Mihos

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Esta página se adequa à Nova Política de Conteúdo Sexual.
Conteúdo impróprio para menores de 18 anos! Tirem as crianças da sala! Este artigo tem conteúdo impróprio para menores!
Este artigo pode conter pornografia pesada ou leve. De preferência, leia-o de olhos fechados...

Se ele estiver cometendo uma infração à Política de Conteúdo Sexual, por favor, reporte à moderação.
Tutankamon.jpg

Este artigo é egípcio! Ele foi escrito num pergaminho sagrado e seu escriba é um sacerdote mumificado.

Não profane este artigo, ou a maldição do Faraó irá cair sobre você!

AmorFurries.jpg Este artigo foi escrito por furries!!

Por isso, é possível que ele contenha referências a raposinhas, Pokémons ou até mesmo Ursinhos Carinhosos sendo sodomizados por cavalos. Caso você tenha medo de furries, arme-se com um lança-chamas e NÃO leia a pagina abaixo.

DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ...Mihos é na verdade Ares depois que fugiu pro Egito?

Cquote1.png Você quis dizer: Ninhos de passarinho Cquote2.png
Google sobre Mihos
Cquote1.png Gatinho bonitinho! Cquote2.png
Carla Perez sobre Mihos
Cquote1.png Deus da guerra é? humm... Cquote2.png
Kratos sobre Mihos
Cquote1.png Ele é quente! Cquote2.png
Egípcia sobre Mihos

Mihos (ou também Maahes, Mios, Maihes e Mahes) é o deus egípcio da guerra e do calor do verão e protetor de famílias ricas do bairro nobre.

Descrição[editar]

Mihos era representado como um homem com cabeça de leão, empunhando uma faca perfeita pro combate, e também usando uma coroa ou um disco voador solar na cabeça. Outra representação menos famosa dele o retratava quando este estava se alimentando, ou seja, comendo alguém. Seu local de culto era Leontópolis, que significa "cidade dos leões" (ha vá, é mesmo?).

Mihos não fazendo porra nenhuma.

Esse local fica no baixo Egito, onde os leões eram sodomizados domados e estrupados tratados no seu templo. Ele também era venerado em outras porradas de lugares, que eu não vou ficar citando aqui (se quiser saber disso, pesquise no google).

Além disso tudo, Mihos também tinha diversos nomes como: "Senhor do Massacre", "Portador da faca AK 47", "Senhor Escarlate" e Ares "Senhor da Matança".

História[editar]

Apesar de todos esses nomes que você viu ali em cima, Mihos era um cara gente boa e só punia os malucos que faziam merda, resumindo, todos o manolos que desobedeciam as ordens de Ma'at. Por conta disso, Mihos também recebeu o nome de "Vingador dos Erros", "Ajudante dos Sábios" e "O Gentil".

Mihos era filho da deusa Bastet ou Sekhmet, e por isso, acabou puxando suas características furrys. No entanto, seu pai era desconhecido, pois ninguém conseguiu descobrir quem era o sujeito, embora alguns digam que foi Pintar Ptah ou Ráááááááá. Como Mihos era um exímio guerreiro, Rá acabou por contratar seus serviços para se defender de uma cobrona. E Mihos ganhava muito bem, tanto que até hoje ele ainda está no emprego.

A história de Mihos também é marcada com muita confusão e agitação, já que ele era confudido o tempo todo com outros deuses como: Nefertum, Shemsu e Onúris (que era um deus da guerra também). Essa confusão deixava Mihos puto, afinal, os caras eram tão burros que não sabiam nem a que deus adorar, mas como Mihos era gente boa, ele nunca puniu seus servos com o sofrimento eterno.

Ver também[editar]