Super Aguri F1

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Super Aguri F1 faliu!
Graficozero.JPG Nem o Silvio Santos quita suas dívidas!

Veja outros que ficaram no vermelho.


Cquote1.svg Esses pilotos japoneses são ruins pra caralho!! Cquote2.svg
Capitão Óbvio sobre Super Aguri

Cquote1.svg Essa área de escape tinha que ter em todo circuito Cquote2.svg
Galvão Bueno sobre áreas de escape de asfalto, da qual as Super Aguri usufruem constantemente

Super Aguri F1 era uma equipe B da Honda, mas que mostrou de uma vez que a Honda é tão fuleira, que seus carros B são melhores dos que o A. Para não pagar esse mico a Honda A pagou para a Honda B (Super Aguri) parar de ficar na sua frente, logo as duas equipes colecionam péssimos resultados.

Sai de perto que esse carro dá azar


História[editar]

A Super Aguri surgiu em 2006, quando a Honda comprou por dois reais os carros da British American Racing (BAR), e igual a Red Bull, a Honda tinha quatro carros e para disfarçar, chamava sua segunda equipe de Super Aguri (homenagem ao piloto japonês mais pedreiro e sinistro de todos os tempos!).

Como podia se esperar, a Super Aguri usa o ferro velho da equipe falida Arrows.

Até que a Super Aguri não bate muito seus carros. Eles preferem passeios pela brita

A Super Aguri em seu início usava um chassi cópia da Honda, mas como viram que isso não daria futuro, passaram a copiar outras equipes que não mantêm sigilo de seus carros, nessa época conseguiu quatro pontos (uns quatro oitavos lugares com quebras de TODOS os carros). Isso espantou a todos. Como é possível uma equipe fuleira dessa marcar pontos?

A cúpula da FIA se reuniu e inventaram uma regra, dizendo que a Super Aguri estava copiando bólidos de outras equipes e multou a Super Aguri com alguns trocados furados.

Sem poder mais plagiar outros carros, a Super Aguri plagiou a Arrows de 2002, um ÓTIMO carro.(Essa bosta pode plagiar, declarou a FIA), acabando com todas as esperanças nipônicas, e desde então, a Super Aguri disputaria as últimas posições com a Spyker e o Rubinho Barrichello com a sua Honda.

Final[editar]

Após o GP da Espanha, o diretor da Honda teve um acesso de piriguetismo, por ter ódio de sua equipe B, que pontuava mais que a sua Honda,falando que não deixaria as carroças puxadas a japas entrarem no circuito, e pá, acabou-se a humilde Super Aguri. Takuma Sato agora está desempregado, porém rumores dizem que ele poderá ser o próximo piloto de carros de crash-tests (especialidade dele). A pequenina japonesa abandonou a categoria, deixando fãs e saudades em nossos corações, que sempre irão lembrar das lambanças causadas por esses japas.