Mario's Time Machine

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Virtualgame.jpg Mario's Time Machine é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, alguém zera Metroid com 100% e descobre que a Samus é uma loira.

Terminator na18xjh1241qfr6udo2 500.gif

Porra, Barry!

Este artigo trata de algum indivíduo, bugiganga, energia ou qualquer outra porcaria
com a capacidade de viajar no tempo e transitar entre as realidades

E enquanto você lê, Link toca a Song of Time.

Mario: De Volta Para o Futuro
MariosBoringGame.png

Esse jogo não é o que parece

Informações
Desenvolvedor As Ferramentas do Software
Publicador As Ferramentas do Software
Ano 1993
Gênero Jogo educativo que seria muito melhor se não fosse
Plataformas MS-DOS, NES e SNES
Avaliação 0/0
Idade para jogar Pessoas que conseguem não morrer de tédio enquanto jogam esse jogo

Cquote1.svg Você quis dizer: Malleo Viajando no Tempo? Cquote2.svg
Google sobre Mario's Time Machine
Cquote1.svg Quem que achou que seria uma boa ideia fazer um jogo educativo com o Mario? Cquote2.svg
Qualquer um sobre Mario's Time Machine

Mario's Time Machine é um jogo educativo do Mario que arromba suas expectativas, já que pelo nome, podemos deduzir que vai ser aquele jogo fodão, mas na verdade, é um jogo onde o Mario viaja no tempo para fazer perguntas de história e o caralho a quatro, além de devolver os itens históricos pros seus próprios donos, como a maçã do Isaquias Nilton, um pedreiro bem famoso que inventou a gravidade, por exemplo. Vale ressaltar que uma das coisas que deveria salvar o jogo são os minigames de surf no estilo de Star Fox.

Desenvolvimento[editar]

Mario apreciando uma obra de arte

Houve uma era no mercado que deveria estar nos livros de história assim como o descobrimento do Brasil, onde a Nintendo estava vendendo os direitos dos seus personagens como água, e no meio dessas vendas surgiram pérolas como Hotel Mario, por exemplo. Um dia, um estúdio aproveitou e resolveu criar algo que só na cabeça dos desenvolvedores do jogo parecia algo inovador: um jogo educativo do Mario.

Se esse jogo existe, é porque a Nintendo, de alguma forma, aprovou o jogo, e assim como a caixa de Pandora, todo o mal se liberta quando esse jogo é jogado. No final, o jogo recebeu avaliações merdas pra caralho e até agora a empresa fica se perguntando porquê...


História[editar]

Gtk-paste.svg.png Aviso: Este artigo ou seção contém revelações sobre o enredo, como o fato de que o Mario tem uma máquina do tempo
Um dos momentos emocionantes do jogo

Um dia, Bowser resolve não raptar a Princesa Peach, mas sim, roubar a máquina do tempo do Mario, e o fato de um encanador ter uma máquina do tempo parece algo um tanto quanto normal, já que o Mario é podre de rico, então, ele deve ter gastado seu dinheiro numa máquina do tempo. Enfim, o Bowser rouba a máquina do tempo do Mario e rapta o Yoshi. Ele faz uma confusão danada pelo tempo, e agora, nosso amigão encanador vai ter que salvar o dia resolvendo perguntas de história e devolvendo os itens para seus respectivos donos. No final, o Mario limpa o estrago temporal do Bowser e o dia é salvo. Belíssima história, caiu até uma lágrima...

Personagens[editar]

  • Mário do Armário - Como o título já sugere, é o protagonista do jogo, além de ter uma máquina do tempo. Ele viaja no tempo para conhecer pessoas famosas e responder perguntas que envolvem coisas que elas fizeram no futuro, ou seja, o Mario já dá um baita spoiler para as pessoas sobre o que elas vão fazer no futuro.
  • Dinossauro Linguarudo - Foi a Peach da vez, e fora isso, não faz nada, só foi raptado pelo Bowser para ser salvo pelo Mario
  • Browser - O vilão do jogo, que roubou a máquina do tempo do Mario e fodeu com o futuro. Como é de costume, foi derrotado pelo bigodudo vermelho.
  • Ludwig Von Beethoven - Não se sabe o que ele iria fazer, só tem uns sprites não utilizados nos arquivos do jogo.

Ver também[editar]