Anthozoa

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Coral)
Ir para: navegação, pesquisa
Corais
Senta no meu coral
Senta no meu coral
Classificação científica
Domínio: Cara de idiota
Reino: Animais
Filo: Cnidários
Classe: Pedregulhos

Cquote1.png Você quis dizer: Carol Cquote2.png
Google sobre Anthozoa
Cquote1.png Senta, senta, senta no meu coral Cquote2.png
Funkeiro sobre Coral
Cquote1.png Inúteu! o coral é inúteu Cquote2.png
Ultraje a Rigor sobre Coral

Anthozoa é uma numerosa classe de cnidários conhecidos melhor como corais (vem do termo grego Coralio) vive num abacaxi no fundo do mar, e antes que se confunda, os corais não são o Bob Esponja que no caso seriam os poríferos.

Evolução[editar]

Como todo bom viadinho, os corais nasceram de uma forma inesperada, foi na fudição fundição de varias moléculas d'água antes mesmo dos picas voadoras pterodátilos, não antes mesmo da Hebe Camargo, ou seja a muito tempo mesmo no hemisfério ocidental.

O tempo passa os dinossauros tiram um cochilo eterno enquanto o coral aumenta sua população de sem-pintos, com bastantes corais invadindo todo o oceano, mas nenhum se atreveu a vim para o Brasil pelo calor, eis que surge Pedro Álvares Biau em 1500 precisando de uma muda de pau brasil fez uma troca com uns índios pôr um pé de coral e 2 panos.

O coral foi por muito tempo solitário mas em meados de 500 a.c conheceu algo sagrado, o sexo, e a partir daí a putaria comeu solta e os corais passaram a surgir em qualquer carcaça de navio naufragado formando as barreiras de corais.


Reprodução[editar]

Não parece, mas essa é a maior suruba entre corais.

Pela falta de pinto os corais arrumaram outras formas de fazer sexo, bem na verdade ele até tinha um pinto, mas como a coral fêmea não queria ficar grávida, então preferiram marcar um encontro entre seus óvulos e espermas ou talvez utilizar recursos menos agradáveis, como quebrar o pescoço e nascer um clone retardado.

Mesmo não sabendo o que é trepar eles entendem muito do assunto é tanto que já perderam a virgindade da bunda e de todos os orifícios nele presente. Bem eu disse que ele não possui pênis mas nada sobre saco e vaginas.

Racismo entre corais[editar]

Há milhares de anos já se existia o racismo entre o coral branco e o preto, onde o branco era da parte nobre e o coral preto era da parte pobre e taxado de vagabundo e ladrão, claro que depois de alguns tempos para cá eles fizeram as passes e essa discriminação toda foi esquecida, mas sim ainda há corais preconceituosos.

Ordens[editar]