Riad

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Riad, localizado no grande deserto de Ar Riyad, é o lar de inúmeros barbudos que possuem o maligno objetivo de controlar o cartel mundial da venda e compra de petróleo, a chamada OPEP, que possui sede na cidade de Riad. A cidade lembra muito aquelas fases de deserto em Sonic, cheia de petróleo e perigosas refinarias com tecnologia do século passado.

Assim como Brasília é para o Brasil, Riad é para o mundo árabe. Apesar de ser a capital, ninguém conhece essa cidade. E da mesma maneira que os Estados Unidos bombardiaram Buenos Aires durante a invasão ao Brasil, os americanos bombardearam Bagdá durante a invasão à Arábia Saudita.

História[editar]

"Arabian Trade Center"

A atual Riad foi um antigo oásis, aonde beduínos de todas as partes se reuniam para praticar orgias em harens com milhares de mulheres. Aos poucos aquele pequeno acampamento foi aumentando e se tornando o esconderijo ideal dos mouros que fugiam da Inquisição. Fundamentalistas perseguidos, bandidos do deserto e dementes em geral, também conseguiam ser acolhidos em Riad.

Durante o Império Persa, Riad foi uma de suas capitais e chegou a ser governada por Rodrigo Santoro até a derrota do império durante as invasões gregas comandadas por Leônidas. Séculos depois, durante a Revolução do Habib's, os árabes expulsaram os otomanos do deserto e fundaram a cidade de Riad como a capital daquelas centenas de tribos beduínas.

Centro de Riad

Apesar de já ser a capital, a soberania de Riad só veio após o famoso Golpe de Estado de 1918, financiado pelo Reino Unido durante a Primeira Guerra Mundial, que unificou os beduínos, assaltantes, sheiks e maníacos sexuais de toda Arábia sob o poder de Riad, e cidades sagradas como Meca, Medina, Bagdá e Jedah servem de disfarce para distrair as forças do inimigo. Riad se orgulha em ser a única cidade do mundo árabe que nunca foi invadida pelos espanhóis.

Política e Governo[editar]

Riad é a sede do governo do Oriente Médio e suas repúblicas autônomas. O governo é feito de maneira absolutista-indireta pela Al-Qaeda, que disputam com uma oposição de mais de 30 partidos políticos, em sua maioria fundamentalistas e com milícias e braços armados.

O atual governador da cidade é Jafar, e o presidente do país Osama Bin Laden.