Gooma

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png To enjoado desses tijolos verdes idiotas Cquote2.png
Gooma sobre seu quarto no Ocean Palace

Gooma.gif

Gooma é um boi modificado geneticamente em laboratórios de Uberaba no intuito de criar cada vez vacas e touros mais fortes e saudáveis. Todavia, infelizmente o experimento saiu do controle e Gooma fugiu do laboratório secreto.

Juventude[editar]

Gooma tendo que enfrentar Link mesmo com uma baita vontade de cagar.

Gooma recebeu esse nome tosco do pai, que era fã de Super Mario e dos Goombas, cresceu complexado, porque além de feio corcunda, gordo e o mal hálito, tinha um nome ridículo. Era a chacota da escola inteira.

Conhecido antigamente como Boi da Cara Preta, fez uma plástica no Doutor Hollywood para virar o Boi da Cara Vermelha.

Enquanto procurava emprego, conheceu seu primo distante Minotauro, com quem mandou um currículo para Ganondorf e conseguiu uma pontinha como chefão tosco de algum The Legend of Zelda desconhecido que ninguém jogou. Sonhava todas as noites em poder pegar a Princesa Zelda (essa puta é cobiça do jogo inteiro mesmo).

Zelda[editar]

Gooma é viciado em anabolizantes para jegues, e se trancafiou no Ocean Palace onde ele poderia ficar achando que era Creta. Vestiu uma tanguinha ridícula com botas.

Aprendeu com mestre Chang Koehan a arte idiota de ficar girando um salame azul com um queijo provolone na ponta, com a qual ele usa como arma para lutar.

Gooma morre tragicamente em batalha, assassinado por um gnomo após sofrer com consecutivas facadas no fígado, seu ponto fraco.

Curiosidades[editar]

Gooma não aparece na versão japonesa de Zelda II: The Adventure of Link, porque o minotauro é uma criatura sagrada no cultura japonesa, e era um sacrilégio ver um jogo onde um minotauro era molestado e abusado por um gnomo. Na versão japonesa colocaram uma burca no Gooma e chamaram-no de Guma.