Link's Crossbow Training

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg Link's Crossbow Training é um jogo virtual (game).

Enquanto você lê, alguém está usando algum Life Bottle ou Apple Gel.


Joguinho de tiro de Zelda
Links Crossbow Training.png

Capa do jogo

Informações
Desenvolvedor Nintendo
Publicador Nintendo
Ano 2007
Gênero Zelda feito por fax
Plataformas fax Satellaview
Avaliação Indefinido
Idade para jogar Indefinido

Link's Crossbow Training é mais um spin-off cretino da série The Legend of Zelda, caça-níqueis descarado que pegou muito trouxa desprevenido porque foi vendido junto com um trambolho de plástico ridículo chamado Wii Zapper, acessório que não seria útil para nenhum outro jogo de Wii e serviria apenas para ficar apanhando poeira na casa de nintendistas.

Desenvolvimento[editar]

A ideia para a criação de Link's Crossbow Training surgiu durante as adaptações de The Legend of Zelda: Twilight Princess para o Nintendo Wii. Enquanto adaptavam para o escalafobético e indecente controle do Wii aquele jogo de Zelda, originalmente criado para uma jogabilidade num controle normal de GameCube, os produtores da Nintendo descobriram que era um baita desafio controlar os tiros de arco e flecha com aquele controle fálico do Wii, originalmente desenvolvido para introdução anal para simulação de colonoscopia. Como são mercenários sedentos, os desenvolvedores viram ali a oportunidade ideal de focar a criação de seu novo spin-off, e assim a Nintendo Entertainment Analysis & Development começou a trabalhar no Link's Crossbow Training.

Por estar sem ter o que fazer no momento, sem nenhum projeto relevante em mente, Shigeru Miyamoto supervisionou diretamente a criação do jogo, sendo ele o responsável por liderar sua equipe e assim proibi-los de diversas coisas, impedindo os desenvolvedores de criar qualquer enredo e impor qualquer grande dificuldade. A todo momento Miyamoto relembrava seus empregados que o jogo era um caça-níquel cretino e que não necessitava possuir nada de épico, memorável ou grandioso, que o mais importante era lançar o jogo o mais rápido possível, que sempre haveria algum zeldamaníaco idiota que compraria o jogo mesmo assim.

Jogabilidade[editar]

Um dos modos do jogo, uma espécie de jogo erótico com Gorons bem amistosos com saudáveis pitadas de sadomasoquismo.

O resultado de tanto desleixo na produção desse jogo foi o fato dele exibir apenas 9 míseras fases com uma variedade pobre e quase inexistente entre si. O objetivo do jogador é controlar Link que com suas crossbow deve perambular por estes 9 cenários vandalizando o máximo de coisas possíveis, havendo pontos extras para o caso de castrar Gorons e exterminar crackudos.

Além da pobreza de cenários e variedades, o jogo exibe também apenas três modos, dos quais qualquer pessoa normal enjoa em apenas 1 dia de jogatina. Estes modos são, o modo Target Shooting que consiste em acertar alvos e causar a maior quantidade de vandalismo nos cenários, o modo Defender onde Link fica parado numa carroça quebrada defendendo-a de um ataque de mendigos e crackudos em geral, e o modo Ranger onde o jogador deve fazer de conta que está jogando uma fase de The Legend of Zelda: Twilight Princess e assim controlar livremente o Link.