Amiga(computador)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Computeiros.jpg Este artigo é uma piada de computeiro!

Para rodar jogos do Windows no linux, aperte sudo rm -r /*.

Caso não entenda, aperte F1 para ser ajudado.

Cquote1.png Você quis dizer: Psicóloga Cquote2.png
Google sobre Amiga(computador)
Cquote1.png Sou o Dollynho, seu amiguinho Cquote2.png
Dollynho sobre Amiga
Cquote1.png Puta! Cquote2.png
Sua namorada sobre cada Amiga sua

Um super-duper-hiper-mega computador da idade da pedra.

O que é (era) AMIGA?[editar]

Em 1982 um sujeito meio gordinho (porque muitos nerds são gordos) e com um cérebro privilegiado deixou um ótimo emprego na Atari, onde já tinha trabalhado em projetos como o Atari 400/800 e outros, para inventar um novo conceito de computador.

E não é que inventou... em 1984 estava lançando o computador Amiga, que era tão revolucionário, mas tão revolucionário, mas tão revolucionário... (ui!) que não foi entendido em seus 10 anos de existência revolucionária.

O sujeito chamava-se Jay Miner (emo mineiro é a mãe) e naturalmente não estava sozinho, mas ninguém se importa com quem eram os outros (dizem que eram 3 homensfemêa). Sua equipe se escondeu lá pelos lados do Novo México e desenvolveram não só o hardware mas também o software desta linha de micro, que muitos acharam que ia derrotar o sistema.

Jay Miner, como todo bom nerd e punheteiro, naturalmente que não comia ninguém, e por esse motivo foi o primeiro geek safado a criar um computador para ser a sua própria namorada (AMIGA é namorada em espanhol). Tamanha era a sua perversão que criou um diskdrive embutido no Amiga 500, o que permitia, obviamente, a penetração de seu disco flexível de 3,5 polegadas (isso mesmo, era minúsculo o disco dele) na sua querida Amiga.

No ano seguinte, a história pervertida de Jay Miner vazou na internet discada da época, e tornou-se inspiração para o blockbuster de sucesso internacional da sessão da tarde, "Mulher nota 1000" (Weird Science, 1985), que retrata dois típicos nerds criando um mulherão (Kelly LeBrock) a partir de seu computador pessoal. É fato que Jay Miner mais tarde se suicidou, não porque o Amiga acabou fracassando no mercado, mas porque percebeu que nunca, mas nunca mesmo, iria comer uma gostosa como a Kelly LeBrock.

O projeto[editar]

Novo Amiga, com Design arrojado.

O primeiro Amiga nem chamava-se Amiga, tinha um nome "gay" qualquer que ninguém se lembra, e foi lançado apenas para inglês ver, o primeiro modelo de linha chamou-se Amiga 1000 e foi, naturalmente um grande fracasso comercial.

Não foi fracasso por ser um micro ruim, pelo contrário, era tão bom que ninguém acreditou nas promessas. Só para dar uma ideia do que ele representava, usava 1 mb de memória, é bom lembrar que na mesma época o Bill Gates pronunciou sua mais célebre frase idiota:

Cquote1.png 640kb são mais que o necessário para todos os computadores. Cquote2.png
Bill Gates

Bill fez este vaticínio imbecil em 1982 e, em 1984, Jay Miner (que ninguém conhecia e era o homem mais endividado do planeta) lança um computador com 1 mb de RAM e ainda por cima informa que em 10 anos a memória será algo muito barato.

Hoje é simples perceber quem estava certo e quem estava errado, só que o Bill Gates continua a ser o cara mais rico do mundo e o Jay Miner só não está ainda mais endividado porque já morreu, pouco antes de sua cria.

O fim do Projeto[editar]

10 anos depois de lançado o Amiga "bateu as botas", foi descontinuado e apesar de várias empresas tentarem revive-lo não teve jeito, foi para o limbo das boas ideias que não voltam mais.

Historiadores atualmente consideram que o Projeto afundou, também, em virtude dos inúmeros escândalos sexuais envolvendo Amigas e seus proprietários nerds-punheteiros-que-não-comem-ninguém que, inspirados em Jay Miner, acabavam tentando abusar sexualmente destes inocentes computadores, introduzindo nas Amigas os seus discos flexíveis de 3,5 polegadas.

Mas o que tinha ele de tão especial?[editar]

Revista que todos os nerds que tinha um Amiga gostavam de ler.

Coisas mais interessantes:

  • Gerenciamento de memória RAM pronta para duas décadas a frente de seu lançamento;
  • Sistema Operacional multitarefa (chupava cana, baixava putaria na internet na discada, jogava Doom e assobiava ao mesmo tempo);
  • Hardware avançado, com processadores específicos para cada atividade (ideia usada no Playstation 3 e no Pense Bem);
  • Ele mostrava também imagens coloridas com alta definição, em uma época em que o PC ainda era preto e branco.

É bom lembrar que ele foi adotado por gênios daquela época, entre os quais podemos citar: Steven Spielberg, George Lucas, Andy Warhol e muitos outros. Chimbinha usou um para gravar seu primeiro CD.

Ver também[editar]