Zac

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
ESTE ARTIGO É SOBRE QUÍMICA

E é permitido por Laporte.

Eita negoço pirigoso, sô!.jpg

Cquote1.png Eu vou jogar com ele, porque me lembra Zac Efron! Cquote2.png
Guria retardada sobre Zac

Zac (A Arma Secreta) é uma amoeba tamanho família, que saiu do pote sem querer, e depois de entrar em contatos com germes encontrados no quarto de uma criança classe média, criou vida e entrou no jogo League of Legends. É considerado, tanque, lutador, ator, dançarino, contorcionista e exibicionista - já que anda sempre pelado.

História[editar]

ZacSquare.png

A história de Zac é meio sem sentido, assim como a dos outros personagens desse jogo de bonecos. Ele é basicamente uma gosma baseada no filme A Bolha Assassina, aquele filme de terror trash que sempre passa na Sessão da Tarde, porém o Zac não é um símbolo de terror e nem se alimenta das pessoas, ele é vegetariano e apenas consume ervas e a Zyra, e por isso a sua cor meio verde estrume. O Zac se originou de um bueiro na cidade de Zaun, quando um cientista louco bem clichê com cabelo grisalho espetado, jaleco branco e um óculos de ponta de nariz, estava passeando e derramou seu tubo de ensaio em um bueiro qualquer. Um cidadão qualquer até viu o momento que o desastre aconteceu e avisou pro cientista aloprado: "ó caiu ai!", e a resposta foi incrivel: "sua dignidade também caiu" e então o cientista saiu por ai cantarolando como se nada tivesse acontecido. Após alguns meses, em um tipo específico de reprodução, as bactérias que estavam no tubo de ensaio conseguiram se misturar por simbiose com o grogue que tinha naquele esgoto de Zaun, criando o que nos conhecemos como Zac, uma gosma inteligente, com corpo físico invejável, poliglota e com curso de etiqueta auto-embutido. Dentro do esgoto Zac não lembrava de nada, nem de onde veio e nem o que tinha que fazer, mas fez alguns amigos como as Tartarugas Ninjas e também um ratinho camarada com um arco e flecha chamado Twitch.

Pode ser comum você estar andando na rua e se deparar com o Zac, normal gente! Nada mais normal que isso.

Dos primeiros questionamentos de Zac, como por exemplo de quem veio primeiro o ovo ou a galinha, ele estava mais curioso em saber quem foi o humano que o criou, mas também sabia que para isso ele ia ter que sair do bueiro e ia ser tratado como uma aberração e ia ser encarcerado pra algum tipo de circo ou até tratado como um espécie de monstro gigante japonês. Porém a agonia de saber se o seu criador estava por ai a solto era maior, Zac então sem nenhum arrependimento, saiu do bueiro e foi saltitando por ai. Ele ficou tão surpreso com o fato de que: ninguém tava dando atenção pra uma gosma humanoide alienígena andando por ai, todo mundo era maluco tanto quanto ele! No caminho ele até achou uma mendiga loira bonitinha, mas ela era louca também pois estava lendo o livro de magia do vento, e deu umas moedinhas pra ela. Zac, rodou, e revirou Zaun de cabeça pra baixo, mas não conseguiu achar o seu cientista louco, então Zac soube de uma tal liga League of Legends, que tinha algumas outras aberrações pitorescas como ele, e então ele entrou pra quem sabe conseguir fama e assim achar seu mestre. Lá ele encontrou o ratinho do bueiro Twitch que dormia de vez em quando em sua banha verde, e também a mendiga que era a suporte inútil Janna.

Habilidades[editar]

Zac também pode ser encontrado em gota ou em genérico, podendo ser ótimo para dor de cabeça e diarreia.

As habilidades de Zac são baseadas em sua vida, ou seja, você é obrigado a fazer vida pra ele mesmo sabendo que ele ficaria muito melhor com poder de habilidade pra assim sodomizar os inimigos sem algum tipo de piedade. O pior é que até o próprio jogo obrigada a gente a construir vida pra ele: quanto mais vida Zac tem, maior ele fica, ocupando assim mais espaço no mapa e obrigando a todos os jogadores olharem somente pra ele e esquecer os seus bonecos. Tem um momento do jogo que Zac está tão grande, que ele já está ocupando 90% do mapa e todo mundo é obrigado a jogar de Zac também, ou seja um jogo 5x5 entre 10 Zacs. Quando Zac consegue usar todas suas habilidades com precisão em um inimigo, você se sente como aquela guria retardada que grudou amoeba no próprio cabelo e teve que raspar a cabeça. As habilidades de Zac são as seguintes:

Divisão Celular (PASSIVA): Após Zac morrer, ele na verdade não morre, e sim se multiplica, criando vários Zacs no jogo, ou seja nunca mate um Zac mesmo que você não consiga, o quê claro, você não irá conseguir.

Esticada: Zac precisa manter seu lindo corpo verde em forma, por isso logo após uma caminhada pelo mapa ele se estica para assim então repor as energias, e aonde o braço dele bater, deve doer pra cacete e dá um dano ai que por ser tão alto não pode ser digitado neste artigo.

Matéria Instável: Zac borbulha seu corpinho deliciosamente verde, fazendo suas catarrinhos se espalharem pelo chão. Os inimigos atingidos na área onde essa habilidade for usada ficarão sujos de catarro, invocando pequenos bebês comedores de meleca que dão dano por segundo ao limparem os oponentes com suas línguas de lixa.

Estilingue Elástico: Zac pula em uma área e empurra todos os inimigos para a área onde ele estava no começo. Essa habilidade exige tanto do gráfico do seu computador que é capaz que ele exploda caso seja um daqueles computadores de caixa de lan house, antes que a habilidade termine de acontecer.

Vamos Pular!: Uma homenagem singela a Sandy e Junior! VAMOS PULAR, VAMOS PULAR VAMOS PULAR VAMOS PULAAAAR AR!

Dicas[editar]

  • Jogando de Zac, tente sempre pirraçar os oponentes deixando seu mapa cheio de gosmas no chão. Eles vão se sentir dançarinos de sapateado pois vão tentar pisar em todos para pocar as bolhas e assim vão esquecer de farmar e fazer outras coisas - alguns vícios que retiramos do plástico bolha.
  • Em toda partida com um Zac no meio, reduza as qualidades gráficas ao nível de Tibia, já que o lag com aquelas travadas seguidas de "LIXO HACKER" no chat global vão ser inevitáveis;
  • Pare de ler este artigo que está uma merda... aah ele já acabou! Tchau.