Magus

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Mr. M.jpg Hocus Pocus!

Este artigo se trata de charlatanismo magia, encantos e todo tipo de macumba. Ele serra pessoas ao meio, tira coelho de cartola, faz vodu e adora uma varinha mágica. Se vandalizar, Harry Potter fará você desaparecer.

ShadowTheHedgehog.jpg Este artigo é sobre um anti-herói!

Magus é obscuro, muda de lado a toda hora e só faz o que bem entender.
Altruísmo? Só se ele estiver de bom humor...

Vegeta05.jpg
Janus, o Magus

Magus1.jpg

Classe Mago
Informações
Origem Reino Zeal
Época 12.000 B.C, mas só virou uma subcelebridade na Idade Média
Idade Velho até demais
Arma Foice
Elemento Trevas
Perfil
Família Schala, irmã
Rainha Zeal, mãe
Sonho Dominar o mundo
Frase Favorita Cquote1.svg MWAHAHAHAHAHA! Cquote2.svg


Cquote1.svg Esse verme insolente é apenas um plagiador, ele nunca chegará aos pés do príncipe dos saiyajins!! Cquote2.svg
Vegeta sobre Magus

Magus gif.gif

Janus, também conhecido como Magus ou Profeta, é o mago implacável de Chrono Trigger. Com a sua psicopatia e o seu vasto repertório de magias negras, ele não hesita em fazer churrasco com os corpos dos vermes insolentes que se intrometem na conclusão de seus objetivos, que são reencontrar sua irmã, domar Lavos, conquistar a velha carcomida e meter na sua esposa. Apesar disso, ele pode até ser considerado um herói, já que dependendo do andar da carruagem, ele se une ao grupo de Crono, afinal mesmo não gostando muito dos protagonistas, ele sabe que sozinho não pode derrotar o ouriço destruidor de mundos.

História[editar]

Janus[editar]

Janus nasceu na Era do Gelo, no continente que flutua com a energia dos aerolitos conhecido como Reino Zeal, habitado apenas pelos Iluminados, humanos que eram pica na arte das macumbarias. Filho dos monarcas, Janus já nasceu com talento para usar magia, só que mais do que isso, o moleque de cabelo azul era um prodígio, ele recém nascido já conseguia abrir os portões do inferno e conjurar Dark Matter sem nenhum problema e sem efeitos colaterais -- ao menos pra ele, porque todo mundo ao redor era carbonizado. Por isso, teve membro do conselho real afirmando de pau junto que Janus era o anticristo e que seu nascimento foi influenciado pela Máquina Mammon, mas ninguém ligou muito praqueles velhos esclerosados e suas teorias da constipação.

Essas pedras voadoras aí formam o Reino Zeal, a terra natal de Magus.

Na infância, Janus teve alguns problemas de relacionamento, pois acabava matando acidentalmente todos os seus amiguinhos com Dark Matter, e olha que os moleques também eram bruxos, então não eram qualquer bosta indefesa. Para ajudar Janus a controlar os seus poderes chamados de satânicos, a Rainha Zeal matriculou o delinquente na Hogwarts pré-histórica, para ele receber tutoria especial do Dumbledore de hoje em dia, que já é pré-histórico por natureza. Nas horas vagas ele também recebia aulas de sua irmã Schala, que apesar de ser quase tão boa quanto Janus na magia, não odiava a raça humana e nem queria exterminar os Limitados, portanto não estava apta a entrar na linha de sucessão do trono.

Ainda criança, Janus se encontrou com uma galera estranha com roupas esquisitas, e querendo entender quem caralhos eram eles, decidiu conversar um pouco pra ver se conseguia arrancar alguma coisa. Não conseguiu nada, já que Crono é mudo e só se comunica com a linguagem de três pontos que o Dr. Roberto inventaria 14.000.000 anos mais tarde. Vendo que aquilo ia dar em nada, Janus decide voltar para o seu treino que ele iria ganhar mais, só que no caminho ele e sua irmã Schala são sequestrados por Dalton, um cara que parece a Xuxa. O que ele queria? Ajudar sua rainha a dominar o mundo, é claro. E para isso, nada melhor do que usar a Máquina Mammon para ordenhar a energia mágica tanto dos herdeiros do reino quanto do planeta inteiro, deixar a rainha absorver a energia toda e virar um Kefka da antiguidade. O que Dalton e a Rainha Zeal não esperavam é que a Máquina Mammon iria ter um problema na rebimboca da parafuseta, pifar no meio do processo e explodir, mandando o reino todo abaixo. Mas não antes de abrir vários portais dimensionais para sabe-se lá onde, que joga todos os habitantes do Reino Zeal na cara de Lavos, pra ver se os caras se garantiam mesmo na magia. É claro que todo mundo é comido, com exceção de alguns poucos protegidos pelo roteiro. Janus é um deles, e ao fugir por um portal aberto enquanto Lavos comia gente aleatória, acaba indo parar na Idade Mérdia em pleno surto da peste.

Magus[editar]

Janus chegando na Idade Média, já botando o pau na mesa e cumprimentando os vermes insolentos com seu Dark Matter, só pra mostrar quem manda.

Na Idade Média, Janus adotou o nome de guerra de Magus, e logo conseguiu domar os místicos, um grupo de monstros deformados com afinidade mágica que conseguiram escapar por bem pouco da Inquisição se isolando em um continente no cu do mundo. Achando que aquele cara era um Deus, afinal conseguia soltar Big Bang Attack pela mão, eles estavam dispostos a seguir qualquer ordem de Magus. O objetivo principal de Magus era fazer Lavos acordar para conseguir se vingar, mas nisso ninguém poderia ajudar. Então para manter os seus asseclas ocupados e felizes, Magus ordenou que eles escravizassem os humanos e dominassem o mundo. Mas como não queria perder tempo com uma trivialidade qualquer como matar pessoas, ele escolheu um namekuseijin chamado Ozzie para ser o seu general e organizar a porra toda, enquanto ele ficaria em seu castelo pesquisando por rituais que o Guardião Universal chamaria de satânicos para conseguir despertar seu maior inimigo.

A guerra entre os místicos e os humanos durou uma eternidade, com mais humanos morrendo do que místicos, afinal uma magia é mais poderosa do que uma espada. A coisa só começou a mudar um pouco quando apareceram Cyrus e Glenn, que estavam conseguindo matar muito bicho com uma espada grande pra caralho conhecida como Masamune. Para não perder mais escravos, Magus deu cabo pessoalmente de Cyrus, e deixou Glenn para morrer, transformado em sapo e todo arrombado em um riacho.

Magus achou que enfim iria ter sossego pra brincar em seu castelo de fazer experimentos com o ouriço apocalíptico, porém aquele pessoal esquisito de 12.000.000 b.C apareceu de novo, dispostos a atrapalhar os planos. Como Magus não tolera vermes insolentes que entram em seu caminho, ele tentou matar todo mundo com Dark Matter, mas dessa vez a coisa não deu muito certo não. No meio da luta, Lavos fica puto por ter seu sono interrompido, e mesmo ainda com aquela tiriça de quem acabou de acordar, cria um monte de buraco de minhoca e manda cada um pra um período diferente da história. Magus acaba voltando para a sua época de origem.

Magus logo reconhece sua terra natal, e a primeira coisa que faz é procurar sua irmã Schala, mas ela ainda estava desaparecida. Só para desopilar, Magus decide matar Dalton, um dos responsáveis pela merda toda. Após matar, torturar e triturar (nessa ordem) seu velho amigo, Magus decide colher informações com sua mãe antes de matá-la. Para isso, ele adota o nome de Profeta. Por saber o que se passa no futuro e nunca errar suas "previsões", Magus vira o conselheiro pessoal da Rainha Zeal, e consegue descobrir vários nadas. A única coisa que ele sabia é que deveria matar de vez o ouriço destruidor de mundos, mas como nem seu Dark Matter daria conta do bicho, ele decide esperar pelo grupo de Crono, que com certeza iria aparecer, pra ver se eles davam uma força.

Agora com ajuda, Magus usa a Máquina Mammon para invocar Lavos, e acha que dessa vez daria bom. Porém ele não é o chefão final por acaso, e mais uma vez arromba todo mundo sem Gel Lubrificante Ai Meu Ânus. Por fim, como sempre, o ouriço abre um monte de portal e manda cada um pra uma época aleatória diferente. A exceção é Magus, que permanece em 12.000.000 b.C, mas acaba sendo jogado em uma geleira perdida no meio da pqp que ninguém sabe onde é. Por esse pequeno contratempo, Magus ficou desaparecido por um período, mas com certeza voltaria em breve.

Final[editar]

Após um monte de viagem no tempo e rolê de Vanderlei, Magus reencontra o grupo de Crono na colina do fim do mundo. Agora entendendo que nunca poderia executar sua vingança sozinho pois Lavos é cheatado, Magus dá duas opções para os protagonistas. Ele ou iria lutar contra Frog até a morte, pro sapo enfim conseguir sua vingança pessoal, ou ele estava disposto a se unir ao grupo, e com o poder da amizade, desafiar novamente Lavos no fim dos tempos. Se Magus for morto, ele morre, e não aparece mais. Mas se for aceito no grupo, ele perde 90% de seu poder para ficar balanceado, e se torna mais um personagem jogável disponível.