Super Mario 64 DS

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Virtualgame.jpg Super Mario 64 DS é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, a Ellie passa correndo na frente dos zumbis


Super Mario 69 Doggy Style
Super Mario 64 DS cover.png

Capa do jogo. Personagens apostando uma corrida para ver quem chega primeiro no quarto da princesa

Informações
Desenvolvedor Nintendo
Publicador Nintendo
Ano 2004
Gênero plataforma e umas pitadas de Mario Party
Plataformas Nintendo DS
Avaliação 5/10
Idade para jogar Inadequado (temas sexuais, bebidas alcoólicas, jogos de azar e apologia ao uso de drogas alucinógenas)

Super Mario 64 DS é um remake do Super Mario 69 para um minigame chamado Nintendo DS. Apesar do grande sucesso do original, esse remake na verdade é um jogo todo novo cheio de besteiras que ninguém pediu, por isso terminou sendo um jogo amplamente desconhecido. Quanto ao título desse remake, não se sabe ainda o motivo do "64" no nome, não foi feito nem em 1964 e nem tem apenas 64 bits.

Desenvolvimento[editar]

O bolo continua sendo uma mentira.

Na falta de criatividade para fazer algo novo para o Nintendo DS que só tinha jogo merda até então, decidiram copiar e fazer um port de um jogo de sucesso do N64 para ver se o portátil vendia alguma coisa. O plano, porém, fracassou, pois os moleques doidos do Nintendo 64 jamais comprariam esse remake, primeiro porque eles são duros e não tem grana para comprar um Nintendo DS, e segundo porque como nerds, eles são alucinados pelo original, e constantemente se reúnem em praça pública para queimar exemplares de Super Mario 64 DS.

Os gráficos do Super Mario 64 DS são baseados em 64-bitchs de memória. Se por um lado o jogo está mais detalhado que o original, naquela minúscula telinha do DS isso não faz a menor diferença...

Jogabilidade[editar]

Algumas coisas foram modificadas em relação ao Super Mario 64 original. A jogabilidade da versão para DS ignora completamente a porra do analógico e obriga o jogador a ficar esfregando os dedos na tela sensível do portátil criando uma situação absolutamente desconfortável de jogar esse jogo, sem contar que metade da tela é ocupada por um mapa gigante ao invés de algo mais útil.

A opção de usar até 4 personagens é a grande novidade. Apesar de na prática todos serem bem similares entre si, sendo apenas uma novidade que precisou ser forçada ali para não ficar um jogo 100% copiado do original.

Minigames[editar]

Luigi ensinando jogos de azar para crianças.

Mas o que define esse jogo como único são os vários minigames de Mario Party espalhados pelo castelo da princesa, pois há vários coelhos (símbolo da fertilidade) espalhados por ali que carregam chaves que abrem minigames vagamente divertidos. Essa opção besta foi criada só para dizer que criaram algo de novo nesse remake...

Enredo[editar]

Dessa vez a Princesa Peach decide organizar uma grande suruba, e chama Mario, Luigi e Wario para provarem o seu delicioso bolo. Bowser, irritado por não ter sido convidado para a festa, revoltado rapta Princesa Peach, trancando-a em seu próprio quarto, estuprando-a constantemente, fazendo novos Bowser Jrs. enquanto espera Mario e seus amigos.

Logo de cara Mario, Luigi e Wario se dão mal, e acabam precisando da ajuda de Yoshi, que habita os telhados do castelo da princesa, e depois de conseguir uma chave também decide embarcar nessa aventura-comédia—romântica-erótica que é esse jogo.

Cada um dos quatro personagens devem usar suas habilidades idiotas para pegar estrelas naqueles mesmos mundos que você conhece. Os nerds viciados que decoraram cada centímetro de todo o Super Mario 64 vão encontrar várias surpresas e modificações como modificações de cores de paredes, mais Toads, além do fato de que a Peach parece mais sexualmente experiente. Você pode usar peidos para matar Goombas e os Boos estão mais tenebrosos.

No jogo você deve coletar 150 estrelas para conseguir entrar no quarto da Peach, matar Bowser e provar do delicioso bolo da princesinha.