Apiacás

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Gnome-searchtool blue.png Apiacás é uma pequena cidade desconhecida.
Você pode estar perdendo seu tempo à-toa ao ler sobre essa joça.
Todos os telefones começam com o mesmo prefixo (4 primeiros números iguais).

Sciences de la terre.svg.png

Cquote1.png Você quis dizer: A Pica atrás? Cquote2.png
Google sobre Apiacás
Cquote1.png Queremos incorporar esta cidade ao nosso estado! Cquote2.png
Acre sobre Apiacás
Cquote1.png Nem vem com sacanagem, eu vi primeiro! Cquote2.png
Rondônia sobre atitude do Acre descrita acima
Cquote1.png É bem Mato Grosso! Cquote2.png
TV Centro América sobre Apiacás

Apiacás é uma aldeia numa grande poça de barro num dos locais mais isolados do norte de Mato Grosso, seu território é responsável por formar um enorme chifre no mapa do estado.

História[editar]

Cena frequente a cada chuva em Apiacás.

Tudo começou quando aventureiros, infelizes por não ter alguma mulher para comer, no começo do século XIX deram início à Carreira do Pará, uma expedição com o objetivo de criar uma trilha ligando Belém à Diamantino através dos perigos da floresta amazônica como onças, anacondas, areia movediça e porcos-espinhos.

No meio do caminho, aqueles aventureiros encontraram índios se matando com pedradas, eram os apiakás, mundurukus, kayabis, quiabinhos e rikbtsas lutando por lotes de terras, já que na época não existia o INCRA e era muito fácil grilar essas terras.

Os apiakás venceram a disputa, e resolveram vender aquela terra para uns sulistas falidos, e com a grana compraram um spa em Juara onde vivem hoje em dia.

O povoado de Apiacás, que recebeu esse nome em homenagem aos índios, em 1984 sofreu uma grande explosão demográfica baseada no fluxo migratório garimpeiro acreditando na lenda da existência das Minas do Rei Salomão por ali.

É claro que quase não havia ouro ali, e quem foi pra lá, não tinha como voltar, e assim foi estabelecido o distrito, que tentou ser município por vários anos, mas o plebiscito sempre era melado pelas fortes chuvas que alagavam as urnas. Até 1988 quando foi criado o município sem plebiscito mesmo.

Atualmente, Apiacás disputa o título de cidade mais mal planejada do Brasil, a cada chuvinha as estradas de acesso se tornam um mar de lama intrafegáveis até pelos melhores carros de rally, e as poucas ruas com asfalto na cidade alagam em segundos.

Economia[editar]

Um caminhão arrependido de tentar ir para Apiacás.

Cidade que até hoje ainda exporta borracha. A distância da civilização os fazem achar que ainda estão no final do século XIX e que devem produzir borracha para a Revolução Industrial.

Geografia[editar]

A cidade fica naquele chifre do Mato Grosso, naquele limbo entre o Pará e Amazonas... Não tem para onde fugir. Acredita-se que a cidade mais próxima seja Brasília a 3000 quilômetros de distância (qualquer outra coisa não pode ser considerada propriamente uma cidade).

Apiacás não está no pantanal mas é tão alagada quanto se estivesse, a cada "chuvinha" o lugar se transforma num brejo lamacento. Apiacás é uma das poucas "cidades" no Brasil que se encontram areia movediça em seu perímetro urbano.

O clima quente é de suaves 45°C em média (ameno para a média do Mato Grosso), o problema são as constantes chuvas torrenciais que fazem até parecer que a cidade é amaldiçoada.

Transportes[editar]

Chegar em Apiacás só carro de rally com tração nas quatro rodas para encarar as terríveis estradas de pura lama. O negócio é tão precário que nem os índios de canoa conseguem chegar lá direito.