, e para piorar sua irmã se casa com seu inimigo, fazendo-o fugir por dois anos. Quando volta se casa com Isabella, irmã de Edgar, e com ela tem um filho, Linton. Ele passa a trama inteira tentando se vingar, mesmo todos estando mortos, mas não demora muito e ele também vai parar no mesmo lugar do que seus parceiros de briga, talvez o inferno mesmo... Reza a lenda que até hoje veem um fantasma dele com sua amada Catherine, o que deixa ainda mais bizarro o caso dele ficar vendo coisas pela casa...
  • Catherine Earnshaw: Garotinha mimada que se apaixona estranhamente por Heathcliff, e graças a essa grande genialidade dela toda a trama do livro se constrói, pois, talvez se ninguém gostasse dele o guri nem sobrevivesse até a adolescência... Por mais que ela gostasse tanto dele resolveu se casar com Edgar Linton, que era mais rico, só por interesse mesmo, mas o que ela queria era mesmo um triângulo amoroso, contudo como naquela época era tudo conservador deu a merda que deu e ela teve que improvisar vivendo com os dois ao mesmo tempo. No fim o cérebro dela buga completamente e ela morre logo depois de dar à luz sua filha Catherine.
  • Hindley Earnshaw: Hermano mais velho da guria acima, que por sinal odeia o seu "namoradinho". Ele até tenta ter uma vida normal, vai à escola, se casa, tem um filho, contudo isso tudo dá errado, começando que ele resolve se casar com uma guria que não aguenta nem subir uma escada que já desmaia, e por conta disso ela morre subitamente, deixando-o extremamente puto e triste. Deste modo ele fica alcoólatra e pobretão. Ele até tenta matar Heathcliff, mas desiste da vida e morre bêbado na cama.
  • Nelly Dean: Babá que conta a história toda do livro, retirando a parte que o próprio Sr. Lockwood fala por si próprio. Talvez a única neutra do tipo Suíça do livro todo, já que o restante prefere deixar o diálogo de lado e partir para a porrada. Foi um dos poucos personagens que sobreviveram até o final sem pirar na batatinha e morrer de febre na cama...
Beto lendo outras cenas de briga do livro.
  • Sr. Lockwood: Personagem que todos que leram o livro a princípio achavam ser o personagem principal, contudo graças a sua curiosidade exagerada ele acaba pedindo um milhão de vezes para Nelly contar suas histórias, o que acabou constituindo quase 90% do livro. O cara mais perdido do livro inteiro deve ser provavelmente este carinha, pois o maluco não sabe se fica no Morro dos Ventos Uivantes ou se ele caí fora e volta para Londres.
  • Edgar Linton: Carinha que morava na casa ao lado (sendo que "ao lado" significa uns 2 quilômetros de distância) juntamente com sua irmã Isabella. Eles só conheceram os habitantes da outra casa quando Catherine foi brincar de esconde-esconde e foi parar lá aleatoriamente. Acontece que ela ficou tão cagada de febre que transmitiu pra geral por lá, matando os pais de Edgar. Mesmo sabendo que seus pais morreram por conta disso ele decide se casar com ela, o que desperta a fúria em Heathcliff. Ele é o personagem mais demorado pra morrer, talvez se passaram uns cinco capítulos falando que a desgraça iria morrer e nada disso acontecer...
  • Isabella Linton: Irmã do carinha acima, era conhecida por ser a mais mimada entre seu irmão. Contudo sua vida toda mudou quando ela resolveu concorrer ao prêmio de maior burro do ano e quis se casar com Heathcliff do nada, sendo que ela nem gostava dele. Eles se casam, mas ela é sempre abusada por ele. Então foge para bem longe, onde pari um filho, chamado Linton e morre do nada, talvez porque ela percebeu a cagada que fez e desiste de viver...
  • Hareton Earnshaw: Filho de Hindley e Frances. A princípio ele era um mongoloide bruto total, e só o mordomo Joseph gostava dele, tanto que o guri aprendeu a falar que nem um caipira igual ao velho. Não apenas isso ele era muito musculoso, o que lhe dava o esteriótipo clássico dos esportistas marombas só que burros. Essa vida lixosa dele vai embora quando ele ganha motivação para mudar de vida, e essa motivação se chama Catherine, tanto que eles se casam lá pro final do livro.
  • Catherine Linton: Filha de Catherine e de Edgar e que foi praticamente cuidada apenas por Nelly Dean. Ela era aquele tipo de garotinha super irritante, mas fofinha, que fica pulando e saltitando feliz por aí, fica chamando Edgar de "papai", ao invés de "general comandante lord supremo". Ela é forçada por Heathcliff a se casar com Linton, mas como ela já realmente queria fazer isto ela cagou pro cara. Contudo o casamento foi uma porra, tanto que o guri morre e ela se casa com Hareton...
  • Linton Heathcliff: Filhote malcriado de Heathcliff (e quem mais seria?) com Isabella. Tem saúde frágil, é mimado e ao mesmo tempo puto da vida, ou seja, só nasceu para plantar problema na Terra. Ele até chega a se casar com Catherine, mas fica putinho com todo mundo e acaba morrendo de tristeza na cama e ignorado por tudo mundo.
  • Joseph: Mordomo caipira da família desde quando Deus criou Adão e Eva. Já era serviçal de Mr. Earnshaw, que era pai de Hindley e Catherine, ou seja, o cara é velho para um caramba, não obstante ninguém sabe como ele não morre na trama, talvez ele tenha morrido bem depois quando Sr. Lockwood fugiu da prisão pela milésima vez... O mais nonsense de tudo é que ele é um crente do cu quente, e reclamava até quando começavam a cantar a música da Galinha Pintadinha...