Hotel Mario: The 13th Hotel

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Night creature.JPG Hotel Mario: The 13th Hotel surgiu das trevas!!

E adora assustar criancinhas!

Puro osso.gif

Cquote1.svg Você quis dizer: Hotel Mario: O Hotel do PT? Cquote2.svg
Google sobre Hotel Mario: The 13th Hotel
Cquote1.svg Que medo! Acho que não vou conseguir dormir! Cquote2.svg
Capitão Sarcasmo sobre Hotel Mario: The 13th Hotel
Cquote1.svg Nice of the princess to invite us over for a picnic, gay eh, Lui... EITA PORRA TÁ TUDO PEGANDO FOGO! Cquote2.svg
Mario conversando com Luigi em Hotel Mario: The 13th Hotel

Mario depois de ver um hentai do Wario

Hotel Mario: The 13th Hotel é uma Assustadorpasta envolvendo Hotel Mario, um dos jogos mais vendidos da série Super Mario. A creepypasta conta a história de um sortudo (ou não) que conseguiu acessar uma fase secreta do jogo, chamada de The 13th Hotel, onde coisas assustadoras (aka músicas bizarras de trás pra frente, sangue, raio, morte, destruição e o caralho a quatro) acontecem. Só o fato de se tratar de uma creepypasta do Hotel Mario já faz isso parecer algo um tanto quanto absurdo, já que, convenhamos, estamos falando de uma creepypasta do Hotel Mario, o Hotel Mario!

História[editar]

O começo[editar]

Tudo começa quando algum hackerman encontra uma fase secreta no meio das pastas do jogo chamada de The 13th Hotel, e em como qualquer creepypasta, o curioso resolveu ver que fase era aquela, mesmo sem saber que aquilo que ele veria a seguir causaria danos irreversíveis à sua vida. A clássica cutscene da conversa onde o Mario chama o Luigi de viadão aparece, mas ela estava com uma música que era aparentemente assustadora e o céu estava cinza (provavelmente construíram uma indústria do lado do Reino dos Cogumelos), e então, a cena em que o Bowser deveria aparecer apareceu, só que pasmem, só a mão dele estava aparecendo e por acaso ele também estava sangrando.

O Mario encapetado[editar]

Cquote1.svg Vou te pegar... assim que eu encontrar meu rosto! Cquote2.svg
Mario

E aí, aconteceu outra coisa que não pode faltar nas creepypastas: apareceu o Mario, que por acaso estava com os olhos pretos, e provavelmente os arrancou depois de ver alguma coisa que quer muito que seja desvista, como um hentai do Wario ou alguma coisa assim. Para a história ficar ainda mais clichê, o Mario não estava com aquela voz de retardado que ele tem no Hotel Mario; não, ele estava era com uma voz equivalente à do cramunhão, então, ele olhou para o Luigi por oito segundos (sabem até o tempo de como as coisas aconteceram, caramba...), e aí, para borrar ainda mais a sua fraldinha, Anônimo, a tela escureceu e a frase Você Está Condenado apareceu. Isso provavelmente não deve assustar ninguém, só alguém que foi condenado na prisão, mesmo.

Como se a creepypasta não fosse clichê o suficiente, o Mario começou uma matança entre os personagens; primeiro, foi a Princesa Peach, que estava num loop infinito numa cutscene, que só piscava e piscava. Depois de causar um possível ataque epiléptico por ficar piscando o tempo todo, a Princesa foi morta pelo Mario, após o próprio descobrir que ela era amante do Bowser; se bem que já tava na hora dele saber disso, e então, o castelo do Ludwig foi destruído, e depois o Gay Luigi não foi perdoado e também foi morto, e é claro, o Mario encapetado volta a aparecer e a tela escurece de novo. Aí, aparece uma voz falando Cquote1.svg JÁ ACABOU DE MATAR TODO MUNDO, MARIO? Cquote2.svg, e aí, a tela azul da morte ataca o jogo, fazendo ele travar e assim, a creepypasta acaba.

Ver também[editar]