Nêspera

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Besteira
Nêsperas te olham bem antes que você as veja.
Nêsperas te olham bem antes que você as veja.
Classificação científica
Reino: Plantinhas
Superdivisão: Plantas com esperma
Divisão: Anjo esperma
Classe: Eudissecotia
Subclasse: Rosinhas
Ordem: Risólis
Família: Roçaeae
Gênero: Arriabota
Espécie: Nêspera
Arriabota jaboticabas

Nêspera, popularmente conhecida como nem espera, a frutinha que faltava se dependurar nos galhos das páginas da sua wiki preferida... bom, na verdade ainda faltam muitas nessa fruteira, mas essa é das que ficam olhando pra você a cada cinco quarteirões ou menos, dependendo em que local do Brasil você mora, dessa forma, já deveria estar destilando o pólen de suas florezinhas por aqui há tempos.

Origem[editar]

Alguns dizem que ela saiu do Japão e veio dar aqui e em outras partes do globo, mas aqui ela semeou como em nenhum outro lamaçal da mãe Terra, não se sabe por que, ou sim, aqui tudo acaba dando, mas dando muito... Por isso aqui nunca há inflação por motivo de falta de produtos, é sempre por excesso deles e a falta de grana pra que ao menos metade seja comprado e consumido (capitalismo é assim amigão). Bem, pelo menos as nêsperas, frutinhas para a qual poucos ligam, são adubos muito bons, fazem pouca sujeira e aquelas coisas todas que árvores frutíferas propiciam, incluindo rinite alérgica quando as florezinhas se arreganham largando pólen.

Alguns dizem que ninguém levaria nêsperas pra lugar nenhum, ainda mais do outro lado do mundo, por não ser das que duram muito tempo e precisam de ar livre pra maturar legal, mas há teorias de que saíram do Japão e deram aqui se enterrando de vergonha de outras frutas maiores e mais sumarentas (vulgo: suculentas), mas se enterraram tanto que acabaram saindo do outro lado, uma estória mais sem noção que as de lendas de índio sobre as origens da vida, o universo e tudo mais, então é melhor deixar esta sessão bem pequena mesmo, antes que saia mais bobagem...

Ao contrário desta sessão, as sementes de nêsperas são bem grandes, tomando mais da metade do bendito fruto. São lisas e se olhar do espelho com uma no bico, parecerá que está comendo um besourão marrom metálico.

Consumo ou sem sumo[editar]

Isso não é um besouro, é uma semente de nêspera.

Pouco sumo mesmo, mas não das mais ressequidas. As nêsperas, malgrado o citado na sessão anterior, são vendidas, e creia: são compradas, pois os frutos a venda são os que têm mutações genéticas mais bonitos e graúdos, ao contrário dos morangos e uvas, que volta e meia estão possuídos por algum fungo alienígena, então não é bem que ninguém liga para as nêsperas, mas é que quando ela dá num lugar, ela acaba dando pra caramba.

Compra quem aprecia e não tem tempo, disposição e habilidade para trepar nas árvores... trepar é modo de dizer, pois as árvores não crescem muita coisa, até são bastante bonitinhas, desde as cores e formatos das folhas, até a disposição dos galhos, que são bem direitinhos, sem espinhos e com poucos nódulos. Talvez pirralhos precisem subir, mas deveras as nespereiras não crescem muito. O nome dela lembra pera (véspera também, mas deixa quieto) e ela se parece com uma pera pequena [carece de fontes], contudo, o sabor é bem diferente e a coloração mais forte, indo do amarelo ao alaranjado.

Dão (mas vive dando essa fruta...) um ar da graça e fazem bem menos sujeira que as amoras, framboesas e outras frutas, vide a pequena sessão anterior. Também fazem nêsperas em calda, mas é bem difícil encontrar nas prateleiras, ao lado dos abacaxis sem coroa e pêssegos sem ser em calda, mas se tiver paciência, dá pra fazer você mesmo, oras: se tu tem saco pra ver gameplay de Minecraft, o que é enfiar umas nêsperas num vidrinho com água e açúcar? Ainda dá pra usar a receita num feitiço maroto, já que as nêsperas também deixam trabalhos assim bastante vistosos, por causa daquela cor amarelo-vivo.