Terceira Geração de Consoles

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Resumo dessa geração.

Terceira Geração de Consoles ou Era 8-bits é o terceiro capitulo da história dos videogames e é quando as batalhas começam. A geração começou em 15 de julho de 1983 quando a Sega resolveu lançar seu Master System 0 e a Nintendo o tal do Famicom no mesmo dia lá na terra do sol nascente. Inicialmente o negócio ia bem (pra Nintendo, claro) até que as empresas cansadas de verem apenas olhos puxados a sua volta, foram se intrometer no mercado Americano, e em outubro de 1985 a Nintendo lança o Nintendinho (uma versão mais feia do famicom) e a Sega o Master System (um console totalmente desconhecido para o mundo ocidental), e aí começa toda essa putaria de qual é o melhor console de todos.

História[editar]

Crash de 1983[editar]

Loja de videogames em 1983.

No dia 8 de abril de 1983 ocorreu uma reunião onde se reuniram todos os representantes das empresas de games para anunciarem sua falência simultaneamente, a Atari que era dona de dois consoles, dois computadores e da industria de fliperamas acabou apenas enxergando o dinheiro e não na quantidade de trabalho que teria depois para pagar os diversos impostos de exportação, não foi a toa que teve que parar a produção de mais da metade de seus produtos, e agora tem a cara de pau de fazer mais um console para a terceira geração.

Sega indo no caminho errado certo.

Algumas empresas decretaram falência até 1985, mas até lá, ninguém tava nem aí para elas, pois Mario já estava nas prateleiras das lojas para ser comprado. Uma outra coisa era a falta de qualidade nos consoles feitos a partir de 1983, claramente podemos ver isso no SG-1000 da Sega, pois o console parecia um aparelho feito durante a Primeira Guerra Mundial de tão mal feito que ele era.

Sega vs Nintendo[editar]

Nintendo vendo sega se dar mal.

A Nintendo já estava enchendo linguiça desde a Primeira Geração de Consoles, o Famicom foi uma tentativa de fazer que os consoles dominassem o mundo dos games, um plano bem sucedido devido a compra de muitos jogos de fliperama também estarem no NES. Já a Sega era cega por natureza, começou a fazer o SG-1000 com ideias de engenharia tiradas do Magnavox Odyssey, seu console foi considerado fraco e acabou por estar na lata do lixo no final da geração, mas a Sega não parou por aí, iniciou o projeto super secreto e lançou-o no mundo inteiro, não tão bom quanto a rival, mas estava quase lá.

Desde 1981 a Nintendo tem uma tara por macacos e encanadores, o jogo Super Mario Bros. lançado em 1985 fez com que Mario, um herói gordo e encanador italiano fosse o mascote da gigante japonesa. Do outro lado Alex Kidd, uma criança fujona e consumidora de LSD era o mascote da Sega.

Consoles[editar]

Nintendista vendo os gráficos do NES pela primeira vez.
  • SG-1000
Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: SG-1000

Lançado em 1983 no Japão, era um conversor de jogos de fliperamas para o aparelho da Sega que era mais lixo do que o próprio fliperama. O console é totalmente desconhecido porque não vendeu nada, dizem que debaixo dos escritórios da Sega existe um acervo de SG-1000 empoeirados.

  • Nintendinho/NES
Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Nintendinho

Também chamado de Nintendo Entertainment System, foi lançado em 1983 no Japão sob o fofo nome de Famicom (computador da família) e nos Estados Fudidos como NES, apenas chegou no Brasil em 1993 e é chamado idiotamente de Nintendinho, porque de pequeno não tem nada. O console ficou famoso por causa de trilogia Super Mario Bros, na qual definiu os Nintendistas, pessoas que gostam de ingerir cogumelos, salvar princesas e matar tartarugas.

Seguista vendo os gráficos do Master System pela primeira vez.
  • Master System
Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Master System

Lançado em 1985 em todo o mundo, exceto do cu do mundo. Foi um reboot do SG-1000 e segunda tentativa da Sega de se dar bem no ramo de consoles. Inicialmente foi bem nas vendas, mas restou apenas a bizarrice do console como característica marcante, acredita-se que o console não foi um grande sucesso devido a falta de jogos legais, segundo uma pesquisa feita no Japão, pessoas gostavam mais do Brick Game do que o Mater Syster.

  • Atari 7800
Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Atari 7800

Lançado em 1986 pela Atari, apenas entrou nessa geração por dó. Seu fracasso sucesso se dá pelo fato de muitos jogos disponíveis da geração passada, já os exclusivos não existem, porque nem a própria Atari fez algum, dando esse trabalho para outras desenvolvedoras.

Comparação[editar]

Nome SG-1000 Nintendinho Master System Atari 7800
Fabricante
Sega
Nintendo
Sega
Atari
Imagem
Sega SG-1000.jpg
Nes desmontado.jpg
MasterSystem.jpg
Atari 7800.jpg
Preços de Lançamento ¥15.000 ¥14.800
$199,99
CR$599,99
¥24.200
$199,99
NCz$1500
$140
Vida JP: 1983-1985 JP: 1983-2003
AN: 1985-1995
EU: 1986-2003
BR: 1985-2003
JP: 1985-1989
AN: 1985-1991
EU: 1987-1996
BR: 1989-2018
AN: 1986-1992
Maior Best-Seller - Super Mario Bros., 40 milhões Hang-on/Safari Hunt, 17 milhões Pole Position II
Retro-compatibilidade não não SG-1000 (versão japa) Atari 2600
Acessórios
  • Controle de bike
  • Pegador de cartas
  • Pistola de fogo
  • teclado
  • Famicom disk system
  • Controle com stick
  • Luva destruidora
  • Óculos 3D
  • NES satélite
  • NES zapper
  • Tapete de dança
  • R.O.B.
  • Zapper da Sega
  • Óculos 3D
  • controle de Stick
  • Chip de 1000 em 1
  • Pro controler
  • Um cabo (?)
  • Controle do NES
  • Controle para esportes
  • Zapper da Atari
Vendas Totais 160 mil 61 milhões 17 milhões -

Ver também[editar]