Yautja

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
┘¶Æ╦Ù⌂ï◙ Ð˧©Î©£ØÞѮÐÎÅ !!!

Este artigo contém altas doses alienígenas! Se você se confundir é porque sua mente primitiva e obsoleta é muito subdesenvolvida. Se vandalizar, um Predador enfiará uma sonda em você!

Monalien.jpg
Night creature.JPG Yautja surgiu das trevas!!

Vamos mergulhar o mundo nas trevas!!

Puro osso.gif
Cquote1.svg Vem me dar cabeçada, vem! Cquote2.svg
Um Predador testando a força física de uma presa para ver se ela realmente é digna de ir pra cima da sua lareira.

Os Yautja, mais popularmente conhecidos como Predadores, são uma raça de extraterrestres carniceiros conhecidos pelo seu depravado hobby de caçar espécies primitivas e tecnologicamente inferiores para usar seu couro como tapete na sala de estar. Dadas as características de seus alvos, é natural que eles tenham preferência por Aliens e por humanos, essa última uma espécie um pouco menos evoluída que a outra. A primeira aparição dos Yautja foi no filme de 1987 O Predador, e desde então eles passarem a figurar como um dos pilares da cultura popular mundial, marcando presença em filmes, jogos, quadrinhos e diversas outras formas de mídia que servem como habitat natural para seus fãs.

Caça[editar]

Toda a cultura Yautja gira em torno de três palavras básicas: caçar, matar e esfolar. Criaturas subdesenvolvidos como os seres humanos são incapazes de compreender o quão complexa é a cultura de caça Yautja, e é justamente por isso que costumam virar o alvo preferencial. Os Yautja optam por alvos que eles consideram semi-evoluídos e incapazes de raciocinar, características que caem como uma luva para a espécie humana, que mesmo depois de 9000 anos desde o início do processo de "civilidade" ainda insiste em cultivar a burrice diária de cada dia, principalmente na hora de eleger representantes ou quando se aglomera em grupos de WhatsApp.

Ao estudar a raça humana de longe, os Predadores provavelmente ficaram intrigados em como seres ditos como "racionais" conseguem acreditar em Terra Plana, astrologia, anti-vacina e conspiracionismos baratos, o que deve ter reforçado a tese de tratar-se uma espécie que se dissolveu do lado oposto da evolução. Antes dos humanos os Predadores tinham como principal alvo os Xenomorph, mas mudaram após descobrirem que os seres humanos conseguem ser ainda mais animalescos e burros.

Outro fator importante que os Predadores consideram antes de iniciar sua caça ritualística é o nível de periculosidade de seus alvos. A raça humana é extremamente nociva, já que é portadora de diversas doenças e pestilências que poderiam facilmente pôr em risco qualquer civilização do Universo. Assim, para os Predadores não é apenas uma questão de cultura e tradição, mas também de dever e solidariedade livrar o cosmo de uma praga dessas antes que ela se prolifere e ponha o risco a existência de sociedades alienígenas inteiras.

Aparência[editar]

Predador em uma de suas implacáveis caçadas, durante uma acirrada batalha de vida ou morte contra seu alvo.

Os Predadores são como humanos, só que esteticamente mais feios e disparadamente mais apelões. Como todo humanoide extraterrestre, eles andam sob duas pernas feito humanos, seguram objetos feito humanos e fazem tudo o que os humanos podem fazer, só que melhor. Um humano com uma peixeira em uma floresta conseguirá no máximo cortar palmito e umas folhas de bananeira. Já um Predador é capaz de dilacerar um urso e fazer tapete com a sua pele. Na verdade o Predador nem precisa da peixeira, ele poderia enfrentar um urso só na base da porrada mesmo.

Predadores são também mais altos que seres humanos, o que os torna uma grande ameaça para os jogadores norte-americanos da NBA, não apenas pela altura, mas também pelo fato de que uma batida durante o jogo de corpo de um Predador é capaz de deslocar alguns ossos humanos com facilidade. Além disso, você não vai querer se envolver em uma briga com um Predador no meio de uma partida, convenhamos.

A cara dos Predadores também é um grande diferencial em relação aos humanos, e talvez a única coisa na qual os humanos ganham de um Predador seja no quesito beleza. Isso porque os Predadores são feios de morrer, e parecem um híbrido de Satanás com a tua mãe. As limitações físicas faciais dos Predadores inibem sua capacidade de dar beijos de língua em suas parceiras, e por conta disso a mais romântica e pura manifestação de amor na espécie depende única e exclusivamente da quantidade de cabeças que eles conseguem arrancar. Uma pele bem esfolada garante aos Predadores parceiros ou parceiras para toda uma vida.

Biologia[editar]

Predadores são criaturas de radiante beleza. Duvido que alguém ouse discordar.

Predadores possuem uma anatomia bastante peculiar e intrigante. A começar pela sua cara, que como já mencionamos, é a união de toda feiura possível de ser acumulada por um ser vivo. Porém, a explicação para seu rosto ser assim medonho encontra-se enraizada na própria biologia da espécie. Diferentemente dos fracotes humanos, que surgiram no mundo só para morrer de pestes, câncer e doenças tropicais; os Predadores são uma raça de exímios caçadores que foi feita para o sangue e a carnificina, e sua face é munida com armas naturais para que ele possa morder até arrancar a orelha.

Os Predadores possuem uma pele que pode variar de indivíduo para indivíduo, podendo haver desde Predadores mais branquelos até Predadores mais afrodescendentes. Porém, essa diferença só eles conseguem notar, já que aos olhos dos tolos humanos, eles são sempre a mesma merda. Provavelmente porque se torna difícil reparar nas peculiaridades fisionômicas e biológicas de alguém quando se está tentando lutar pela própria vida.

Para um humano que se depara com um Predador em um filme, estas criaturas podem parecer apenas um retardado mascarado com roupa de borracha. Porém, a verdade é que Predadores são descendentes diretos dos reptilianos, e assim como a barriga de um jacaré, sua pele apenas reflete a luz da lua. Falando em máscara, Predadores são de uma linhagem antiga de jogadores de Mortal Kombat, motivo pelo qual sempre aparecem fazendo cosplay do Smoke. Outro curioso aspecto de sua biologia são os seus dreads, o que reforça a tese de que foram os Yautja os responsáveis pela chegada do reggae na Terra.

Habilidades físicas[editar]

O histórico de atleta dos Predadores faz com que eles sejam exímios praticantes de Le Parkour.

Predadores são tankers por natureza, tendo alta resistência a dano físico de armas cortantes e perfurantes não-mágicas, além de ter resistência a dano de radiação e de veneno. Ou seja, no dia que tivermos uma guerra nuclear, apenas os Predadores e baratas irão sobreviver. Predadores também são imunes a doenças humanas causadas por vírus, fungos e bactérias, não correndo o risco de pegarem cólera, peste bubônica ou coronavírus. Isso já lhes dá larga vantagem em relação aos seres humanos, que pegam uma diarreia e segundo o Google já correm risco alto de ir pro colo do Capeta.

Um Predador machucado consegue resistir mais que um reles e fraco humano. Uma bala num ser humano já pode matá-lo de dor, infecção ou tétano. Um Predador baleado fica de pé, firme e forte, e ainda arranca o couro do vagabundo que lhe atirou. Essa resistência absurda garante aos Predadores uma capacidade anormal de sobrevivência em favelas e bocas-de-fumo.

Predadores não precisam necessariamente de armas. Seu porte físico já é suficiente para que qualquer indivíduo da espécie cace com as mãos nuas e arranque a pele de qualquer alvo nem que seja na base de dentadas. Um soco de um Predador pode deixar um humano todo bugado, com ossos passando a ocupar lugares do corpo que naturalmente não deveriam ocupar. Reza a lenda que uma porrada bem dada de um Predador é capaz de quebrar concreto ou dar hitkill num triceratops, informação essa que é impossível de ser confirmada, já que estão todos extintos (a quem diga que pelas mãos dos próprios Predadores em sua primeira visita à Terra).

Cquote1.svg Tá vendo só? É por isso que eu caço humanos. Cquote2.svg
Um Predador após acessar o Twitter pela primeira vez.

Predadores desarmados podem atacar seus oponentes com narigadas na mão, o que geralmente resultará em todos os dedos da mão do indivíduo quebrados. Quando Predadores atacam com mordidas, eles costumam garantir algum pedaço de carne voando pelo ar. Alguns Predadores metidos a Mike Tyson podem tentar morder até arrancar a orelha, mas isso nunca dá certo, já que eles costumam arrancar toda a lateral do rosto junto. Se você duvida, caro leitor, sinta-se livre para deixar que um Predador lhe presenteie com essa honra.

Devido sua musculatura equivalente a de uma perereca para seu tamanho, Predadores possuem talento natural para o atletismo, podendo saltar até três vezes a sua altura, e isso sem precisar usar uma vara. Por esse motivo os Predadores são sempre barrados nas Olimpíadas. Obviamente eles não deixam barato. Você já ouviu falar no nome de algum árbitro, juiz ou fiscal de alguma competição de atletismo nos Jogos Olímpicos? É claro que não, pois nome de defunto só aparece em lápide.

Até mesmo uma mente subdesenvolvida como a sua é capaz de perceber que a genética de Predadores está em outro patamar. Cientistas no mundo todo, acobertados pela NASA, buscam uma maneira de aprimorar a genética humana usando DNA de Predador, criando super-humanos altamente poderosos. Entretanto, os único protótipos bem sucedidos foram o Capitão América e o Bear Grylls. Devido a incompatibilidade de genes, os demais indivíduos acabaram ficando biologicamente defeituosos, se transformando em homúnculos desfigurados, corcundas horrendos ou jogadores de battle royale.

Dieta[editar]

Um Predador coletando os ingredientes para o jantar.

Diferentemente do que muitos pensam, Predadores não se alimentam de carne humana, já que eles não comem porcaria. Na verdade ninguém sabe ao certo do que Predadores se alimentam, porém, em regiões cuja presença deles foi relatada eram constantes os saques a matadouros de frangos administrados pela Sadia e pela KFC, o que sugere uma alimentação carnívora ou até mesmo onívora. Predadores costumam ser imunes a patologias humanas, por isso frangos transgênicos e geneticamente modificados não costumam ser um problema.

Como na terra natal dos Predadores não existe McDonald's, eles não correm o risco de pegar câncer e costumam viver por centenas de anos. Há alguns casos documentados de Predadores que se alimentam de carne humana, geralmente de indivíduos que acabaram respirando o ar próximo de regiões industriais ou se banhando em algum afluente do rio Tietê. Mesmo para um Predador uma alta carga de poluição pode ser prejudicial, resultando em alterações genéticas que afetam seu comportamento.

Também já foram avistados Predadores canibais, pegos em flagrantes devorando sua própria família no café. Isso costuma ser consequência de uma alimentação rica no agente A0-3959X.91–15, um poderoso agrotóxico brasileiro muito utilizado no cultivo de soja, tomate e morango. Enquanto essa substância, financiada por latifundiários e pela família Caiado, causa nos seres humanos uma morte lenta e gradual, ela aparentemente resulta em uma mutação imediata nos Predadores, que se tornam agressivos e passam a seguir a filosofia de vida do mestre Hannibal Lecter.

Idioma[editar]

Um Predador com seu sorriso cativante. Infelizmente, a maior parte dos humanos é incapaz de identificar esse gesto amistoso, e sua primeira reação é fugir. Isso não agrada nem um pouco os Predadores, que costumam responder tamanha grosseria e falta de educação com uma certeira lança no meio do cerro.

Ninguém sabe ao certo qual o idioma dos Predadores. Eles falam uma linguagem ancestral e obscura, derivada do cthulhês, somente compreensível para os demais Predadores. Sabe-se que o inferior cérebro humano não possui a capacidade exigida para a compreensão da linguagem dos Predadores, e os poucos humanos que se aventuraram a tentar aprendê-la acabaram sucumbindo à loucura, indo parar no hospício após passarem a ter terríveis visões da playboy da Hebe.

O complexo conjunto que compõe a linguagem Yautja jamais foi decifrado, sendo mais complicado de entender que as verdadeiras falas dos personagens dos primeiros Street Fighter. Os tolos humanos, perdidos em sua ignorância e inferioridade evolutiva, dentre todas as espécies, são os que mais encontram dificuldade. Sempre que dois Predadores se comunicam, a complexidade do dialeto Yautja buga o frágil cérebro humano, que entra em curto-circuito e escuta apenas rugidos, rosnados, estalos e gemidões do Zap.

De maneira oposta, os Predadores, com sua tecnologia e conhecimento superiores, jamais se perdem na hora de compreender a primitiva linguagem humana. Inclusive, todo Predador carrega uma versão portátil do Google Tradutor embutida em seu capacete, que lhes permite não apenas entender todos os idiomas terrenos, como também reproduzi-los com maestria.

Infelizmente, Predadores encaram a espécie humana como obsoleta demais para tentar uma comunicação verbal, e na maioria das vezes optam por falar com os seres humanos por meio de gestos ou sinais, como se estivessem falando com algum animal irracional.

História[editar]

As zonas de caça Yautja estão entre os locais mais perigosos para frequentar quando se é humano, ao lado do Rio de Janeiro, da Austrália e dos banheiros públicos.

Ninguém sabe direito qual a origem do Predador. Acredita-se que os primeiros exemplares da espécie sejam fruto do cruzamento entre reptilianos e chupacabras, o que teria dado origem aos Yautja que conhecemos hoje. Com o tempo os primeiros Yautjas descobriram como usar a herança deixada pelos seus dois ancestrais alienígenas, passando a utilizar suas habilidades naturais para caçar seres menos evoluídos. Os primeiros alvos dos Predadores foram os marcianos, que foram caçados exaustivamente até a extinção, transformando marte em um planeta deserto.

Por serem de uma espécie extraterrestre superior, quase tão evoluída quanto os Skrulls e o ET Bilu, os Yautja rapidamente concluíram que não poderiam deixar que o incidente com os marcianos se repetisse, pois mais raças poderiam ser extintas e m breve não teria mais nada para se caçar, o que culminaria no fim de sua cultura. Tendo isso em mente, os Predadores investiram pesado em pesquisas e novas tecnologias, visando a criação em cativeiro de Xenomorphs para a prática da caça.

Os Xenomorphs eram a escolha ideal, pois ninguém gostava deles. Eram criaturas agressivas, violentas e se reproduziam feito baratas, uma verdadeira praga odiosa que todo mundo queria ver extinta. Jamais existiria em algum canto do universo qualquer ONG de proteção aos Xenomorphs, e dessa forma os Predadores não precisariam se preocupar com questões éticas. O único problema é que Xenomorphs precisavam de hospedeiros para se reproduzir, o que tornava a sua criação um pouco mais difícil.

Cquote1.svg Putz, chegaram nesse secundário antes de mim... Cquote2.svg

Foi assim que os Predadores encontraram a solução para seus problemas: usar seres humanos, outra raça odiada em todo o Universo, como hospedeiros para criação dos Xenomorphs. Os Predadores então passaram a fazer viagens constantes para a Terra, onde ensinavam as primitivas criaturas a construir pirâmides e usar o alambique na produção de cachaça, a bebida sagrada dos humanos. Em troca desse conhecimento ancestral, os Predadores exigiam apenas alguns sacrifícios humanos para usar como hospedeiros para criação em massa de Xenomorphs.

Durante muitos anos essa relação de ajuda mútua prosperou, até a chegada dos gatos. Os gatos eram muito mais rápidos e agressivos que os Predadores, e eliminavam os Xenomorphs antes que os Predadores conseguissem caçá-los eficientemente. Além disso, os gatos também caçavam ratos, gafanhotos, crocodilos e outras pragas que assolavam a Terra, o que levou os humanos a cortar seus laços com os Predadores e se dedicar exclusivamente aos felinos. Desde essa traição os Predadores passaram a tratar os seres humanos como inimigos, e hoje em dia só voltam para a Terra na para de abduzir seres humanos e jogá-los em estações ecológicas interplanetárias para a prática da caça.

Sociedade[editar]

Os Predadores organizam-se em clãs, algo muito parecido com aquelas guildas de RPG que reúnem vários pilantras focados em assassinar e saquear noobs. Os clãs costumam viajar juntos para outros planetas, onde selecionam vários indivíduos da espécie alvo e os caçam até a morte. Cada alvo abatido deve ser esfolado e sua cabeça devidamente trazida para a sua nave, onde será exibida como troféu. É muito comum os Predadores realizaram competições entre os membros de um mesmo clã para ver quem pilha mais defuntos, geralmente valendo uma cerveja como prêmio.

A hierarquia dentro dos clãs é determinada pelas habilidades de caça do Predador. Quanto mais figurantes o Predador mata, maior a sua moral, e consequentemente maiores são as suas chances de se tornar o pajé do clã. Para evidenciar as proezas individuais de cada Predador, a sociedade Yautja opera com um sistema de ranking, que define o prestígio e a experiência de cada Predador perante o grupo. Esse sistema faz dos Predadores uma das raças mais inclusivas e igualitários de todo Universo, pois não interessa se o indivíduo é macho ou fêmea, o que interessa é o quão carniceiro ele é. Uma grande carnificina é necessária para que um Predador atinja o status do líder.

Os principais títulos dos Yautja:

Uma Matriarch juntando sozinha uma horda de Aliens na porrada. Selo Ellen Ripley de Aprovação!
  • Un-Blooded: Predadores noobs de level baixo. Devido a sua falta de experiência, esses Yautja são proibidos de participar de incursões de chefe atrás de Aliens, pois só vão servir para atrapalhar. Fora que se eles tentarem peitar um Alien adulto, é alta a probabilidade de acabarem virando janta.
  • Young Blood: Os Young Blood são os adolescentes da espécie. Como tal, são rebeldes, cabeças-duras e com grandes chances de irem para a vala durante uma caçada. Eles ainda não são considerados Predadores de verdade, são apenas café-com-leite que ainda devem honrar a espécie e provar seu valor. Para passar da fase aborrecente para a adulta, os Young Blood devem ser bem sucedidos contra um Alien. Caso morra e vire purê, ele é imediatamente reprovado.
  • Elite: Os Elites são os Predadores carniceiros que costumam aparecer nos filmes. São os mais perigosos dentre todos eles, sendo exímios matadores de Aliens e humanos. São especialistas na arte da caça, conseguindo matar um vagabundo improvisando qualquer lixo que encontre no meio caminho como arma. Cada Elite é capaz de dar cabo sozinho de um grupo de até 10 figurantes em menos de 5 minutos, embora eles prefiram matá-los aos poucos só de sacanagem.
  • Leader: Como o próprio nome diz, são os líderes dos clãs, algo próximo ao pajé de uma tribo indígena. São necessários anos e mais anos chacinando Aliens e figurantes para se alcançar esse posto. Além de mais habilidosos e experientes, são exímios estrategistas, versados nos conhecimentos mais profundos da Arte da Guerra.
  • Matriarch: A matriarca é o título destinado a Predadores fêmeas que alcançaram o título de líder. Tão apelona quanto um Leader, uma Matriarch também é capaz de dar cabo de uma caralhada de figurantes com uma tacada só. Basicamente, cada Matriarch que lidera um clã é como se fosse uma Ellen Ripley adicional no universo. Reze para não ser alvo dela, pois você não vai querer uma versão alienígena e melhorada da Samus Aran te perseguindo até o Inferno.
  • Elder: Predadores da terceira idade, mas que ainda assim não perderam a manha e continuam talentosos na arte de fazer escalpo de seus alvos. A maioria deles é líder de clã, e provavelmente são eles que fazem a contagem de cabeças e de pele esfolada na hora de condecorar os demais Predadores.
  • Ancient: Os matusaléns da espécie. São os Guardiões de Oa dos Predadores, e sua principal função é escrever a constituição, definindo leis e classificando os crimes dentro da comunidade Yautja. São ao mesmo tempo o legislativo, executivo e judiciário, sendo responsáveis por soltar as forças armadas pra cima de qualquer meliante que desonre o código de honra dos Predadores.
  • Enforcer: São a força militar dos Yautja, sendo responsáveis por aplicar as devidas punições para Predadores arruaceiros e vândalos. Seu lema é "mate primeiro, pergunte depois".
  • Bad Blood: São a escória da sociedade Yautja. Extremamente odiados pelos outros Predadores, são como paladinos que traíram o próprio juramento. Geralmente são caçados até a morte pelos Predadores decentes, já que não passam de vagabundos que mancharam o nome da espécie, verdadeiros lixos humanos.

Tecnologia[editar]

Predador em seu merecido descanso, após um longo dia de trabalho duro caçando figurantes e empalhando alienígenas subdesenvolvidos. Atender a demanda dos nerds não é um trabalho fácil.

Os Predadores dispõe das mais eficientes ferramentes de assassinato de todo universo, além de já terem dominado a viagem espacial com naves que são a última palavra em quebrar as leis da física. Sua tecnologia toda é voltada para a caça, variando desde clássicos, como lança tribal, até aparatos de caça mais desenvolvidos, como lasers adaptados para literalmente estourar os miolos de suas vítimas. Predadores mais conservadores gostam de usar armas rústicas, pois para eles não existe sensação melhor do que sentir a ponta de uma lança atravessando os ossos de suas vítimas. Muitos até consideram isso terapêutico.

Já os Predadores modernos, mais inteirados dos últimos avanços no mercado intergaláctico dos assassinatos, preferem armas mais eficientes, como as armas de plasma, capazes de dar hitkill no alvo sem a necessidade de um headshot. Os Young Blood, que são Predadores mais jovens, possuem uma maior tendência a optar pela modernidade, já que querem mostrar serviço e provar o quanto antes que são guerreiros dignos de dividir as glórias de um bom massacre. Entretanto, como os Predadores vivem mais que Sílvio Santos, os matusaléns da espécie ainda tem muita influência na sociedade Yautja, e armas tecnológicas são consideradas menos honradas que armas de porradaria. Afinal de contas, só vem no laser quem não se garante na faca.

Entre outras das maravilhas da tecnologia Yautja podemos citar o Razor Whip, chicotes do Beto Carreiro blindados com liga de titânio e espinhos mortais, perfeitos para transformar qualquer vagabundo em queijo suíço. Milênios depois da chegada dos Predadores na Terra, o Razor Whip serviu como base para a criação do chicote dos Belmont, utilizado por eras na supressão de vampiros apelões e outras crias de Satanás. A influência dos Predadores não se restringiu apenas a Romênia, alcançando também o Canadá, onde o design das wristblades, outro apetrecho Yautja, foi reaproveitado durante a implementação do Programa Arma X.

A grande maioria das armas e armaduras Yautja é feita de Adamantium, um material ainda não reconhecido pela Ciência, que confere a elas alta resistência ao sangue corrosivo dos Aliens. Os Predadores possuem um moderno dispositivo de camuflagem, que lhes concede uma furtividade semelhante ao Hitman, garantindo grande vantagem contra espécies inferiores como os humanos, que geralmente só vão acreditar na existência deles ao abotoar o paletó de madeira. Por fim, mas não menos importante, Predadores costumam carregar consigo um kit de poções de cura embutido em sua armadura, que são injetados no corpo feito heroína e recuperam todo o seu HP.

Predefinição[editar]