Flanderização

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Essa é a imagem que você vê quando nota o estado letárgico de seu personagem favorito.

Flanderização é um fenômeno cretino que se dá quando personagens de um seriado ou, raramente, de uma franquia de filmes, começa a ter sua personalidade destroçada e reduzida a uma caricatura ou uma só parte de si mesmo, basicamente virando uma paródia do que um dia foi, praticamente um objeto de ridículo. Esse nome surgiu graças ao Ned Flanders, um personagem de Os Simpsons que é um cristão devoto daqueles, porém no início ainda interagia bem com outros personagens, até parecia ter um "amor" inconfesso pela Marge Simpson, mas com o passar do tempo os criadores da série começaram a ficar com uma preguiça desgraçada e aí ele foi literamente virando aquele típico crente mala igual à tua mãe que fica cagando regras o tempo todo e enchendo o saco de todos com religião, se tornando tão odiado que até a Maude Flanders e a Edna Krabappel, suas esposas ao longo do seriado, pedindo pra morrerem por não aguentarem mais a crentelhagem dele.

Exemplos bem trágicos[editar]

  • Joey Tribbiani: De todos os personagens de Friends que sofreram com isso (porque os seis principais sofreram), Joey foi o que mais se lascou no processo, virando a cada temporada mais e mais idiota, ao ponto de na última temporada parecer que nem saber ler sabia. E pra piorar ele ainda teve um spin-off só dele que piorou mais ainda a imagem de retardado mental;
  • Kevin Malone: O Escritório também teve muito personagem que sua personalidade foi sugada, mas nada se compara ao Kevin, que a cada temporada se tornou mais e mais um retardado mental, chegando a esmagar uma tartaruga com o carro e achando que poderia "consertar" colando o casco dela com placas de metal, ou o famoso dia em que ele derramou um caldeirão de chilli no escritório;
  • Jan Levinson: Outra do The Office, começou como uma CEO meio egocêntrica e expansiva, mas nada além da normalidade humana, e terminou parecendo tua irmã na praia se amostrando pros machos de lá, mesmo sendo gorda e feia, além de dar arroubos de egoísmo que faziam o Michael Scott parecer uma pessoa completamente normal;
  • Jack Sparrow: Um daqueles casos raros do cinema, Jack foi saindo de um pirata normal, zombeteiro e aventureiro pra um porra louca com cara de retardado cachaceiro e arrumador de confusões;
  • Jason: Sim, o vilão principal de Sexta-Feira 13 também sofreu com isso, saindo de um assassino querendo se vingar pelo o que fizeram com ele e com a mamuska dele pra um zumbi superpoderoso e bizarro capaz de fazer tudo, menos morrer e matar criancinhas;
  • Alice: Já não bastasse ser um personagem PRINCIPAL FILLER, Alice foi saindo de uma experiência da Umbrella Corporation que quer recuperar sua memória pra uma mistura tosca de Dr. Manhattan com Capitã Marvel superpoderosa e indestrutível. Ok, acho que essa flanderização em específico poderia se aplicar pra intérprete da personagem, a Milla Jovovich, já que quaisquer filmes que ela faça e dirigidos pelo seu maridinho Paul W. S. Anderson a mulher fica buffada ou os inimigos são nerfados pra caralho. Só lembrar do pobre Nemesis no segundo filme...
  • Patrick Estrela: O amigo do Bob Esponja mais retardado que ele saiu do estado de criancinha meio alesada pra um psicopata ensandecido que o tempo todo quer foder a tudo e a todos;
  • Sirigueijo: Outro que com o passar do tempo foi se transformando apenas num patrão pau no cu que pouco se fode com seus empregados;
  • Peter Griffin: O chefe da Family Guy saiu de um personagem babaca, bobo, mas ainda assim uma pessoa legal, pra um completo surtado e ainda por cima psicopata, matando mais pessoas que o Eric Cartman conseguiu na vida em South Park, só que sem motivo nenhum, só porque os diretores de Family Guy estão ficando loucos por dinheiro e não conseguem parar de fazer a porra do desenho;
  • Homer Simpson: Sim, até o maior inimigo do Flanders está virando um Flanders, só que do mundo do contra, desde a décima temporada do desenho o bobo alegre está cada dia menos bobo alegre e cada vez mais um tremendo cuzão sem motivo algum, apenas querendo encher o saco e a vida de tudo e todos ao seu redor, ainda que no processo quem tiver do lado se foda.

Há riscos disso acontecer na Desciclopédia?[editar]

Claro que não, tá louco? A Desciclopédia é totalmente livre de tudo isso, com certeza aqui jamais teve casos como de alguém que começou fazendo alguns poucos artigos de variedades e de repente passou a só fazer artigos sobre datas do ano virando o Homem-Calendário live action, nem tivemos casos de usuários que espalhavam imagens furries do universo Sonic por aí, nem usuários que pra se encher de artigos fizeram cópias cagadas da Wikipédia ou traduções ruins, muito menos usuários que ficam usando de metalinguagem pra encher linguiça dos artigos e eles não ficarem parecendo um ovo minúsculo e sem graça, lógico que não!