Neo Química Arena

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Arena Corinthians)
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira do Estado de São Paulo.svg.jpg Eaew, jhow! Este artigo é paulista: não gosta de gaúcho nem de carioca e se acha um puta trabalhador, né, meu! E não tá completo, pois o vacilão foi tomar um chôps e dois pastel, meu!
Cquote1.pngCaixa, ó Caixa, atende o meu desejo
Expulsa o Curica, mete uma ação de despejo
Cquote2.png


Cquote1.svg Você quis dizer: Itravecão Cquote2.svg
Google sobre Neo Química Arena
Cquote1.svg Você quis dizer: Arena Lava Jato Cquote2.svg
Google sobre Neo Química Arena
Cquote1.svg Você quis dizer: Propina's Arena Cquote2.svg
Google sobre Neo Química Arena
Cquote1.svg Você quis dizer: Novo Carandiru Cquote2.svg
Google sobre Neo Química Arena
Cquote1.svg Você quis dizer: Estádio do Povo Cquote2.svg
Google sobre Neo Química Arena
Cquote1.svg Você quis dizer: Arena Figueirense Cquote2.svg
Google sobre Neo Química Arena
Cquote1.svg Você quis dizer: Arena LaserJet Cquote2.svg
Google sobre Neo Química Arena
Cquote1.svg Você quis dizer: Arena Odebrecht Cquote2.svg
Google sobre Neo Química Arena
Cquote1.svg Você quis dizer: Arena Movediça Cquote2.svg
Google sobre Neo Química Arena
Cquote1.svg Você quis dizer: Salão de festas do Guarani-PAR Cquote2.svg
Google sobre Neo Química Arena
Cquote1.svg Você quis dizer: Galinheiro Serasa de Travecolândia Cquote2.svg
Google sobre Neo Química Arena
Cquote1.png Temos um estádio agora Cquote2.png
Você versão corinthiana sobre Neo Química Arena
Cquote1.png Caramba, depois de 100 anos esperando, finalmente sai nosso estádio! Cquote2.png
Corinthiano sobre Neo Química Arena

Arena Florinthiana durante a inauguração, com a pintura de seus patrocinadores.
Dinheiro tirado da zelite para construir o "Estádio do Povo".

A Neo Química Arena (também chamado de Arena Curica, Travecão ou Galinheiro do Gambá pela imprensa), foi registrado como "Estádio Andréia Albertini" em homenagem a uma pessoa que entrou fundo na vida de Ronaldo, o jogador que através de seu marcketing inovador proporcionou esta conquista aos torcedores do Florinthians, é uma maquete de estádio um projeto de estádio de futebol feito pela diretoria do Curinthians.

Em 2019, com nome no Serasa e por decisão judicial, a Arena é renomeada para "Galinheirão Serasa" de Travecolândia.

O "estádio" era a única chance que restava para o estado de São Paulo organizar a Copa do Mundo FIFA de 2014, já que o Morumbiba e o Pra-cá-embu não tinha condições de receber uma copa do mundo e a Arena Palestra (Desde 2008 que anunciaram uma reforma e o estágio da obra não saia da fase de demolição) sendo construído com dinheiro particular, o que não interessava para os políticos corruptos e demais torcedores do Curinthia, que necessitavam de uma maracutaiazinha para sobreviver.

Popularmente conhecido como Estádio do Povo, pois foi pago pelo contribuinte. Como o Curíntia é o time do Lula (que, como todo bom torcedor CORNOrintiânus, tem uma boa relação com grades), eles ganharam esse presente, como uma retaliação do ex-presidente molusco aos moralistas da saúde e da educação (gente que quer chupar um médico ou um professor...). Todos os adversários quando enfrentam o Cúrintcha lá se sentem em casa e acaba eliminando-o em todas as oportunidades. Exceto o São Paulo Frescuras no C*, por serem fregueses dos cúrintiânus.

Detalhes da obra[editar]

Cquote1.png AH-MEL-DELS-DO-CEL, esse estádio não vai ficar pronto na minha gestão! Cquote2.png

A Propina's Arena começou a ser construída desde 2009, mas como toda boa obra pública continua sendo montada até hoje Viram? Mais um motivo pra você não acreditar na existência de Itaquera, nenhum estádio demora tanto pra ser construído. A anunciação do Lavajatão (outro nome dessa porra desse estádio lendário que na verdade ficou na Terra Mística ou Naquele Lugar.

Segundo o Andrés "Moon Face" Sanchez, a doação por parte dos entes públicos foi uma inovação do Próprio Presidente da República na época, o Sr. Luladrão Lulalá, que junto com os demais planos sociais de seu governo, como o vale coxinha, Fome Zero e Bolsa Família, criou o vale estádio para os egressos do sistema prisional. Ocorre que como de cada 10 presisiários, 12 são Corinthianos, o Lulalá determinou que o estádio fosse doado ao Curinthians. A construção do estádio foi auditada para que nada se falasse de desvio de dinheiro público e para que isso transcorresse com a maior lisura foi nomeado para fiscalizar a correta utilização do dinheiro público o Dr. Nicolau dos Santos Neto, (Juiz Lalau), com grande experiência na área.

A construtora também tem grande conhecimento e experiência, tendo como engenheiro responsável Sérgio Naya. O valor total para a construção foi licitado pelo menor preço e a construtora que ganhou a licitação apresentou a proposta de R$ 10,00 mais um vale metrô e três churrasquinhos gregos. ocorre que pequenas alterações tiveram que ser feitas no projeto inicial em razão da demanda da torcida florinthiana pela disponibilização de metralhadoras penianas para cada assento de toda a torcida da Gayviões da Fiel.

O que gerou um pequeno acréscimo de R$ 800.000.000,00 no valor inicial, além de mais uma insignificante merreca de 900.000.000.000.000.000.000,00 de R$ para ser usado como gratificação aos políticos por sua boa vontade em liberar dinheiro dos otários contribuíntes brasileiros sem querer nada em troca. Para garantir esse valor, como a obra foi integralmente paga com dinheiro público, a Presidente Dilma determinou um reajuste nos impostos e o redirecionamento de 90% do valor que estava sendo indevidamente gasto em futilidades como saúde, educação e segurança pública. A Propina's Arena foi uma obra ambientalmente correta, pois o material usado para sua construção era 100% reciclado a partir do entulho e lixo originados da demolição do antigo estádio do Palmeiras, o Parque Antarctica. O Cúrintcha reciclou até mesmo o papel higiênico usado pelos trabalhadores do Palmeiras para ser reutilizado por sua mão de obra escrava. Com isso, o clube só gastou 0,0000000001% do dinheiro surrupiado dos cofres públicos, o restante dessa pequena quantia será utilizado para continuar pagando por mais três séculos o seu melhor jogador, o árbitro, pois ter estádio e não ganhar títulos "honestamente" não adianta nada!

Mas como o Cúríntia é o time mais honesto do mundo, já declarou que faz questão de pagar até o último centavo do dinheiro "emprestado" por nossos competentíssimos governantes e já fez um acordo com o governo brasileiro em que o mesmo concedeu 1 bilhão de anos de carência ao clube que a partir do fim desse período começará a efetuar um pagamento anual de uma quantia exorbitante de 1 centavo a cada 1 de abril, se o time conseguir pagar essas terríveis prestações sem atrasar um único ano, o que segundo os economistas é praticamente impossível, esse dinheiro será completamente restituído aos brasileiros no dia de São Nunca.

Esse entulhão tem capacidade para 15 mil pessoas sentadas, 15 mil no colo e 20 mil de joelhos, além de acomodações especiais para que os torcedores do Curinthia tenham total segurança, como solitária, ala para banho de sol, guardas armados e rondas externas feitas pela ROTA, além de guaritas, cercas eletrificadas, muros com arames farpados e fossos com cães. Para maior conforto dos torcedores do Corinthians em seu tão esperado estádio, foi adotado um padrão de etiqueta que lhes é habitual, o R.D.D. (Regime Disciplinar Diferenciado) para assim eles se sintam em seu lar.

Materiais para fazer o Estádio[editar]

O impressorão depois de pronto.
  1. Toneladas de ferro para as estacas
  2. Toneladas de pedra pros bancos ta achando o quê, que banco de estadio é que nem o seu sofá?}}.
  3. Toneladas de qualquer merda Cimento e metal para a superfície.
  4. Toneladas de grama para os jogos.
  5. Toneladas de grade para quando o jogador comemorar o gol.
  6. Toneladas de papelão para as merdas publicidades dos patrocinadores.
  7. Toneladas de ferro(UI!!) e rede pro gol.
  8. Toneladas de nada e imaginação corinthiana pois essa merda não existe.

Viram? É fácil de fazer! Compre logo os materiais contrate pedreiros usados na construção do Empire State Building pois são pedreiros de primeira (você não viu isso ok). Use tudo isso e se vire para fazer tudo isso numa área de 20.000m² e tambem para conseguir 420.000.000 para montar a obra se não tiver peça para o Chuck Norris do dinheiro, o bill gates

Histórico[editar]

BBjLM1t.jpg

Caiu em Itaquera...[editar]

Estádio Itravecão[editar]

Imagem de satélite do campo Florinthiano.

O estádio do Corinthians originalmente teve o nome trocado de Itaquerão para Itravecão. Tudo por conta do interesse de um dos principais patrocinadores da fundação desta empreitada. O site de infidelidade Ashleymadison.com visando obter mais lucro com o patrocínio resolveu dar seu nome à arena Florinthiana. O problema é que o site exigiu que o estádio fosse rosa. Em 2019 passou a se chamar Galinheiro Serasa de Travecolandia por ordem judicial apos ter seu nome incluido no SPC. Apesar de que para um clube que já contou com jogadores como Ronaldo, Dinei e Vampeta em seu elenco, Itravecão seria um nome bem familiar... O estádio projetado para sediar a abertura da copa no Brasil de 2014 com os fetiches homosexuais mais modernos já imaginados. A Gayviões da Fiel exigiu uma arquibancada roxa (onde quer que seja seu setor oficial) e a distribuição gratuita de Barbies e "G Magazines" para as galinhas se divertirem durante os intervalos. O grande diferencial da obra, prometem os dirigentes, é que cada assento terá um exclusivo rolo de papel higiênico, para que o torcedor chore suas lágrimas, além de um cano de ferro no meio dos vasos sanitários para os FlorinthiAnus que sofrem com coceiras anais. O estádio também tem a pedidos do Fenomeno Ronaldo Rolha de Poço, um ponto de prostituição projetado especificamente para travecos.

Especial sobre o Estádio do Florinthians - Reportagem : Alborghetti - Produção TV Cultura

Galeria de Imagens do Estádio Florinthiano[editar]

Ver também[editar]

Em desnotícias