Telegram

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Images2332.jpg

Este artigo é sobre mais um daqueles trecos que viraram modinhas na internet.
E as pessoas nem sabem porque usam isso.


Típico usuário do Telegram

Cquote1.svg Você quis dizer: WhatsApp Azul? Cquote2.svg
Google sobre Telegram
Cquote1.svg Você quis dizer: WhatsApp comunista? Cquote2.svg
Google sobre Telegram
Cquote1.svg Você quis dizer: Aplicativo para usar quando o Whatsapp cai? Cquote2.svg
Google sobre Telegram
Cquote1.png Experimente também: Telegrama Cquote2.png
Sugestão do Google para Telegram
Cquote1.svg Telegrama legal gentii, óiaa! Cquote2.svg
Gugu sobre Telegram
Cquote1.svg Quem quer dinheiro??? Cquote2.svg
Silvio Santos sobre aviãozinho do Telegram
Telegram (Telegrã ou Telegrama) é mais um aplicativo modinha de chat disponível para celulares. Ele permite, além de conversar com seus miguxos, enviar fotos, vídeos, conversar por voz, etc. Na verdade: permitiria se outras pessoas usassem o aplicativo, mas normalmente após instalá-lo, você se depara com o mais completo vazio existencial da face da Terra.

O Telegram foi criado em 2013 por russos. Por isso é tão foda e também tão antissocial. Sempre foi gratuito (ao contrário do ZapZap), mas ninguém faz nada de graça e é utilizado pela KGB para coletar dados a níveis mundiais (coletaria se alguém usasse ele).

Consiste em uma cópia descarada do WhatsApp mudando a cor de verde para azul. Além desta mudança de cor, ele tem o código aberto, por isso é defendido por hordas de nerds fanboys em sites de tecnologia que defendem suas funcionalidades exclusivas (funcionalidades estas que não servem pra nada). O grupo de usuários do Telegram é o terceiro menor grupo humano conhecido, ficando atrás somente da torcida do Santos e do clube papal.

Características[editar]

  • Envia qualquer tipo de arquivo.
  • Pode ter grupos com até 2.000 membros: todos os usuários do Telegram poderiam estar em um mesmo grupo.
  • Todas as conversas são criptografadas: é impossível sua leitura por terceiros, somente o destinatário, a máfia russa, o Vladimir Putin e os hackers do PT e do Piçol podem lê-las (podendo, inclusive, ter seus diálogos publicados pelo IntercePT).
  • Existem bots: já que não tem usuários pra conversar, você conversa com algoritmos.