Seabórgio

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Seabórgio
Seaborgium.jpg
Uma saia de seabórgio, para a nerd gostosa que quer atrair só os químicos mais antissociais
Símbolo, número Sg, 106
Série Propriedades desconhecidas
Principal isótopo 269Sg
Propriedades atômicas
Massa atômica (269) cus
Dureza Desconhecida
Nível de radioatividade Altíssima
Nível de toxicidade Altíssima
Propriedades físicas
Comestível? Não recomendado
Inalável? Não recomendado
Posso passar na pele? Não recomendado
Onde encontrar laboratórios
ponto de fudição Dado irrelevante
ponto de rebuliço Dado irrelevante
Coisas de quadrinhos
Probabilidade de te transformar num super-herói Sim (C-3PO)



Seabórgio, eka-tungstênio, eka-wolfrâmio e outros nomes invocados é mais um elemento químico sintético e desnecessário, com 106 prótons e 106 elétrons secretamente utilizados na produção de ciborgues para o imperialismo espacial, embora a IUPAC negue.

História[editar]

O seabórgio foi sintetizado por dois laboratórios ao mesmo tempo de duas superpotências rivais, o que mostra o quanto os cientistas eram rápidos no que se tratava de Guerra Fria. Em junho de 1974, em plena Copa do Mundo uma equipe russa sintetizou o elemento após ser dita pelo fantasma de Stalin que só poderiam assistir os jogos depois da tarefa de casa pronta, e assim o pessoal tacou o foda-se bombardeando isótopos de chumbo grosso com íons de cromo espalhafatosamente colorido-54, gerando uma bugiganga estranha de 106 prótons e 106 elétrons.

Apenas três meses depois, a equipe do cientista americano com nome de pizzaiolo, Albert Ghiorso do Hotel California de Berkeley fez um isótopo similar que durou apenas um segundo (o dinheiro da época era mal aplicado hein) bombardeando hambúrguer californiano vencido-249 com oxigênio-18.

Foi então que os americanos sugeriram esse nome escroto seabórgio, em homenagem ao cientista e pioneiro na produção de andróides Glenn T. Seaborg, sem a qual sua descoberta do plutônio o imperialismo americano não seria possível. Porém esse cara ainda era vivo e os russos se recusavam dar ele a chance de ficar metido às custas do elemento. A IUPAC para ferrar com todos estudantes adotou o termo cheio de consoantes unnilhexium até que por fim um comitê decidiu ficar em cima do muro, decretando que ambos laboratórios seriam creditados pela descoberta, só para causar ainda mais pancadarias.

Tudo parecia continuar a mesma zona, quando finalmente em 1997 resolveram ir com o seabórgio mesmo, pela preguiça internacional de sugerir um nome mais fashion e menos complicado. A sigla "Sg" foi um tributo às SuicideGirls, grandes inspirações de ambas equipes, uma das poucas coisas que uniam o mundo ocidental e oriental.

Características[editar]

O seabórgio é um elemento transurânico (qualquer merda que venha depois do número 92 é transurânico, então isso não quer dizer muita coisa) e radioativo, muito mas muito radioativo mesmo. Sendo um elemento fictício conhecido apenas pela Ordem Jedi, imagina-se aqui na nossa galáxia que o seabórgio é metálico e sólido, cujo isótopo mais estável é o Sg-266 com meia-vida de 21 segundos, duração de uma punhetinha de cientista.