Desmanuais:Como passar férias na Lua

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Este artigo é parte dos Desmanuais, seu acervo de instruções livres de conteúdo. Nuclear-explosion.jpg

O que você deverá gastar para ir à Lua.

Você sempre ansiou sair do horror da contaminação, do barulho, do escândalo e do alvoroço de sua cidade? Encheu-se da delinquência e das noticias ruins que acontecem todos os dias? Não tem uma opção boa para passar as férias? Tem fobia de lugares com alta concentração de pessoas? Tem desejo de ir à Lua e sonha em ser astronauta? Não aguenta os ratos lhe roerem de noite? Você veio ao lugar certo. Agora, com este novo manual (ou Deslivro, como queira chamar), você pode ir à Lua de um jeito simples, eficaz, com 99,96% de probabilidade de sucesso e por um preço [1] módico.

Este manual, graças a sua geniosidade, efetividade e seriedade, o orientará de modo que sua viagem seja um grande sucesso, nada saia mal e você tenha uma viagem feliz e emocionante a um ponto jamais visto – depois do sexo, é claro. Isto não é uma fraude: tudo é 100% real e comprovou-se com casos reais.

Passos para planejar a viagem[editar]

Calcular o custo da viagem[editar]

Os custos, às vezes, podem ser altos…

Primeiro, não acreditamos que nem seu melhor amigo, nem algum ricaço que more na esquina de sua rua lhe pague o preço da viagem. Tampouco a viaje é grátis (de fato é muito custoso), pelo que você terá de conseguir o dinheiro. Poderá se perguntar num átimo por que os astronautas da Apolo foram de graça, sem pagar nenhum centavo.

Mas, antes de começar a tão sonhada viagem, deve-se calcular o custo do transporte (99,8% do custo total), comida, roupa, hospedagem, gastos com suvenires, fotografias, guias, quantos dias vai ficar na Lua (a única coisa grátis) e demais coisas necessárias para a viagem. Ah, e também oxigênio – muitos tanques de oxigênio. Lembre-se de que na Lua não há oxigênio e, se não o levar, você corre o risco de se afogar por ser idiota.

Você deve simplesmente tomar nota do preço de cada coisa que vá fazer na Lua, ver e escolher a melhor opção. Por exemplo, se vai saber os custos de hospedagem, deve consultar os melhores hotéis, estalagens ou montículos de poeira da Lua[2]. Certamente seria algo difícil, já que o minuto da ligação da Terra à Lua é caro, mas no fim você verá que valerá a pena e sua viagem será sensacional.

Conseguir o dinheiro[editar]

Dando shows como este, você não vai ganhar um tostão furado para sua viagem.

Pode ser que você ganhe de graça a viagem à Lua através de sorteio, que algum familiar lhe dê o dinheiro para que possa viajar, ou que você tenha 6 bilhões de amigos e cada um lhe dê um dólar. Mas, como é impossível, a menos que você seja Bill Gates, você terá de “ralar” e conseguir o dinheiro por sua conta. A vantagem é que você poderá fazer o que quiser para ganhar dinheiro sem que ninguém lhe mande.

Maneiras de ganhar algum dinheiro[editar]

Você já sabe: tempo é dinheiro, e, se aproveitá-lo bem, ganhará muito dinheiro.

Por exemplo, você pode ganhar uma boa quantia de dinheiro sendo engolidor de fogo, contando piadas boas (porque se contar piadas ruins poderá ficar sem clientes e com cara de bobo) ou vendendo comida na calçada. Mas você deverá ser original e nada estúpido para ganhar dinheiro, já que, se trabalhar fazendo autênticas cagadas, não vai ganhar dinheiro e pagará um micaço[3].

Você também poderia pedir empréstimos em cada banco de seu país, mas ficará endividado até depois de morto ou reencarnado num animal ou planta, o o que lhe poderiam emprestar seria uma merda[4].

Ou, se você trabalha para o governo (os que trabalham em limpeza pública não contam), pode pedir emprestado a casa funcionário algumas cédulas de valor alto. O ruim é que a cada um que você pedir, terá que levá-lo junto para a Lua, e você gastará mais com transporte (a parte mais cara da viagem). Ao final, você vai se arrepender de tudo o que disse.

Se nenhuma das formas anteriores lhe agradou, você pode ser mendigo, lavador de carros no semáforo engraxate ou o que mais lhe agrade enquanto consegue os US$ 70.745.086.734,65 necessários para a viagem.

Definir os lugares que você vai visitar[editar]

Se você estiver tentado a visitar esta pedra, não hesite em fazê-lo.

Já que conseguiu o equivalente a US$ 70.745.086.734,65, vamos ao passo seguinte: escolher os lugares que vai visitar. Não é apenas tirar fotos sobre um montículo de poeira ou sobre uma cratera: também se deve visitar os atrativos distintos que a Lua nos oferece.

Se você achar que um local pode ser interessante (como uma pedra com a imagem de Bento XVI ou alguém igualmente feio), não duvide em fazê-lo, já que você deve curtir sua viagem. Mas lembre-se: você não deve gasta mais dinheiro do que o que tem, porque não lhe chegará e isso causará graves danos. Não nos responsabilizamos pela estupidez que chegue a cometer.

Com este mapa tão completo da Luna, acho que não há muito o que se escolher.

Você precisará de um mapa ou uma Lua em forma de globo terrestre para achar da melhor maneira os pontos a visitar. Se vai visitar uma pedra ou um barranco pronto para você cair, deverá começar marcando os pontos a visitar no mapa. Se a entrada nesses lugares for cara (ainda mais com 50% de acréscimo para gente extralunática), é melhor não ir, senão você desperdiça dinheiro – e, como você sabe, o dinheiro é limitado.

Conseguir a roupa e o sapato para a viagem[editar]

Eles ficaram satisfeitos com suas compras. E você, já foi comprar um traje especial para a Lua? O que você espera? E não é de graça!

Para este passo, com certeza você se caga de emoção por ir à Lua, porém lhe falta muito para conseguir viajar. O que você tem de roupa e o que terá de vestir? Por acaso você acredita que irá nu? Engana-se: isto não é como uma viagem simples a qualquer praia suja ou piquenique fétido a que alguma vez você foi. Esta é uma viagem a outra parte do espaço e deve ser cuidadosamente bem feita, sem erros (lembre-se que não se pode gastar dinheiro sem mais nem menos). Você não precisa comprar um biquíni ou uma sunga, porque na Lua não há oxigênio e muito menos água[5]. Você deve comprar um traje espacial que lhe dê provisões de oxigênio e compartimentos para iPod com cilindro de oxigênio incluído para que sua viaje seja mais confortável e não haja mais problemas. Não importa se é da Dolce & Gabbana, mas pode optar por economizar comprando um mais barato ou usado, pero sempre gastando comedidamente os US$ 70.745.086.734,65.

Embora, a princípio, o traje lhe pareça pesado (346 kg), você não deve se preocupar pelo fato de o traja lhe parecer pesado: já que na Lua no há gravidade, você flutuará pelos ares e se sentirá mais rápido do que nunca, como se tivesse perdido peso.

Preparar o transporte[editar]

Com qualidade excelente, conforto e resistência à poeira, você fará uma decolagem excelente e uma viagem confortável.

E como vamos à lua sem um bom transporte[6]? Sabemos que você já quer ir, mas se acalme. A solução para escolher o melhor transporte é consultar os diversos tipos de transporte que estão atualmente no mercado: luxuosos, dispendiosos e gastam muita gasolina. Algumas opções de transporte são:

Carro[editar]

  • Vantagens: Transporte barato (grátis, se você já o tiver), com ar-condicionado e lugar para guardar seu lanche.
  • Desvantagens: Quando tentar decolar, acabará caindo no mar – e duvidamos que a Marina o salve. Também quando sair da atmosfera, poderá acabar o combustível e você cairá de uma altura de 30.000 metros.

O carro não é um transporte adequado para a Lua, embora pelo menos o ajude a ir à estação espacial para que você não vá lá a pé e se canse antes de começar sua viagem.

Ônibus[editar]

Definitivamente o ônibus não é alternativa viável para seu transporte.
  • Vantagens: Você irá em assentos cômodos (ou não) e reclináveis (ou não), ar-condicionado e televisão de bordo. Além disso, se você perder o ônibus, também não vai pagar nada.
  • Desvantagens: Enquanto você procura o itinerário certo para a Lua, já estará perdido, não há airbags para acidentes e os banheiros são fétidos.

O ônibus também não é muito conveniente para viajar à Lua. Embora a passagem seja relativamente barata (para ser exato, uns 153 milhões de dólares o tíquete), não há muita segurança: a qualquer momento cai um asteroide ou um disco voador e não há boas defesas.

Avião[editar]

Está vendo? Para a segurança de nossos leitores, não lhes recomendamos o avião como meio de transporte.
  • Vantagens: Meio de transporte meio-rápido, com vista para o espaço. Às vezes possui TV portátil, amendoins, biscoitos o comida pronta, bem deliciosa.
  • Desvantagens: O piloto pode dormir e o avião se estatelar contra um OVNI. Também é necessário levar muitíssimo combustível, senão, na metade da viagem, o combustível acaba e o avião cai, cai e cai. Ou, num caso menos frequente, ficará flutuando no espaço.

O avião pode parecer rápido e as aeromoças podem ser bonitas, mas precisa de muito combustível e a viagem seria eterna. E, se acontece alguma coisa com o avião, duvidamos que o exército lunático os ajude em caso de emergência.

Ônibus espacial[editar]

  • Vantagens: Alta velocidade, pela qual em 5 dias você pode chegar à Lua, ligações telefônicas grátis para a Terra, e você flutua ao sair da atmosfera. Ar-condicionado superpotente incluído. Este é o melhor transporte e equivalentemente barato: 24 bilhões de dólares.
  • Desvantagens: Precisa-se de muitíssimo combustível, não há postos de gasolina interespaciais e é muitississíssimo caro de se construir ou alugar. Além do mais, só se pode ver um desses na NASA e não há muita variedade.

Procurar uma plataforma para decolar[editar]

Você já está perto da Lua! Mas tem de encontrar uma pista para aterrissar, já que a nave não vai voar por mero milagre.

Bem, agora que você alugou uma nave espacial na “NASA Shop”, na qual gastou muitíssimo dinheiro para adquirir, restam-lhe 43 mil dos US$ 70.745.086.734,65 que coletou para sua viagem. Agora, você tem de achar a plataforma para poder decolar sem estourar muito o seu orçamento.

Você pode ver opções distintas, como Cabo Canaveral, na Flórida, o Deserto do Saara ou a Torre Eiffel. Nem todas as coisas servem para uma decolagem, porque um bicho ou um maloqueiro não servem para decolar. Você terá de pagar aproximadamente 41 bilhões de dólares. Lembre-se, porém, de que deve economizar dinheiro para voltar à Terra quando acabar sua estadia na Lua e não há modo de ficar por aí.

Uma vez alugada a zona para decolar, você poderá acomodar sua nave espacial pronta para decolar e sair à Lua. Agora siga este passo para dar bom uso aos US$ 70.745.086.734,65.

Decolar e aterrissar na Lua[editar]

3… 2… 1… Ops! Houve uma falha… Não quer sair!

Que emoção ter a Lua na ponta de seus dedos! Decerto, agora, você se caga de emoção porque está a poucos minutos de poder viajar à Lua, começando por sair dessa sua lata velha, ir depressa ao vestiário para pôr seu traje espacial e, depois, na nave espacial, fechar a porta e esperar a ordem de decolagem.

Está pronto? Tranquilo? Sim? Pois comecemos em 10… 9… 8… 7… (4 segundos depois)… 3… 2… 1 E decola! Você se pergunta: como um turista pode dirigir uma espaçonave? A espaçonave é automática, ela se dirige sozinha. Mas, se o turista é aventureiro e quer dirigi-la sozinho, pode usar o sistema manual. Uma vez decolando, vê-se a Terra a partir do espacio, tudo negro, obscuro. A viagem da Terra à Lua dura 432.000 segundos (5 dias), e, quando você sair da atmosfera, começará a flutuar.

Porém, toda esta emoção, alegria e a viagem causam efeitos secundários, como vômito e diarreia, pelo que dizemos que os primeiros dias na Lua não serão lá muito bons.

Chegar à Lua e curtir seus atrativos[editar]

Parabéns! Você é o visitante número 345.678.123! A primeira coisa a fazer é andar de kart sobre a superfície lunar.

Agora, sim, deixando um pouco de lado o vômito que se apoderou de seu corpo, é hora de aterrissar na Lua. Enfim começou sua viagem que há dias você disse que queria! Parece que dias de trabalho e 275 anos de salário adiantado valeram a pena. Apesar de você não ter levado nenhum PC para recargar seu iPod na Lua, já que gastou a bateria jogando Parachute durante a viagem, é melhor esquecê-lo na Lua, ou até enterrando-o para que os marcianos ou os próximos visitantes encontrem algo que valha a pena ver. Bem, é melhor esquecer dele, né? A Lua é toda sua. O que vamos fazer agora? Você poderia começar a explorar a Lua dando um passeio de kart, fazendo castelos de areia lunar ou se atirando de bungee jump de um barranco.

Ou também pode ir a uma cratera profunda, tirar fotografias e fincar a bandeira de seu país no solo lunar. Mas fixe-a bem, ou a gravidade a fará flutuar no ar.

Tirar fotos ou comprar suvenires[editar]

Bem, por que não tirar fotos dos lugares que visitou? Provavelmente você nunca mais poderá viajar à Lua. Em todo caso, com certeza você teve a iniciativa de comprar rolos de filme suficientes ou uma memória de 1 terabyte para essa sua câmera roubada comprada na última hora, senão você está fodido.

Mas não se apavore: você também pode comprar lembranças da Lua, como 60 quilos de ou pedras lunares – isto é legal na Lua. De qualquer forma, não há leis para proibição de venda de poeira lunar pirata. Assim, você pode estar comprando neste momento poeira lunar falsa.

Voltar à Terra[editar]

Lugar perfeito para a decolagem: uma cratera profunda.

Lembra-se que lhe dissemos milhões de vezes para você guardar alguma coisa dos US$ 70.745.086.734,65 para voltar à Terra? É um alívio se ainda lhe sobra “alguma coisa” de dinheiro. Se já não tem mais nada, que pena: é impossível mandar dinheiro de um planeta a outro, e muito menos por telegrama, e-mail ou por um foguete.

Se lhe sobrou dinheiro, compre todo o combustível necessário para a viagem de volta, para que não se quede parado no meio do caminho. Aqui você também deverá achar um bom lugar para decolar e voltar à Terra, não pois não terá Merlin nem nenhum mago que o ajude.

Se você quiser, pode comprar armas para se defender das naves inimigas (que não são grátis).

Ao voltar à Terra[editar]

Uma vez entrando na atmosfera, a nave vai-se incendiar por fora, você sentirá uma dose extra de adrenalina e deverá aterrissar bem para não se chocar contra o chão. Uma vez saindo pela porta de seu foguete, é certo que milhares de pessoas o receberão e o elogiarão por ter ido à Lua. E, se ninguém foi lhe ver, dá no mesmo.

Se ainda lhe restam alguns centavos dos US$ 70.745.086.734,65, você tem o suficiente para fazer uma grande festa para celebrar sua grande viagem. É comum que você espere críticas de ciumentos.

Conclusão[editar]

Gostou da viagem? Que bom! Não gostou? Que bom. Embora no final pode ser una experiência única no mundo e não é qualquer pessoa que pode fazê-la, isso não nos importa. Não nos responsabilizamos por qualquer efeito colateral que tenha tido depois da viagem. Consulte o psiquiatra.

Referências[editar]

  1. Só vai precisar de uns 70 bilhões de dólares em dinheiro vivo – cartões Mastercard não são válidos.
  2. Só fica um pouquinho difícil se acomodar.
  3. Dito por experiência de Steve Jobs.
  4. Dito pelo Banco Mundial. O maior empréstimo deles se calcula em US$ 7,65.
  5. Confirmado pelo Baiano da Espaçonave.
  6. É óbvio, você não pode ir a pé nem com toda a magia de Harry Potter