The Witcher 3: Wild Hunt

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de The Witcher 3)
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg The Witcher 3: Wild Hunt é um jogo virtual (game).

Enquanto você lê, um treinador joga uma masterball no Mewtwo.


Witcher 3
Witcher 3 capa premiada.png

Capa da versão completa e premiada do jogo

Informações
Desenvolvedor CD Projekt RED
Publicador Warner Bros. Interactive Entertainment
Ano 2015
Gênero Simulador de side-quests. Deixe para salvar Ciri depois
Plataformas Pra tudo
Avaliação 80%
Idade para jogar Para criancinhas

Cquote1.png Qual dessas opções de diálogo resultará em sexo? Cquote2.png
Jogador sobre Witcher 3
Cquote1.png Mas quem é esta Siri? Cquote2.png
Jogador que não leu livros sobre Ciri
Cquote1.png O jogo terá um mapa 30 vezes maior que o de Skyrim! Cquote2.png
Desenvolvedores no início do projeto do jogo
Cquote1.png O jogo terá um mapa 10 vezes maior que o de Skyrim! Cquote2.png
Desenvolvedores, durante a criação do jogo
Cquote1.png Nossa! O cabelo e a barba crescem! Cquote2.png
Motivo de alguém ter comprado o jogo cujo mapas não são maiores que Skyrim
Cquote1.png Certo, vou salvar sua família. Mas antes... deixe-me roubar todas as bebidas e comidas de sua casa Cquote2.png
Geralt, aceitando mais um contrato de bruxo

The Witcher 3: Wild Hunt é jogo beta que é utilizado como plano de fundo para o desenvolvimento de um card game denominado Gwent, que ainda está em fase de desenvolvimento, e Witcher 3 é, portanto, quando não se está no jogo de cartas, um pornô-hentai muito bem sucedido, sendo o primeiro jogo de sucesso da franquia The Witcher que desconhecida até então fica amplamente famosa após esse jogo. Criado pelos polacos da CrossDreassing Project RED, é a sequência de The Witcher 2: Os Assassinos do Queijo, estrelando o já notório gigolô Geralt de Rivia, agora se aproximando da aposentadoria. É um jogo aclamado por criancinhas pueris que se contentam em ficar 30 minutos andando de cavalo ou mais tempo ainda velejando de barco, realizando exaustivamente a mesma variedade de meia-dúzia de repetitivas missões.

O jogo destaca-se pelo realismo de seus excelentes gráficos, de modo que o mundo imaginado por Andrzej Sapkowski é fielmente retratado, um lugar onde absolutamente todas as mulheres do mundo são gostosas peitudas e rabudas (incluindo as idosas). O cavalo também é de um realismo impressionante, sendo o Carpeado bem burro igual a um cavalo mesmo. Outro fator interessante que contribui com o realismo que foi tão bem premiado é que 80% dos personagens NPCs foram dublados por Orlando Drummond (vulgo Seu Peru).

Jogabilidade[editar]

Jogabilidade de Witcher 3 quando você está jogando sozinho em seu quarto.
Jogabilidade de Witcher 3 quando seus pais aparecem pra te assistir jogando.

The Witcher 3 é um grande simulador de seguir pegadas vermelhas e correr feito um maluco por aí, um jogo de mundo aberto cujo principal objetivo é comer o máximo de putas possíveis. Para que o jogo não se resumisse a um hentai descontextualizado, um enorme mundo foi criado para justificar a putaria, e assim há diversos reinos, monstros e personagens para tornar o mundo mais crível.

O sistema de física do jogo é realístico, pois enquanto Gerard pode aguentar múltiplos golpes de um monstro feroz, ele morre se cair de uma plataforma de 3 metros de altura, sendo ele conhecido também como Geralt, Canelas de Vidro devido a esta evidente fraqueza. Enquanto nos aventuramos por este mundo procurando putas para comer e destravar as cenas de sexo explícito do jogo, devemos combater gigolôs rivais e monstros estupradores de donzelas, usando espada de aço para matar humanos e espadas de prata para os monstros. Você tem 3 fraturas expostas com deslocamento? Coma dois sanduíches e você estará bem. Eu me pergunto o que parece isso do ponto de vista do inimigo "Onhomom nhac chomp, um momento, vou comer apenas um sanduíche de frango, omomom. Bem, nós podemos lutar". Claro que, tendo 1 pão e 1 frango, não podemos fazer sanduíches de frango com eles, porque Geralt tenta cortar o pão com a espada e isso não dá certo.

Visto que este não é o maior foco do jogo, os combates são bem simples e consistem em "bater, bater, dar pulinho pra trás, bater, bater, dar pulinho pra trás", repetindo este processo com todos inimigos do jogo, inclusive o último chefão. Caso você falhe em executar o complexo sistema de combates baseado em "bater, bater, dar pulinho pra trás", você sofrerá dano e sua barra de HP diminuirá, mas por ser um bruxo, Geralt é capaz de curar hematomas, cortes e ferimentos dos mais variados tipos incluindo intoxicação apenas ingerindo água.

Ainda para combates, Geralt pode usar uma variedade de 5 sinais mágicos: O Aard, uma rajada telecinética que move nuvens e destrói paredes de tijolos finos, mas usada contra um inimigo é inútil; Igni, uma rajada de fogo que não inflama nada. Até seria útil para acender uma fogueira para o churrasco, exceto que Geralt prefere provar com prazer a carne crua tirada diretamente dos lobos mortos sem a necessidade de cozinhá-la; Yrden, um círculo de lâmpadas ultravioletas no chão que deveria desacelerar os inimigos, mas apenas deixe o jogador tentando atrair os inimigos para dentro desse círculo e depois não ver nenhum efeito. Quen, um escudo que torna Geralt invencível, para se vingar dos fantasmas.; Axii, o mais útil dos poderes, é uma dose de drogas poderosas que afeta a mente do inimigo, permitindo que Geralt o atinja repetidamente. Muitos jogadores zeram o jogo inteiro usando apenas esse sinal, morrendo para os constructos, que são robôs imunes a drogas.

O jogo prima pelo realismo e todas cutscenes foram feitas com atores reais.

Outro elemento único do jogo é a enorme variedade de trajes. Pedaço do jogo claramente destinado ao público feminino de jogadores. As armaduras consistem em chinelos, calças, casacos de pele de carneiro e luvas, que podem ser encontrados no jogo em demasia. Estas vestem vem em cores diferentes e nós podemos combiná-los de qualquer maneira, o que efetivamente dá a Geralt a habilidade de exterminar imediatamente os oponentes - que caem no chão aos risos vendo um assassino de monstros vestido de palhaço.

Geralt, além de arruaceiro e comedor, é também um crackeiro e quanto mais noiado ele fica mais ele se convence que pode, por exemplo, soltar fogo ou farejar o fedor do sovaco de monstros que se pretende perseguir. O jogador pode fabricar poções a partir de ervas alucinógenas coletadas livremente no cenário e depois consumi-las para ficar doidão. É bem verdade que ninguém vê o Geralt ingerindo, fumando ou injetando essas drogas em momento algum, o que nos leva a deduzir que os bruxos enfiam todos aqueles potes de poção no cu para que o efeito seja assimilado instantaneamente pelos seus intestinos grossos.

Há ainda os elixires, que são uma espécie de vodka fermentada de longa duração criada a partir das tripas apodrecidas de monstros mortos. Consumi-las garante a Geralt os poderes das criaturas mortas.

O que mais tem no mundo de The Witcher é gente sumindo. Não existe uma aldeia sequer onde não existe alguém desaparecido precisando ser encontrado, então para fazer dinheiro devemos concluir umas side-missions denominadas de "contrato de bruxo". Você sempre precisará fazer a mesma coisa: Achar o corpo destroçado do desaparecido. Seguir pegadas. Matar um monstro na base do "porrada, porrada, passinho pra trás". Pegar seu dinheiro (as vezes com uma ou outra coisinha a mais, como ter que esperar anoitecer ou conversar com alguém.

Gwent[editar]

Witcher 3 é um jogo de escolhas morais difíceis.

Cquote1.png O mundo está em perigo, a Caçada Selvagem vai matar a todos. Preciso salvar Ciri. E há um monstro atormentando o vilarejo. Mas... Que tal uma partida de Gwent? Cquote2.png
Geralt

A única parte realmente relevante deste jogo é o gwent. Uma versão de Magic: The Gathering, só que sem regras, vencendo aquele que tiver mais cartas boas. Suas chances de ganhar crescem em proporção direta ao número de cartas épicas que você tem. A estratégia básica é construir um baralho com o maior número possível de espiões que lhe farão ter um bilhão de cards e assim você arrasar seu adversário.

Enredo[editar]

Introdução[editar]

Como ninguém normal jogou Witcher 1 ou Witcher 2, a história de Witcher 3 é contata de maneira a dispensar qualquer necessidade de conhecer os dois primeiros jogos, então nada melhor e mais clichê do que fazer o protagonista estar sofrendo de amnésia. O jogador controla Geralt de Rivia, um gigolô cujo objetivo é comer o maior número de mulheres gostosas possíveis. Toda a riqueza das obras do autor Andrzej Sapkowski são arremessadas numa fogueira para que toda a história seja utilizada apenas de pano de fundo para que missões de matar monstros sejam realizadas por até 100 horas de gameplay.

O jogo começa com um tutorial que apresenta ao jogador para o sistema de combate fantástico do jogo, que inclui apologia a drogas sintéticas poderosas. Ao terminar o tutorial o jogador conhece Geralt, um bruxo (nome dado a um clã de drogados mercenários psicopatas) que resmunga coisas de velho porque é velho e como tal tem idade para reclamar e resmungar sem parar.

Geralt então descobre que sua filha adotada Ciri está perdida e sendo caçada por um grupo de elfos pedófilos. Para salvar sua filha adotiva Geralt deve vajar até uma ilha onde vivem os sete anões da Branca de Neve onde vivem como náufragos. A partir de então o jogo mistura viagens entre dimensões e sexo com prostitutas.

No rastro de Ciri: Barão Sangrento[editar]

Geralt começa sua procura por Ciri, e fica sabendo que um infame líder de uma cidadezinha chamada Corumbá (Velen, em polonês), o Barão Sangrento, encontrou a Ciri. O local é uma merda e repleto de traficantes paraguaios e bolivianos levando muambas de um lado pro outro. Geralt parte para investigar. É claro que o gordão não vai entregar a Geralt toda a história completa, e vai pedir um favor em troca, que o bruxo encontre a sua família desaparecida. O que Geralt descobriria posteriormente é que a esposa e a filha do barão fugiram para a Delegacia da Mulher porque apanhavam mais que o Rcoky Balboa num filme sobre superação, mas ambas tiveram problema em sua fuga e acabaram separadas. A mãe, Anna Strenger, bateu a cabeça e ficou maluca, abrindo um orfanato para Chiquititas no meio de um grande chiqueiro num pântano isolado, enquanto a filha Tamara Strenger virou crente, concretizando um final extremamente triste para o Barão Sangrento, que conta a história que Ciri esteve ali, sem ajudar com nada concreto.

No rastro de Ciri: Novigrad[editar]

Geralt descobre que Ciri esteve em Aquidauana (chamado de "Novigrad" em polonês) e decide investigar. Chegando na cidade descobre que há uma certa histeria coletiva porque um grupo de viados fundamentalistas, denominados de Caçadores de Putas, decidiram que toda gostosa peituda deveria ser queimada na fogueira e que a cidade de Novigrad deve ser limpa dessa concorrência desleal sobre os gays, uma atividade apoiada pelo Rei Radovid, outro viadão que também não aguenta ver uma mulher gostosa e já quer logo empalá-la. Com esse contexto, um estado de terror se abate sobre a cidade de Novigrad. É nesse contexto que encontramos Triss, uma grandiosíssima gostosa, famosa por curar muitos gays com seu decote ousadíssimo e comportamento de piranha, e obviamente ela está refugiada e liderando um grupo de gostosas para tentar escapar da cidade. Triss, porem, não sabe o que houve com Ciri, e apenas Dandelion tem alguma informação, mas ele atualmente encontra-se preso por ter deixado de ser homossexual e se apaixonado por uma mulher. Com a ajuda de seus amigos, Geralt consegue libertar Dandelion e descobre que ele tornou-se o dono de um bordel diferente, um bordel onde não é permitido comer as putas, mas apenas vê-las dançar, o que o mesmo definiu como "bordel decente", porque agora que ficou comprometido não pode mais ficar de obscenidades. A única informação que Geralt conseguiu de Ciri foi que, enquanto ela fugia de 300 pedófilos vestidos de bobo da corte, ela sumiu.

No rastro de Ciri: Skellige[editar]

A chave pro quarto da Yennfer, um item comum.

Outra aparição de Ciri ocorreu na Ilha do Marajó (chamado de Skellige em polonês) e lá vai Geralt atrás desse rastro. Ele realmente ama essa pirralha para se dar a tanto trabalho. Como sempre, os personagens do jogo são todos uns grandes filhos da puta interesseiros, e ninguém ali está tão interessado em dar informações à Geralt antes que ele faça alguns favores. Geralt chega às Ilhas Marajó, um lugar hostil repleto de putas barraqueiras (as Ekhidnas) e putas interesseiras (as sereias) e uma população de cuzões metidos a fodões. Lá Geralt descobre que o rei local morreu e está ocorrendo uma trama genérica de intriga política para decidir quem será o sucessor. Como somos o protagonista, obviamente nós que influenciaremos quem irá governar as ilhas, que pode ser a Cerys ou o seu irmão Hjalmar, por quem o jogador se afeiçoar mais. A Cerys era uma mal comida que certo dia topou participar de um gang bang para ver se finalmente perdia o cabaço, mas não aguentou o tranco e uma esporrada na cara deixou uma marca eterna em seu rosto que a deixaria encalhada pelo resto de sua vida, e por isso estaria sempre de mal humor. Já Hjalmar é só um marombado de academia que acredita que tudo é sobre músculos e porrada, sendo ele tipo um Kleber Bambam de barba. Mas voltando à história, Geralt usa uma máscara mágica para rever o passado de Ciri e o que ela fez na Ilha Marajó foi ter contato com alienígenas elfos da Caçada Selvagem, que como bons alienígenas são fogosos por inserir uma sonda anal em seus abduzidos, tudo isso mais especificamente na cidade de Colares, no evento conhecido como Operação Prato.

Ciri consegue fugir para bem longe, para uma cidade fedida chamada Belém do Pará, onde conhece um habitante local chamado Skjall, nada fã de tecno-brega e por isso odiado por todos. Ele cometeu a heresia de apaixonar-se por uma lésbica, a Ciri, e acabou morto quando tentou realizar atos heróicos contra elfos bombados de outro mundo.

Finalmente o resgate de Ciri[editar]

Antes de resgatar Ciri, um pouco de Gwent com os amigos e uma noitada com crossdressing.

No final das contas Geralt descobre o paradeiro definitivo de Ciri, que ela está adormecida numa ilha sinistra chamada São Luís do Maranhão, um local onde aberrações correm soltas e ninguém ousa se aproximar porque é repleto de barangas que cagam em sua cabeça, as bruxas. Geralt, todavia, vai para lá mesmo assim, e descobre que Ciri estava mal financeiramente e prestes a contracenar um pornô de gang-bang com sete anões, num vídeo que seria chamado de "Cabelos de Neve e os Sete Anões Pirocudos", mas Geralt consegue interferir e finalmente encontrar a filha afotiva.

Batalha de Kaer Morhen[editar]

Cansados de apenas ficarem fugindo daqueles elfos pervertidos, Geralt e Ciri decidem armar uma emboscada: Espalham uma falsa notícia de que haverá uma enorme orgia em Kaer Morhen na qual estarão inclusas Ciri, Triss e Yennefer, um bacanal irrecusável até para o mais viado dos elfos. Para tornar a cena ainda mais crível, Geralt convida todos os amigos que fez durante sua jornada para unirem-se a ele nessa falsa orgia.

Os elfos caem na isca e aparecem rapidinho, mas logo ficam putos da vida quando descobrem que não está rolando orgia nenhuma com nenhuma novinha, e uma grande pancadaria campal começa. Os elfos trouxeram até seus cachorros, pois amam zoofilia, e graças a um peido congelante conseguem facilmente subjugar Geralt e todos seus amigos. É claro que eles não conseguem capturar Ciri graças ao ato heroico de Vesemir, o velho resmungão, que como bom personagem descartável, é morto para virar mártir.

Reunindo a Estada[editar]

O plano da orgia falsa foi um fracasso (sucesso pelo lado que Vesemir morreu e ninguém o aguentava mais), mas isso não impediu que Geralt e Ciri continuassem tramando como exterminar aqueles elfos pervertidos. Então, se a orgia falsa foi errada, era hora de ousar e criar uma orgia verdadeira. Para tal Geralt começa a reunir um monte de biscates, todas amigas de Yennefer e Triss, um monte de pouta paga uma mais metida que a outra. Essa orgia, no entanto, chamou atenção de Nilfgard, o maior império do jogo, que enviou toda sua frota para ver se era verdade esse reunião de peitudas gostosas. Nisso,a té os elfos gelados apareceram, todo mundo querendo pegar a Ciri, mas Geralt acaba com os dois elfos principais e toda essa invasão dá em nada.

Final[editar]

No final Ciri entra num portal onde desliga uma geladeira gigante. E fim. Isso mesmo, o final mais sem graça de uma GOTY.

Personagens[editar]

Principais[editar]

Geralt levando sua família para passear.
  • Geralt de Rivia - O protagonista do jogo. A sua vida inteira consiste em matar monstros sem seguir nenhuma lei biológica ou física. Devido a alguns rituais satânicos, seus olhos se tornaram como os de um gato e suas emoções desapareceram (teoricamente). Os poderes especiais adquiridos de bruxo incluem: Capacidade de comer um almoço de quatro pratos em um segundo, no meio da luta; Encontrar força para cortar o inimigo em dois como se fosse feito de papelão apenas quando ele tiver um pixel de vida; Cansar-se imediatamente ao correr, mas depois de parar por um segundo poder começar de novo como se nada tivesse acontecido; Morrer caindo da altura de uma mesa; Lutar com rajadas de golpes à velocidade da luz; Pilotar veleiros perfeitamente mesmo contra o vento; Dormir ajoelhado; Usar confortavelmente todas as roupas que você encontra, que magicamente se tornam do seu tamanho. Mas o maior poder de Geralt, no entanto, é As Letras Amarelas. Em muitos casos, quando ele fala com alguém, estas letras especiais aparecerão, quando você simplesmente pode escolher a opção de diálogo Geralt e definir o destino de seu interlocutor ou a pessoa diretamente envolvida na conversa.
  • Cirilla - Pirralha chata pra caralho e extremamente teimosa que é a única personagem feminina do jogo maior de 18 anos que Geralt não tem a opção de comer, porque é como uma filha para ele. Foi criada por Geralt e Vesemir num castelo abandonado e fodido e obviamente se tornou uma grande sapatão quando ficou adulta. Ela tem o Sangue Ancestral em suas veias e por isso possui o poder singular de se teletransportar, fazer aerolitos caírem do céu e se transportar para outras dimensões.
  • Yennefer - Ex-namorada mal comida de Geralt que embora tenta lutar com todas suas forças em ser uma personagem feminina forte e independente para agradar as feministas, na prática não passa de mais um dentre os tantos objetos sexuais de Geralt. Apesar de na frente de todos se fazer de marrenta, na verdade é uma pessoa repleta de problemas psicológicos, o que reflete em seus fetiches nada usuais, como o hábito de transar em cima de unicórnios empalhados.
  • Triss Merigold - Inteligente, fofa, meiga, peituda, rabuda, amorzinho, carinhosa, enfim, a personificação de todas as carências dos nerds necessitados sem mulher que passam os dias jogando videogame. Tanto que sua presença no enredo é absolutamente dispensável e ela sós erve para haver uma opção de ruiva gostosa a ser comida pelo protagonista.
  • Carpeado - Cavalo com habilidades mágicas de teletransporte, ele é capaz de atravessar oceanos e se materializar a poucos metros de distância de Geralt após um simples assobio de seu mestre. Outras habilidades mágicas desse cavalo especial incluem: Subir montanhas à galope e atravessar moitas como se elas não fossem nada.

Secundários[editar]

São variadas as opções de diálogo oferecidas pelo jogo.
  • Arminho - Mantendo o estereótipo de todos os idosos da série Witcher, é um resmungão que está sempre só reclamando (mas joga Gwent se você insistir). Vila na Ilha de Marajó ao lado de outros maconheiros que não tomam banho. É o conselheiro do rei da Ilha de Marajó, mas durante o jogo todo não o vemos dar nenhum conselho.
  • Avallac'h - Elfo de motivações misteriosas. Não dá pra saber se ele é gay ou hetero, as vezes parece apaixonado por Ciri, as vezes parece vê-la apenas como uma "miguxa". O fato é que ele ajuda Ciri bastante, mesmo nunca sendo nos revelado os motivos, chegando ao ponto dele ter sofrido uma maldição e transformado num anão deformado leproso, algo que eventualmente foi revertido com uma infusão de Guaraná Dolly misturado com groselha direto na veia da deformidade. Ao invadirmos o seu laboratório encontramos lá uma elfa que nos revela a verdade, que Avallac'h sempre foi um grande gayzão e nunca amou Ciri de verdade, tendo ela apenas como amiga, uma decepção amorosa que fez Ciri tornar-se uma lésbica.
  • Cerys an Craite - Provável nova rainha das Ilhas Marajó, caso Geralt insista em ser puxa-saco dela, é uma mulher complexada pelo fato de ter uma grande cicatriz na bochecha, resultado da época que ela era praticante de BDSM, hoje arrependida deste passado. Tem dificuldades em ganhar corridas de cavalos e desfazer assombrações.
  • Corine Tilly - Mais uma personagem peituda que usa um decote desnecessariamente ousado que só não cai porque ela é algum tipo de feiticeira e a gravidade não atua em seu corpo, ela é capaz de fazer pessoas sonharem com eventos do passado. Apesar de gostosa, como quase toda personagem do jogo, também é muito mal comida, por isso se muda para uma casa mal assombrada onde adota uma garota com poliomielite, a Sarah, de quem se torna mãe adotiva.
  • Crach an Craite - Tem o sonho de tornar-se o Rei Supremo das Ilhas Marajó, pois ama búfalos e há vários desses lá, mas os meandros da política permitiu que apenas um de seus dois filhos assumisse a posição. Ele se faz de besta, mas quando um assume, quem de fato continua dando ordens é ele, reunindo exércitos e fazendo essas coisas de rei, coisa que ele nunca foi, não a toa morre na guerra final.
  • Dandelion - Bardo que vive se metendo em confusão e precisa constantemente ser salvo por Geralt, e ainda bem que Geralt sempre foi muito camarada com ele, porque vai precisar dele um imenso favor quando tentar um threesome com Yen e Triss e terminar algemado de cueca na cama. Dandelion realizou seu sonho de administrar um bordel, mas foi justo nesse momento em que realizou sua aspiração máxima que ele descobriu o seu verdadeiro amor, um travesti chamado Priscila, e ele rapidamente converteu o bordel em um teatro.
  • Dijkstra - Inventor de um famoso algoritmo que serve para descobrir os melhores atalhos através de um diagrama triangulado, ele usa seus conhecimentos também para assediar feiticeiras cegas, planejar regicídios e encher o saco com toneladas de demagogia e hipocrisia. por sorte há a opção de matá-lo na missão final da caça ao Radovid.
  • Dudu Biberveldt - Um dúplice que é muito amigo de Geralt e Dandelion. Apesar de possuir esse poder extraordinário de transformar-se em quem quiser, ele tem incrível mal gosto, pois mesmo podendo ser uma Panicat ou Bruno De Luca, ele prefere ficar sendo um anão deformado ou um Filho da Puta.
  • Emhyr var Emreis - Velho mal humorado que passa o dia reclamando e resmungando, por isso é o Rei da Porra toda e da Cocada Preta. Apesar da pose, não levanta a bunda de sua cadeira e a única coisa que faz da vida é cagar regra e ordens. Ele é o pai de Cirilla, mas como não é burro, ao ver os cabelos brancos da "filha" já sabe que é um corno, por isso a trata como lixo desde sua tenra infância, mas quer saber onde ela está para usar seus poderes.
  • Eskel - Um dos amigos de Geralt e também bruxo, ele é o segundo homem mais feio, só não superando Uma nesse quesito. No jogo é só um coadjuvante e por isso nem nos lembramos o porque dele estar ali.
  • Filho da Puta Junior - Um psicopata sociopata extremamente excêntrico e rico que obriga seus capangas a se vestirem como gigolôs em plena rua nas calçadas de Novigrad, onde vive. Ele é atormentado pelo fato de viver num mundo onde todas mulheres tem seios empinados, são rabudas e invariavelmente gostosas, e isso afeta sua auto-estima profundamente, por isso ele gosta de assassinar mulheres e pendurá-las em ganchos dentro de seu quarto. Acabou se dando mal quando tentou fazer o mesmo com Ciri, sem saber que ela era sapatão e que o encheria de porrada. Depois Geralt viria e terminaria o serviço.
  • Fringilla Vigo - Prisioneira de Emhyr, nos jogos anteriores foi uma das outas que Geralt já comeu, mas em Witcher 3 aparece só no final quando Yennefer dá a ideia de criar a orgia, denominada de "Estada", com as mulheres mais marrentas do continente e recorda-se de Fringilla, exigindo sua soltura para o imperador nilfgardiano.
  • Hjalmar an Craite - Um possível novo governante das Ilhas Marajó, caso Geralt puxe o saco dele, foi o namoradinho de infância de Ciri, mas era tão broxa que acabou despertando em Ciri o lesbianismo. Frustrado, decidiu ser um grande marombado, para compensar seu pênis diminuto, e por isso está a todo momento caçando brigas e confusão, e apanhando em todas brigas em que se mete, afinal, apesar da pose, tem baixa auto-estimação.
  • Johnny - Um púero (crianças sujas e mal educadas) que vive no pântano e que não para de repetir a mesma maldita frase: "três tigres tristes comem três pratos de trigo, rá" e obviamente isso irritou alguém que devidamente removeu a voz desse chato. Geralt, todavia, recupera sua voz, afinal vai viajar pra bem longe mesmo e não será incomodado. Gosta de cagar gostoso a cada amanhecer.
  • Keira Metz - Mais uma gostosa, como todas as outras, com a diferença que esta realmente podemos comer. Não que seja a coisa mais romântica do mundo, já que ela cede seu corpo no meio de um pântano fétido repleto de Afogadores, mas para os nerds mais afoitos já é alguma coisa. É uma feiticeira ex-patricinha que agora vive no meio do pântano com medo de Radovid que é um rei bixaloka que está exterminando todas gostosas do mundo através de empalamento. Cabe a Geralt usar o poder das suas Letras Amarelas para definir o destino de Keira, aconselhando-a ir para Kaer Morhen e assim ter uma vida longa, ou deixando-a ir falar com Radovid e terminar empalada pelo ânus como punição por promiscuidade.
  • Lambert - Amigo esquentadinho de Geralt que também é um bruxo e que aparentemente vai tomar o lugar de Vesemir no futuro, não como líder respeitado, mas como velho ranzinza e resmungão, porque quando ele aparece é só pra reclamar de algo ou ficar de ironias. Pelo menos tem um final feliz com Keira.
  • Lugos Maluco - Careca briguento que tem a intenção de ser o governador das Ilhas Marajó, mas a única coisa que faz em relação a isso é ficar ali sentado em seu trono gelado fazendo porra nenhuma. As vezes indo a alguma festa para brincar de dar porrada, mas nada além disso. No final acaba no erro de desafiar o protagonista para um duelo de espadas, aí obviamente morre.
  • Margarita Laux-Antille - Mais uma das tantas putas gostosas do jogo, que como todas suas amigas também é caçada pelos Caçadores de Putas e quase se dá mal, pois foi capturada e estava sendo torturada pelos Caçadores de Putas, que antes de executar suas vítimas espancam as gostosas até deformá-las, para remover a beleza delas. Margarita, todavia, foi salva por Geralt e como compensação aceitou participar da grande orgia que Geralt, Triss e Yen prepararam no final da história.
  • Barão Sanguinário - Gordão praticante de violência doméstica, é aquele típico cafajeste que bate na esposa e na filha, depois se arrepende, é perdoado, mas logo já está lá espancando a mulher de volta. Mas ele se torna tão insuportável pra sua família que sua esposa prefere ir trabalhar de dona de orfanato no meio do pântano e a filha vai pra cidade se tornar freira.
  • Philippa Eilhart - Velha conhecida da série Witcher, é uma puta paga (feiticeira) marrenta, que como todas suas demais amigas adora usar decotes ousadíssimos. Se acha a mulher mais gostosa do mundo, mas foi isso que condenou seus olhos, quando foi descuidada demais numa orgia de bukkake cujo sêmen cheio de DST de seus parceiros infectaram seus olhos, deixando-a cega e extremamente amargurada. Com o tempo, porém, ela recobra sua visão através de magia, e também aprende a se transformar numa coruja.
  • Priscilla - Famoso travesti que faz shows num grande cabaré de Novigrad, acabou se tornando o primeiro amor verdadeiro de Dandelion. Ela, todavia, não tem o final mais feliz, quando numa madrugada acabou atacada por um grupo de homofóbicos e forçada a beber ácido, para perder sua voz e assim ter sua carreira de drag queen arruinada.
  • Radovid V - Excêntrico rei da Renânia Redânia, queria ser mulher mas infelizmente para ele nasceu com um pinto, então por isso tem uma vida frustrada e infeliz, decidindo descontar sua frustração em qualquer mulher gostosa que aparecer em sua frente. É ele o responsável por criar o grupo conhecido como Caçadores de Putas e fomentar a perseguição e execução de putas e gostosas em geral, a maioria queimada na fogueira, e as mais promíscuas empaladas analmente em praça pública. Obviamente este psicopata não tem final feliz e acaba morto por uma puta cega, a Philippa Eilhart, por quem ele é obcecado, porque queria ter o mesmo corpo que ela.
  • Skjall - Um cara que se apaixonou a primeira vista por uma garota que é a filha do imperador do maior império do mundo, adotada pelo bruxo mais sanguinário do continente, que tem duas bruxas poderosíssimas como irmãs adotivas, tem um puta elfo marombado completamente obcecado por ela e que ainda por cima é lésbica, este é Skjall, o pescador que se apaixonou por Cirilla e obviamente arruinou seu futuro, pois ele tem uma morte miserável.
  • Vernon Roche - Líder dos black blocs, teoricamente era para ser um guerrilheiro, mas na prática faz porra nenhuma e quase não sai de sua caverna, que aliás é um péssimo esconderijo, fica no meio da estrada.
  • Ves - Subordinada de Roche, é talvez a personagem feminina do jogo com o menor peito, por isso tenta compensar não usando qualquer sutiã. No começo é esquentada e acha que pode matar o exército inteiro de Nilfgard sozinha, mas logo descobre que seu lugar é como empregada submissa de seu chefe Vernon Roche.
  • Vesemir - Sua única peculiaridade é ser um bruxo muito velho e, graças à grande habilidade da CD Projekt RED caracterizar seus personagens, não haverá falta de piadas e estereótipos sobre os idosos. No início do jogo, ele ajuda Geralt enquanto faz coisas como reclamar dos jovens, reclamar das modas dos jovens, reclamar dos gostos dos jovens, etc. Mas então, assim que descobre que na base dos bruxos em Kaer Morhen há reformas em andamento, ele vai imediatamente para o local pois todos sabemos que o principal passatempo dos idosos é acompanhar obras em andamento. Nós o veremos novamente muito tempo depois em Kaer Morhen, onde ele está trabalhando no canteiro de obras para preparar a base para o Cerco da Caçada Selvagem. Embora ele tenha sobrevivido aos maiores massacres da história, incluindo a extinção dos dinossauros, e mesmo embora ele, apesar de sua idade, possa matar cinco homens sem esforço em dez segundos, eventualmente, ele será o único a morrer na batalha contra a Caça Selvagem, porque esse é o último capítulo da saga, e eles poderiam se dar ao luxo de matar um personagem que não será mais usado, para assim tornar a história mais triste e comovente.
  • Zoltan - Anão amigo de Geralt viciado em Gwent. Não tem muito o que fazer na história, então não sai do bordel de Dandelion o jogo inteiro.

Antagonistas[editar]

  • Moiras - Grupo de três irmãs barangas que também são fortes feiticeiras. Elas não tomam banho, não lavam suas partes íntimas, não depilam o sovaco e não escovam os dentes. Mas apesar disso não chegam a ser feministas, apenas tem fetiches estranhos mesmo. O que inclui fazer ensopado de seres humanos a cada novo Sabá. São particularmente famosas por terem o poder de bugar o áudio de jogo durante sua primeira aparição, removendo metade dos efeitos sonoros.
  • Caranthir - Mago elfo com habilidade de ligar um gigantesco ar condicionado e congelar todos ao seu redor. Só o Geralt caiu nesse truque do Sub-Zero umas 3 vezes. Mas no combate corpo a corpo a única coisa que sabe fazer é chamar um golem de gelo e ficar tacando espetos de gelo, então acaba morto por Geralt.
  • Eredin - O último chefão, o elfo fodão com cara de malvadão, o cara responsável pela merda toda! Mas morre para a velha tática de Geralt de "porrada, porrada, passo pra trás". Como todo elfo, ele é extremamente excêntrico, portanto completamente obcecado pela Ciri
  • Imlerith - Elfo bombado que adora uma orgia com súcubus. Apesar de ser marrento como tantos outros elfos do mal, é só mais um que morre fácil.
v d e h
The Witcher logo.png