Chico City

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
BandeiradoCeará.jpg EITA PAU!

Pense num artigo mó limpeza, que vêi de jegue diretin do Ceará, bixin. Se tu frescá cum ele, maxo véi, o Beco da poeira tôdin vai arrombá o teu boga, seu fí de quenga!

Imagem.asp.jpg


Placa70.png

Este artigo discute coisas intrínsecas aos Anos 70's!
Provavelmente ele se refere a coisas daquela época, tais como ABBA, Village People e Bee Gees.

Chico Anysio mostrando a placa de entrada de sua cidade-estado.

Cquote1.png Sua intenção era pesquisar: Maranguape Cquote2.png
Google dando uma de adivinho com a pesquisa de Chico City

Chico City era um programa de televisão velho pra caralho lá da Rede Globo que exibiu essa pocilga entre 1973 e 1980, e nele relatavam os acontecimentos dentro da misteriosa cidade-estado que provavelmente existe em algum lugar dentro do Ceará e que ninguém até o presente momento soube dizer com precisão onde realmente fica. Só sabemos que todos tinham exatamente a mesma cara dentro dessa cidade maldita. E todos eram verdadeiras coisas alienígenas metidas a engraçadonas.

História[editar]

Dizem alguns que na verdade Chico City seria uma continuação da cidade de Sucupira, que pode ser vista por alguns saudosistas no documentário O Bem Amado. A cidade era governada pelo poderoso prefeito Valfrido Canavieira, filho do Professor Raimundo, mas que deixava o pai se fodendo ganhando um salário ó... enquanto ele comia o dinheiro de todos os cidadãos na cara dura. Na cidade habitavam os mais diversos tipos, todos depois iriam procurar bico em programas como Chico Anysio Show e Chico Total, que foram outras formas do Chico Anysio continuar ganhando dinheiro na Globo recebendo uma parte maior da grana, já que 90% dos personagens ele mesmo que fazia, então sobrava mais grana, claro.

Habitantes famosos da cidade:[editar]

  • Valfrido Canavieira: Político larápio que curtia dizer que na cidade era uma democracia, apesar de ele ter sido reeleito já umas 10 vezes.
  • Professor Raimundo: Um velho cabeçudo que tinha uma escolinha na cidade, mas com os piores alunos da história.
  • Seu Popó: Um velho tarado, irmão mais velho do Mestre Kame;
  • Setembrino Esquerdinha: Um comunista pé no saco eleitor do PT que vivia querendo derrubar o Valfrido;
  • Baiano e os Novos Caetanos: Banda formada por Caetano Veloso e os Novos Baianos que ficou tão famosa que acabou realmente aparecendo no mundo real, com a dupla Chico e Arnaud Rodrigues (aquele velhote que aparecia n'A Praça é Nossa vestido de coronel e dizia JEZUUUUUUUUUUUI!).
  • Pantaleão: Disfarce de Lula, o maior mentiroso do Brasil.
  • Pedro Bó: Um dos poucos que não tinham a cara do Chico, acabou virando também personagem da MAD brasileira;
  • Velho Zuza: Velho filho da puta que dava conselhos bem escrotos.
  • Beleza: O gostosão da cidade.
  • Bertoldo Brecha: Um baiano metido a intelectual e amante de muita cachaça.
  • Coalhada: Um ex-jogador de futebol que igual ao Pelé só fala merda;
  • Bozó: Suposto funcionário da Rede Globo que tentava impressionar as mulheres por isso, ainda que ele só fosse igual ao Severino: um "quebra-galho cara-crachá";
  • Nazareno: Um azarado que casou com um tribufu e vivia tentando catar a vizinha, pra desespero pra desgracença que era sua mulher.

Entre um monte de outros que nem vale a pena falar aqui, o artigo já tá cheio de coisa bizarra demais.

Chico City x Chicópolis[editar]

Em 1975 surgiu uma cidade rival: Chicópolis, separada de Chico City por uma jaqueira, era a Atenas versus Esparta do Nordeste. Chicópolis só tinha a nata da sociedade que deu uma banana pra Chico City e por um pouco não rolou guerra quando o prefeito e dono da maioria das terras de Chicópolis Jean Pierre Nepomuceno, queria comprar a cidade rival por duas bananas pra poder plantar tabaco. Chico City conseguiu desencorajar o poderoso exército de Chicópolis, mesmo com apenas seis soldados pé-rapados no seu exército.

Fim do país e curto retorno[editar]

Em 1980 a cidade foi à falência. Chico foi mendigar na porta da Rede Globo depois de perder sua cidade-estado e assim continuou ainda por lá anos a fio. Em 1991 entretanto a cidade-estado voltou, agora com o nome completo de Estados Anysios de Chico City, mas só durou esse ano, já que ter como principal produto de exportação a venda de estilingues não iria ajudar muito a existência do mesmo. Uma coisa irônica: os Estados Anysios de Chico City tinham como maior credor de sua dívida externa o Brasil. Como nunca pagou, tá explicado porque o país continua numa merda tão grande...

Ver também[editar]