Yamato Nadeshiko

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Yamato nadeshiko)
Ir para: navegação, pesquisa
Jaspion metaltex.jpg

Made in Japan
Este é um artigo com tecnologia do sol nascente né.
E joga yakyû até cansar.

Cquote1.png Você quis dizer: Amélia Cquote2.png
Google sobre Yamato Nadeshiko

Quem não as adora.

Yamato Nadeshiko não é o nome de nenhuma personagem de anime ou mangá, embora também possa ser. Trata-se de um termo japonês utilizado para definir as Amélias de olhinhos puxados, ou seja, as mulheres consideradas ideais pela sociedade japonesa, que não bebem, não fumam, usam quimono o dia inteiro, são excelentes mães, esposas e donas de casa. Praticamente o oposto das gueixas safadas.

Como assim?[editar]

Depois elas se abrem.

A expressão Yamato Nadeshiko surgiu durante a Segunda Guerra Mundial, um período em que os homens esperavam que as mulheres abdicassem de viverem suas próprias vidas para cuidarem dos guerreiros estrupiados na guerra. Yamato é o antigo nome do Japão, na época em que todo samurai ia ao mato para comer uma gueixa ou estuprar uma virgem à força; e Nadeshiko é uma flor nativa lá da terra do sushi que se parece muito com o nosso cravo. Então, simplesmente não existe uma tradução literal para Yamato Nadeshiko, já que os próprios japoneses criaram o termo a partir da suruba entre duas palavras. Só o que você precisa saber é que se refere para designar a mulher perfeita.

O que o homem japonês espera de uma mulher para considerá-la perfeita é justamente o oposto do que pode ser visto naqueles hentais doentios e demoníacos que são importados clandestinamente para o resto do mundo. Ao invés de peitudonas sadomasoquistas, o ideal é que o sexo feminino seja composto majoritariamente por moças delicadas, doces, graciosas e meigas, preferencialmente retas feito tábua e com ausência total de seios (no máximo uns carocinhos para evitar pedofilia). Aquela história de ser uma dama perante a sociedade e uma vadia entre quatro paredes não é válida para uma Yamato Nadeshiko, pois a mesma só deve transar quando for para ter filhos.

Com a atual popularização das gravure idols, encontrar uma Yamato Nadeshiko tem se tornado algo cada vez mais raro. O mais próximo disso são algumas biscates usando quimonos comportados em evento de anime.

Gostosas[editar]

Um cospobre muito mal feito de Yamato Nadeshiko.
Até a Barbie pratica esse princípio.

O fato de pertencer a um estereótipo de boazinha e santa não significa que a Yamato Nadeshiko não seja gostosa, muito pelo contrário. Ela apenas esconde seu potencial de beleza e só revela aos sortudos que realmente demonstrarem ser merecedores de receber tal privilégio. Esse jeitinho de recatada só atiça mais ainda o tesão masculino, mas só para ganhar um mísero beijo de uma mulher dessas já é penoso, e geralmente para conseguir, é bom um pedido de casamento vir junto nos planos...

No vasto universo da cultura pop oriental, é claro que muitas hentai girls já foram criadas para homenagear a Yamato Nadeshiko. Geralmente, são personagens kawaii apaixonadas por algum idiota que não dá a mínima para elas e prefere ficar correndo atrás de alguma bad girl que o despreza. Em compensação, tem uma fila gigante de outros machos que fariam de tudo pela pobre donzela ignorada, mas ela é burra demais para perceber e continua na esperança de conseguir ser notada pelo babaca que só a vê como amiga.

Alguns exemplos clássicos:

A mais famosa atualmente. Fica usando sua visão de raio X para tentar ver o inexistente pênis de Naruto Uzumaki, o ninja mais loser de todos os tempos, cujo sonho é fazer um ménage com Sakura Haruno e Sasuke Uchiha, seus companheiros de equipe que o odeiam.

A filha mais velha da família Tendo, na verdade só é considerada uma Yamato Nadeshiko porque sua irmã caçula é sapatão e a do meio só pensa em dinheiro, então ela foi a que saiu com a personalidade mais sem graça decente perto das outras. Fura o olho da própria irmãzinha conquistando o médico por quem ela era apaixonada.

Uma personagem que não tem absolutamente nenhuma função que não seja babar o ovo do Seiya de Pegasus junto com as crianças remelentas do orfanato do qual toma conta.

A mesma coisa da personagem acima, só que ao invés do Seiya é o Shiryu de Dragão e ao invés de cuidar de crianças ela cuida do Dohko de Libra em sua forma caquética. Ao menos ela consegue casar e ter um filho com o Shiryu, mas só em filler mesmo.

Outra que só serve para suspirar anonimamente por seu melhor amigo de infância Yoh Asakura enquanto vê o mesmo sendo maltratado por Anna Kyoyama, a própria noiva.

Incrivelmente, esta aqui não está apaixonada por ninguém. Quem é doido para dar um créu nela é Kazuma Kuwabara, mas Yukina é inocente demais para perceber o que qualquer um enxerga.