Chacrete

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
ESTE ARTIGO É SOBRE UMA EX-GOSTOSA!!

Se você acha que ela está enrugada, gorda ou morta e enterrada, é porque o Tempo, o grande comedor, também traçou esta. Respeite os veteranos e não vandalize este artigo! Gerações passadas já homenagearam na intimidade do banheiro esta

EX-GOSTOSA

Cyd charisse dancando.jpg
A líder das chacretes.
Seleção para novas chacretes.

Chacrete é um termo surgido em 1900 e guaraná com rolha para designar as dançarinas de programas de auditório do falecido Chacrinha. São as precursoras de toda uma onda de assistentes de palco surgidas posteriormente, como as mallandrinhas, as panicats e até mesmo as clássicas paquitas, que também já não são mais tão novinhas assim.

Chacrinha já começou a carreira sendo feio, gordo e velho, uma combinação nem um pouco agradável para qualquer um. Apesar de ser considerado um sujeito carismático, pelo menos para a época, todos sabem que carisma não é o suficiente para alcançar sucesso na vida, ainda mais na televisão. Para tanto, o apresentador decidiu investir na antiga e infalível estratégia de apelar para mulheres gostosas, e decidiu rechear seu programa com várias delas. Mas como fazer para recrutar tantas piriguetes, se a maioria das famosas atuava em pornochanchadas e não ia abrir mão do salário cinematográfico em troca de aparições irrelevantes ao lado de um ancião? Muito simples: ele rodou o Brasil inteiro à procura de prostitutas anônimas que se prestassem a fazer em frente às câmeras o que já faziam na esquina para atrair e seduzir clientes.

Entre as décadas de 1970 e 1980, as chacretes tornaram-se as grandes musas da punheta nacional, sendo homenageadas por todo e qualquer marmanjo que se prestasse a ver o programa do Chacrinha, que convenhamos, era bem ruim e não passava de um mero show de calouros com jurados que não manjavam porra nenhuma sobre música, cujas opiniões aleatórias não exerciam a menor influência no participante.

De acordo com as fontes fiáveis apresentadas pela Wikipédia, existiram cerca de 500 chacretes, embora a única que tenha ficado realmente conhecida seja Rita Cadillac, que mesmo depois que ficou velha e baranga não quis perder seu título de puta alcançado tão duramente. Com a morte de seu eterno mentor e amante secreto Chacrinha, a ruiva passou a realizar shows eróticos gratuitos em presídios. Olha o nível em que uma criatura se presta a descer somente para não desaparecer por completo da mídia... Triste, não? Mas antes ela tivesse parado nisso aí! Não satisfeita com os 15 minutos de sensacionalismo que estava conseguindo alcançar, Rita ainda por cima virou atriz pornô, já praticamente idosa e acabada. Para completar a tragédia, arrastou junto para a profissão sua afilhada Cléo Cadillac, que pelo menos é gostosa.

Com exceção de Rita, todas as demais chacretes tomaram vergonha na cara e admitiram que envelheceram, vivendo atualmente como totais e completas desconhecidas com as quais ninguém se importa.